Passando a roupa

Confira algumas dicas para você passar a roupa com perfeição, levando em conta os diferentes tipos de tecidos e os cuidados necessários:

Jeans 
O clássico jeans tem um material que resiste bem ao calor do ferro, portanto não é uma peça que você deve se preocupar tanto com a temperatura. Uma sugestão que pode facilitar o processo é sempre usar a opção de vapor do ferro no máximo.

Nylon
É um dos tipos de tecido que devem ser passados a ferro primeiro (sem estar ligado), por ser muito sensível e exigir cuidado. As propriedades do tecido permitem que ele seja desamassado com facilidade, por isso, mesmo com ferro numa temperatura bastante amena é possível deixá-lo lisinho rapidamente.

Lycra
Um tecido supersensível que deve ser passado com a temperatura mais baixa e movimentos bem rápidos, de forma que não fique em contato com a superfície aquecida do ferro por muito tempo no mesmo lugar.

Seda 
Para preservar o brilho característico, o indicado é passar sempre do lado avesso e sem vapor. O resultado será uma roupa muito bem passada e sem danos.

Sintéticos
Assimilam o calor com muito mais rapidez do que os outros, o que torna o ato de passar muito mais fácil. Devemos apenas abrir bem a roupa sobre a tábua e trabalhar com movimentos rápidos, que já são suficientes para alcançar bons resultados. Mas cuidado: excesso de calor deixará os tecidos brilhantes. Use a temperatura para lã.

Algodão 
O algodão resiste bem ao calor do ferro. Para facilitar o trabalho é indicado um pouco de umidade. Por isso, use a opção de vapor do ferro, que vai deslizar sobre a roupa com muito mais facilidade.

Veludo 
Assim como outros tecidos com brilho, devemos passar peças de veludo sempre pelo avesso e, neste caso, ligeiramente umedecidas. O veludo é formado por pequenos pelos que podem ficar amassados. Se isso ocorrer, basta aproximar o ferro do local, pelo lado direito, sem tocar a superfície do tecido, que eles voltarão ao normal, ou ainda usar a função vapor extra.

Poliéster
Deve ficar para o final, pois é preciso de uma temperatura um pouco mais alta e mais dedicação, já que é um pouco mais rígido e resistente ao calor, o que dificulta o processo. A dica é abusar do vapor para facilitar a tarefa.

Fonte: IG Moda.






Escrito por Guilherme Cury
29 anos, taurino, blogueiro e músico nas horas vagas. Criou o MPH há 7 anos com o objetivo de trazer as principais novidades do universo da moda masculina para o homem que se importa com o que veste.