Tudo o que você gostaria de saber sobre transplante capilar

Quando os sinais de calvície começam a aparecer e incomodar, bate logo aquele desespero e junto com ele, um monte de dúvidas, que vão de: a quem devo procurar, como tratar os sintomas de calvície e como funcionam de fato esses procedimentos de transplantes capilares? Entramos em contato com o médico Tricologista Dr. Marcio Ravagnani, que praticamente nos explicou tudo o que a gente gostaria de saber sobre o tema.

MPH – Doutor, como identificar os primeiros sinais de calvície? Geralmente é pela queda de cabelo?

O cabelo que causa calvície, geralmente não é o que cai no banho. É normal perdermos até 100 fios por dia. Geralmente os problemas são os fios que vão atrofiando, ficando cada vez mais finos, inicialmente de forma imperceptível, até que param de nascer.

MPH – Existe algum fator externo que acelere esse processo de calvície, como uso de bonés por exemplo?

O maior fator de calvície, sempre será o fator genético. A dica é prestar atenção aos sinais, geralmente olhando para a evolução da calvície de seu pai ou avós e comparando com a sua própria cabeça. Um dos primeiros sinais é a percepção de perda de volume em alguma área e fios mais finos.

Usar bonés, chapéus ou gorros, de forma geral não causam ou aceleram o processo de calvície. Isso é uma lenda urbana que deve ser desmistificada.

MPH – Como é feito o transplante capilar na prática?

Existem várias técnicas de transplante capilar. Uma das mais reconhecidas é a técnica FUE, que consiste na retirada de fios de uma área da cabeça onde não há calvície (área doadora) e reinserção desses folículos capilares de forma planejada nas áreas com calvície, fio a fio, um por um, dando um aspecto muito mais natural ao fim do procedimento.

MPH – Então os cabelos implantados são do próprio paciente?

Exato. A área doadora (popularmente conhecida como os “paralamas”), que são a parte das laterais, junto com a parte de trás da cabeça, possuem fios com folículos que não sofrem com os efeitos hormonais DHT e são sempre a parte em que os fios aguentam firme, até nas pessoas mais calvas. Geralmente é dela que saem todos os fios do transplante que vão ser recolocados em áreas sem cabelo, de forma planejada para um resultado extremamente natural e harmônico.

MPH – Esses cabelos da área doadora nascem novamente depois, caso o paciente queira fazer novos transplantes?

A área doadora é finita e limitada, ou seja, não nascem cabelos novos no lugar que foram retirados porque eles são retirados juntos com os folículos. Portanto a importância de se escolher um profissional capacitado que consegue diagnosticar e planejar um tratamento individualizado, caso a caso, e com resultados bons a longo prazo, considerando os fios implantados em sintonia com o tratamento com medicamentos, que retardam a evolução natural da calvície.

MPH – É realizado algum tratamento com medicamentos antes da cirurgia?

Deve-se estudar caso a caso, mas em casos com algum grau de calvície mais perceptível, já existe a necessidade de iniciarmos no pré cirúrgico, um tratamento com Finasterida/Dudasterida aliado ao Minoxidil.

O tratamento com Finasterida/Dudasterida serve para bloquear o hormônio DHT, ou seja, é apenas um tratamento para estabilizar a atrofia. DHT é um hormônio que é produzido quando a testosterona combina com a enzima 5-alfa reductase. DHT exerce seus efeitos a nível celular no folículo, causando o encolhimento, tornando o cabelo fino e fraco, posteriormente a calvície.

O tratamento com Minoxidil, visa estimular a vasodilatação no couro cabeludo e recuperar posteriormente a espessura dos fios, por isso geralmente é um tratamento associado ao uso da Finasterida/Dudasterida.

Esse tratamento com medicamentos dura quanto tempo?

Como a evolução da calvície nunca termina, até nas pessoas que já fizeram o transplante, o tratamento com Finasterida/Dudasterida, aliado a Minoxidil é algo que deve ser feito para o resto da vida, ou os sintomas de atrofiamento de fio voltarão a aparecer.

MPH – Qual a idade ideal para procurar por um transplante capilar?

Considerando uma idade superior a 18 anos, não existe uma idade ideal para procurar um tratamento para calvície. Geralmente é a partir do momento que a estética começa a incomodar. Muitos jovens começam a apresentar já algum grau de calvície ainda muito cedo, e já podem ir atrás de tratamento.

MPH – Existe algum caso em que não é recomendada cirurgia?

Dificilmente. Apenas em casos raros, como alguma doença autoimunes relacionada ao crescimento do cabelo, em casos de uma calvície severa aliada a uma área doadora muito escassa. Enfim, casos muito específicos que devem ser analisados individualmente.

MPH – Como funciona a cirurgia? O paciente sente algum tipo de dor durante o procedimento?

Durante a cirurgia, o paciente realiza o procedimento com anestesia, uma sedação leve, sem dor. No pós cirúrgico, pode acontecer algum incômodo por conta das pequenas incisões se fechando, mas nada grave. Em caso de maior sensibilidade é prescrito um medicamento para alívio desses incômodos.

MPH – Qual o tempo de recuperação de um transplante capilar?

Costumamos dizer que a parte mais dolorida é a espera pelo resultado final. Geralmente com 15 dias fica um resultado bacana, com um mês o cabelo transplantado cai todinho, e começa a crescer de vez por volta do quarto mês. Para o resultado final, a espera é em torno de 12 a 14 meses.

MPH – Qual a duração de uma cirurgia?

Dependendo do caso, a cirurgia utilizando a técnica FUE, pode durar até 10 horas.

MPH – Quais as vantagens de fazer a cirurgia com a técnica FUE (fio a fio)?

Numa cirurgia com a técnica FUE podem ser implantados milhares de folículos para preenchimento das áreas de calvície, e o que vai diferenciar um bom resultado de um resultado inestético, é a habilidade do profissional em:

• preencher cada centímetro com o fio correto
•  na angulação certa
• com a melhor densidade por área
• com a técnica correta para manter os folículos saudáveis fora do corpo até serem reintroduzidos

entre outros fatores, que tornam a cirurgia quase como uma restauração cuidadosa.

MPH – Quanto fica uma cirurgia de transplante capilar com a técnica FUE?

Temos que analisar caso a caso. São muitos os quesitos que envolvem um orçamento preciso. Para isso é necessário realizar uma avaliação.

O Dr. Marcio Ravagnani é especialista na Técnica FUE, possui certificados internacionais e relacionamento com os maiores nomes da Tricologia mundial. Seu consultório fica em Alphaville- Barueri/SP.

Eles disponibilizam uma avaliação online gratuita no site. Com a avaliação você consegue ter uma estimativa de valor e de grau de calvície, porém, é necessário fazer uma consulta para um diagnóstico mais detalhado e tratamento personalizado.

O site do Dr. Marcio Ravagnani é www.drmarcio.com.

O Moda Para Homens é o maior blog de moda masculina do país. O nosso objetivo é mostrar que homem também tem que ter estilo.
Post criado 1656


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
CAMISA MASCULINA DE CROCHÊ ESTÁ EM ALTA 7 PERFUMES MASCULINOS PARA O VERÃO Ano Novo: As cores e seus significados Dicas de looks masculinos para o Natal PERFUMES MASCULINOS AFRODISÍACOS