Preciso mesmo disso?

Ultimamente tenho pensado muito sobre consumismo. Já faz um tempo que ando engajada em sustentabilidade, “fechando a torneira correndo” e na última semana decidi parar de vez com as carnes (assumindo todo o risco dos prós e contras).

O mais impressionante foi que parar de comer carnes me fez repensar todas as minhas outras escolhas. O fato de você raciocinar antes de comer abre a sua mente e te faz pensar com tudo na vida: “Será que preciso realmente disso?”.

Eu vejo muita gente se atolando em dívida por aí para passar uma imagem que não consegue sustentar. Aqui falamos de moda e de objetos de desejo, mas, antes de tudo, acho que de nada vale sair todo estrelado com as últimas tendências e na hora de pagar o jantar torcer para que o cartão passe.

Outro clássico é “eu não sei mais onde colocar roupas!”. Será que você já não tem coisas demais? Misturar o vintage com o novo é uma brincadeira bem divertida, muitas vezes você encontra uma nova versão da mesma peça apenas arriscando usá-a de uma forma diferente.

Sabe aquele casaco que você não sabe se vai usar, que gosta mais ou menos? Doe. E aquele sapato que aperta seu pé e você nunca usou? Passe pra frente.  E aquela roupa que tá com o ziper estourado mas você adora? Mande arrumar!

Mas isto não significa que é pra você sair correndo e entupir de novas peças no lugar, só porque fez a doação. Ás vezes um pouco de espaço no armário faz bem para arejar as roupas e também, porque não, a cabeça.

Pense nisso.

@ericahans

Post criado 177

9 comentários em “Preciso mesmo disso?

  1. meu eu mesmo dependo da minha mãe pra comprar peças muito caras, só natal e olhe lá rs ,sabem aqueles bazares que tem em igrejas 1 vez por mês, vc vai e encontra muitaaas peças diferentes e de marcas que vc n acharia em nenhuma loja vc acaba comprando mais de 15 peças de roupa e n saem por mais de 10 reais (as vezes peças com etiqueta )

  2. Deve ser interessante ser vegetariano e parar para pensar no que vai comer. Isso deve mesmo mudar o próprio comportamento.
    Entretanto a maioria das pessoas não pensa antes de comer, e a causa talvez seja a avalanche de coisas que temos a fazer durante o dia: o momento reservado para as refeições se limita muito, fazendo com que comamos coisas sem antes pensar, na pressa de continar o que estávamos fazendo antes de sentir fome.
    A velocidade com que as coisas vem acontecendo está influenciando cada vez mais na maneira como vivemos. E isso se espelha também no modo de se vestir: a rapidez com que se arruma um look antes de ir para o trabalho por já está atrasado, e a instantaneidade da compra de peças da última estação que também mudam rapidinho. Pensar antes de fazer é um luxo nos dias de hoje. Um luxo que eu não tenho.

  3. Concerteza. Às vezes a gente se apega tanto ao hábito de guardar, de ter mais, de estar sempre procurando nos “aprimorar” e não necessariamente atingimos a meta. Sustentabilidade certamente é a palavra-chave; muitas vezes desapegar é a solução. Não de tudo, mas de pelo menos um pouco; procurar alternativas, doar, repensar, pensar, encontrar uma saída. Legal isso, valeu erica. Bom saber que existem pessoas que se preocupam.

  4. Ah eu confesso que gosto de comprar… sou consumista assumido, não nego, porém sempre faço aquela limpeza sim no armário… minha mãe mesmo ajuda na tarefa… hj sou tarado por Havaianas, tenho uma coleção de umas 40… e detalhe eu uso todas… Me preocupo sim com o bolso, sei que tem coisas que posso esperar mais, mas é da pessoa isso, não me culpo depois… Faço pq gosto…Abraço a todos…

  5. eu confesso tmbm que sou MUITO consumista, não consigo me desvencilhar da Triton, por exemplo , eu sofro as vezes com isso pq gasto um dinheiro que poderia estar sendo investido em outra coisa , como livros. outra paixão são perfumes, chegar a gastar 3XX em um perfume é um absurdo , mas vc só percebe isso depois que já comprou heheheeeh ai já era, né ? esse mês por exemplo vou me segurar , vou tentar não comprar nada , pq no final das contas não vale de nada ter tanta roupa e vc nao usar metade delas pq a maioria é pra sair, definitivamente o texto tmbm me fez refletir que, felizmente , não preciso de disso. estou exercitando este pensamento na minha cabeça toda vez que vou ao shopping … e está dando certo , ainda bem !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
Tendência: Camisas masculinas para 2022 Como escolher um perfume importado Formatura: Que roupa usar? O ANTES e DEPOIS de celebridades Mulheres julgam homens pelos calçados