corrida-pisada

Muitos homens começam a se interessar pelo universo da corrida, tanto inserindo a prática no seu dia a dia quanto participando de provas do ramo (que são muito divertidas por sinal).

No entanto, muitos começam a treinar corrida sem ter noção do seu tipo de “pisada”. E isso é de extrema importância, principalmente para evitar lesões nas articulações.

São três tipos básicos de pisadas, confira:

PRONADA

Assim que toca o chão, o pé apoia-se no seu lado mais interno e se contorciona para dentro, usando o dedão para ganhar impulso. A variante dessa pisada é a “levemente pronada”, onde o pé faz esse movimento de forma menos intensa.

NORMAL

O pé toca o chão apoiando o lado externo do calcanhar e se move levemente para dentro, seguindo em linha reta até a elevação do dedão. Essa é considerada a pisada “normal” (sem nenhuma variante).

SUPINADA

O pé toca o chão no lado externo do calcanhar e continua o movimento usando o seu lado mais externo, ganhando impulso no dedinho. A variante dessa pisada é a “levemente supinada”, onde o pé faz esse movimento de forma menos intensa.

Confirmando o seu tipo de pisada

Para descobrir o seu tipo de pisada o ideal é fazer um teste de “Baropodometria”, que, utilizando os aparelhos especializados, dirá precisamente qual o seu tipo de pisada. Algumas lojas de esportes de grandes capitais oferecem esse teste gratuitamente.

Baropodometria

Mas como esses testes gratuitos são bem difíceis de acontecer e o exame é bem caro, uma dica básica para descobrir o seu tipo de pisada é reparar no resultado que estará marcado no solado de um tênis que você usa frequentemente. Você notará um desgaste maior do lado que você tende a pisar e fazer o movimento conforme o tipo de pisada que falamos anteriormente, ou se não houver é porquê você tem a pisada normal.

Por fim, sabendo o seu tipo de pisada é só ir até uma loja de calçados ou especializada em materiais esportivos e procurar um tênis ideal para você!

Importante

É importante escolher bem o tênis que você irá usar! Tente esquecer o senso estético – pois, honestamente, os tênis de corridas tendem a ser bem estranhos e geralmente com poucas opções de cores. E não queira economizar… Os tênis com absorção de impacto e com as tecnologias corretas para cada tipo de pisada sempre serão mais caros! Do contrário você poderá lesionar o seu joelho ou um tendão e isso pode ser mais caro que um par de tênis.

Escrito por Guilherme Cury
30 anos, taurino, blogueiro e músico nas horas vagas. Criou o MPH há 7 anos com o objetivo de trazer as principais novidades do universo da moda masculina para o homem que se importa com o que veste.