mario queiroz outono 2010 spfw

“Em sua coleção de inverno 2010, Mario Queiroz deixa um pouco de lado uma alfaiataria em evolução para aventurar-se pelo streetwear. Ah, super atual, diriam os mais antenados.  Depois de uma boa coleção de verão, onde shapes, proporções e cartela harmonizavam, eis que a direção muda totalmente.

mario queiroz spfw outono 2010

Acontece que o streetwear de Mario é o da Londres dos anos 80, com todos os excessos e demais características duvidosas que a insistente década continua despejando nas passarelas de hoje. Tome cores berrantes como amarelo e vermelho nas jaquetas de náilon – naquela época a gente chamava de japona, lembram?-, listras e quadriculados conversando – e às vezes não se entendendo- no mesmo look, referências esportivas e estampas roqueiras.

mario queiroz outono 2010 spfw

E, claro, a bandeira inglesa pontuando toda a apresentação, desde o tapete na passarela até patches e buttons nas lapelas dos blazers e jaquetas, passando pelas fivelas grandonas dos cintos. Tudo bem literal. São boas as calças de gancho baixo, os tênis botinha tacheados e os hoodies até que divertem, mas Mario precisa acertar a escolha de seus tecidos para dar nobreza à sua alfaiataria.

mario queiroz spfw outono 2010

Vendo o desfile, ficam as lembranças de moda que a maioria de nós quer esquecer.  Não é o caso de ressuscitar o que tinha de pior nos anos 80, não é mesmo? Mario diz que se inspirou nas imagens registradas em suas viagens à capital inglesa, há mais de 20 anos. Talvez fosse o caso de atualizar esse repertório visual, para que, cessemos o revival e, enfim, haja evolução na moda masculina brasileira. ” (Sylvain Justum)

mario queiroz outono inverno spfw 2010

Fotos: Márcio Madeira/First View

via msnmoda






Escrito por Erica Hans