Essa história tem mais de 3000 anos, mas ainda é um tabu em muitas partes do mundo, principalmente aqui no Brasil. Já falamos sobre elas, já montamos looks com elas, mas as saias masculinas ainda são confundidas com sexualidade e evitadas por muitos homens por esse motivo. Antes de começar a ler esse post, esqueça tudo o que você ouve ou já ouviu falar sobre saias masculinas.

O fato é que com a última visita do Marc Jacobs, estilista da Louis Vuitton, pelo Brasil (onde passou por boates, tomou sol na praia e passeou pela orla carioca), em uma dessas ocasiões ele e seu namorado, Harry Louis, foram vistos usando saias (veja as imagens abaixo) e a discussão sobre a peça voltou à tona.

COMO SURGIRAM

Vamos lá: como tudo que é usado hoje tem uma justificativa história e sempre há um porquê atrás de um look, não é novidade para ninguém que a saia masculina é um artigo que não surgiu assim, do nada, como muitos pensam.
É difícil encontrar registros de quando essa peça do vestuário passou a ser reconhecida como saia. Resumidamente, começou a ser usada há 3000 anos pelos sumérios, depois no Egito e no Império Romano. Todos esses povos utilizaram por infinitos fins, menos para segregar gêneros.

Mas a história que mais conhecemos e que mais se aproxima do que entendemos por saia masculina de hoje são a utilização dos Kilts.

Tradicionalmente enroladas pela cintura e depois jogada por sobre o ombro esquerdo, eram confeccionadas com lã Tartã e utilizadas por guerreiros e batedores dos clãs. Além disso, cada clã possuia o seu próprio tartã (padrão), era isso que diferenciavam uns dos outros. É um traje típico das Highlands escocesas. No início do século XVIII uma versão menor passou a ser adotada, que é mais parecido com as que são usadas hoje. Devido a sua origem, muitos povos de raízes celtas também usam Kilts, como os irlandeses, galeses e os córnios. Veja acima fotos que tirei da revista Vogue edição setembro 2011, que fala exatamente sobre isso. E abaixo, imagens atuais. Reparem como cada look tem um toque pessoal sem ser nem um pouco apelativo.

NAS PASSARELAS

Então, fui a busca de desfiles masculinos das últimas semanas de moda que tiveram a presença de saias e, principalmente as kilts, foram apresentadas nas semanas de Copenhague e Valencia para o outono/inverno 2013. Mas a última semana de moda de Paris foi que a saia teve sua grande atenção sendo destaque nos desfiles de marcas como Quasimi, Givanchy, Thom Browne e Comme des Garçons. Todas em tons sóbrios, claro. Já Rick Owens apostou nas longas em preto e branco, que também foram vistas no streetstyle desse circuito. Já no Brasil, João Pimenta foi o único estilista que mostrou suas versões das saias masculinas no SPFW.


NAS RUAS

Se você é um homem de coragem e não tem medo de sofrer bullying na rua (risos), aí vão algumas dicas: muitos dos looks masculinos de streetstyle (com saia) nas semanas de moda foram compostos com leggin ou calça skinny sobrepostas. No geral, todas tem cores sóbrias como preto, branco, marrom e cinza, mas outros se arriscam no estampado, poucos. No caso da Kilt, escolha camisas lisas e coturnos. Aproveitem o inverno e complementem o look com jaqueta de couro e lenços também em cores escuras (o preto não tem erro). Inspire-se abaixo, monte um look e envie pra gente!

E aí, o que você pensa sobre saias para homens?






Escrito por Dhyogo Oliveira
Blogueiro e designer de moda. Também escreve no Sem Geração.