Roda alimentos

Esse post nem seria o próximo, estou seguindo uma seqüência para não nos perdermos, porém ocorreram dois comentários com a mesma dúvida e por isso achei interessante falamos disso agora, já que faz parte do assunto, se falarmos depois ficaríamos perdidos. Então o assunto é: PORÇÃO ALIMENTAR.

Como vimos na pirâmide ela foi a melhor forma que encontramos de demonstrar ao indíviduo em patamares e grupos as necessidades diárias que nosso corpo necessita, mas como já citamos nada pode ser exagerado, tudo tem uma quantidade certa por isso dividimos em porções.

Eu não posso definir para todos os leitores quanto de cada alimento, qual porção devem consumir, pois isso é função do nutricionista após consulta, após colher dados e ter a soma do gasto energético de cada cidadão.

Lembramos que a pirâmide alimentar foi criada com base em uma dieta para um indivíduo saudável que possa consumir diariamente 2000 calorias.

Mas para facilitar dividimos essas porções em medidas caseiras, onde podem entender melhor e sempre ao final da consulta, quando é entregue uma dieta ao paciente, junto entregamos uma lista que chamamos de substituição. Por que isso Ricardo?

Por que as dietas são calculadas para um dia. E durante meses você não pode ingerir o mesmo alimento que está naquela dieta, até mesmo por questões nutricionais, adequação de micronutrientes. Então todos os dias você vai olhar sua dieta e analisar a lista de substituição identificando o alimento que pode substituir aquele que não queira comer naquele dia, pois você pode até “enjoar” de tanto comer a mesma alimentação.
Exemplo: Na dieta entregue do nutricionista consta que pela manhã você deve comer 1 pão francês. Mas naquele dia você acordou indisposto e não quer nem ver pão na sua frente… nesse momento que entra a lista de substituição, você irá olhar quais alimentos e quais as quantidades dele que substituirá uma unidade de pão. 1 pão francês equivale a 5 biscoitos de sal. Então naquele dia que você está “enjoado” de comer pão você poderá comer 5 biscoitos de sal que surtirá o mesmo efeito.

Continuando o assunto das porções funciona da seguinte forma: Vou dar um exemplo de grupo, o primeiro grupo que chamamos de construtores são dos carboidratos a base da pirâmide. Então são recomendados até 6 porções dia de carboidratos. Analisando a tabela a seguir:

Arroz, Pães, Massas, Batata e Mandioca
Consuma 6 porções ao dia
(1 porção = 150 kcal)

Alimentos
Arroz branco cozido
Batata cozida
Biscoito tipo “cream cracker”
Cereal matinal
Farinha de mandioca
Macarrão cozido
Milho verde em espiga
Pão de forma tradicional
Pão francês
Purê de batata
Torrada salgada
1 porção equivale a:
4 colheres de sopa
1 e 1/2 unidade
5 unidades
1 xícara de chá
2 colheres de sopa
3 e 1/2 colheres de sopa
1 espiga grande
2 fatias
1 unidade
3colheres de sopa
4 unidades

Então meninos, analisando a tabela acima, das 6 porções indicadas na primeira base da pirâmide pode-ser comer 4 colheres de sopa de arroz no dia para um individuo saudável que precisa ingerir até 2000 calorias ao dia. Da mesma forma que pode-ser comer 2 colheres de sopa de arroz e 1/4 batata cozida. Então tudo isso dependerá de calculo para não se ultrapassar a quantidade de 6 porções. Essas mesmas 6 porções não quer dizer que você irá comer 6 quantidades de cada alimento, ou de um alimento especifico do grupo 6 quantidades. Há uma especificação correta que simboliza essas 6 porções.

Agora ninguém aqui vai sair comendo 3 colheres de sopa de purê de batata dizendo que viu o post do nutricionista Ricardo no blog MPH e que pela pirâmide pode-se fazer isso por ser igual a 6 porções permitidas ao dia. Ou que irá comer somente isso de carboidrato no dia por que a pirâmide preconiza. Se souber, eu pego cada um de vocês pelo pé onde estiver. NÃO É ASSIM.

Cada indivíduo tem uma necessidade especial lembra-se? Por isso inicialmente para melhorar sua alimentação pode-se até seguir as orientações da pirâmide, mas o quanto urgente possível procure um NUTRICIONISTA, pois ele sim saberá dizer quanto necessitará comer diariamente e as porções. Pois um atleta pode chegar a comer uma escumadeira cheia de arroz pra suprir suas necessidades passando as 6 porções orientadas na pirâmide para carboidrato, enquanto outro indivíduo apesar da pirâmide orientar 6 porções ele na verdade necessita de 3 ou 4 porções no dia-a-dia. E assim a regra vale para verduras, frutas, carnes e todos os grupos alimentares.

É um tanto complexo o assunto, é necessário ler, reler, mas não impossível de se entender. Espero ter sido claro, que tenham entendido o que é porção alimentar, certo Lucas K? Certo Rafa?
Precisando podem postar ou me procurar para tirar as duvidas.

Até breve!






Escrito por Ricardo Freire