Você é daqueles cujo trabalho exige o uso de gravata todos os dias? Porém gosta de moda e, portanto, de aprimorar sempre e (às vezes) ousar no seu estilo?

Modelos interessantes estão no mix deste produto da marca Edi Saraiva, que depois de um tempo apenas desenvolvendo e importando gravatas, lança sua linha própria.

Para atender desde o consumidor mais conservador ao mais ousado, a coleção é variada e composta por versões mais estreitas, ao estilo dos anos 1970, assim como os grafismos criados pela grife que chamam a atenção pela sua centralização. Os modelos das “falsas lisas” são outro destaque da coleção, pois quando sobrepostos à camisas listradas, o resultado do look pode gerar uma composição inusitada e interessante.

As peças são confeccionadas em jacquard de poliéster, seda de poliéster ou micro poliéster de 1.200 fios e 2.400 fios e acompanhadas por caixas forradas no mesmo padrão da gravata.

Agora, vocês sabiam que existem pelo menos uns 80 jeitos de dar nó em gravata? É claro que você não precisa aprender e usar todos eles, mas deve sim saber bem pelo menos 5 deles: o simples, o duplo, o Windsor, o semi-Windsor e o da gravata borboleta. O site Tie knot, em sua versão para a língua portuguesa, explica graficamente muito bem estes e mais outros dois modos de se dar nós em gravata.

E que tal usar a sua gravata como cinto? Ok, ok. A tendência está muito mais em voga nas passarelas de moda feminina mundo afora, mas por que não os homens também? Ainda na coleção de verão de 2010, a grife Dries Van Noten apresentou esta opção descolada ao look masculino.

Colaboração: Nana Soma.






Escrito por Moda para Homens
O Moda Para Homens é o maior blog de moda masculina do país. O nosso objetivo é mostrar que homem também tem que ter estilo.