4h11 da manhã – Começo a escrever este post, a verdade é que digito estas linhas porque o sono saiu para comprar um maço de cigarros e nunca mais voltou, um canalha! E assim tem sido grande parte das minhas noites, já nem considero mais que tenho insônia, agora sei que prefiro mesmo as madrugadas, ou seja, sou um notívago.

Ao contrário do que muitos pensam, não tenho olheiras, sou produtivo no trabalho (em todos os 4), pratico esportes e, ok! eu admito: bebo, fumo, adoro a boêmia e não funciono antes das 11h00 da manhã.

O que eu pude fazer ao longo dos anos foi adequar os meus horários de trabalho a minha rotina de sono, escrevendo e produzindo na madrugada o que teria que estar pronto na manhã do dia seguinte.

4h20 – Faço uma pausa, vou na varanda olhar a lua, ela está linda lá fora! Dificilmente as pessoas vão até as suas janelas para admirar o sol ou o céu azul. Já a lua, aaaah, todos ficam encantados com ela, basta reparar nos comentários da sua timeline do facebook ou twitter nas noites em que ela está cheia.

4h31, volto e escrevo- Trabalhar na madrugada é mais comum em determinadas profissões, como médicos plantonistas, enfermeiros, seguranças, porteiros, Dj’s, hostess de casas noturnas, produtores… e alguns escritores, jornalistas ou quem trabalhe de forma autônoma. Estes últimos podem optar por trabalhar em casa, fazendo o que algumas empresas chamam de home office.

PONTOS POSITIVOS

Fazer reuniões via skype ou msn vestindo apenas cueca, basta focar a webcam só no rosto. Acreditem, sempre dá certo e ninguém percebe ;)

Não gastar fortunas com o almoço ou jantar, comer em casa pode ser mais prático e saboroso, desde que você cuide da sua alimentação. Sem contar a tranquilidade de saber como a comida é preparada na sua própria cozinha.

O caótico trânsito de cada dia não fazer parte da sua rotina, afinal, se deslocar para o trabalho (seja de carro ou transporte público) pode se tornar uma experiência infernal quando chove, às sextas-feiras, saídas de colégios ou a qualquer momento.

– Trabalhar na madrugada ou de casa permitem o silêncio necessário para uma melhor concentração. Raramente há o barulho de obras, crianças, helicópteros, aviões, vizinhos, etc.

PONTOS NEGATIVOS

– Não sair nas ruas todos os dias para trabalhar faz com que eu me vista (ou nem me vista) como um mendigo as vezes. Fico dias sem fazer a barba e confesso que já fui na padaria ou posto de gasolina usando pijama e tênis.

– O happy-hour pode ser feito em qualquer horário dentro da sua própria casa, basta abrir a geladeira. Opa, esta frase deveria estar lá em cima, nos pontos positivos, mas resolvi a colocar aqui porque sair de casa e ir para algum boteco encontrar os amigos sempre é mais prazeroso.

– A falta de limites estabelecida pela entrada e saída do escritório as vezes faz com que você trabalhe mais de 15 ou 16 horas por dia… é, acredite se quiser!

COISAS QUE VOCÊ JÁ DEVE TER FEITO PARA TENTAR DORMIR E FUGIR DA INSÔNIA:

– Contar carneirinhos até eles terem cãimbras de tanto pularem a cerca,

– Assistir programas sobre o universo ou como educar o seu cachorro (mesmo que você não tenha um),

– Tomar chazinho, florais e depois acabar abrindo a geladeira e comendo tudo pela frente,

– Ler um livro e ficar confuso ao ponto de ter que ler várias vezes a mesma estrofe, percebendo que a história não vai fazer sentido.

COISAS QUE EU JÁ FIZ PARA TENTAR DORMIR E FUGIR DA INSÔNIA:

– Começar a beber para dar sono, ficar bêbado e acabar saindo para a balada,

– Desenhar em camisetas e presentear os amigos,

– Incorporar a Amélia e fazer uma faxina na casa, com direito até a aspirador de pó até que o vizinho reclame,

– Ir até o supermercado 24h e comprar coisas totalmente desnecessárias,

– Resolver aparar a barba e acabar raspando todo o cabelo com a máquina, só para mudar o visual, e se arrepender drásticamente no dia seguinte.

E VOCÊ, costuma ter insônia? Dormir cedo não adianta, uma hora ou outra ela aparece. O pior é ter que acordar no dia seguinte e aparecer com uma cara assim no escritório:

#QUEMNUNCA?






Escrito por Felippe Canale
Jornalista e produtor de conteúdo. Veja mais no site eaiconteudo.com.br.