cardiga-masculino

Embora o título faça referência ao cardigã como sendo peça de vovô, acreditamos que essa ideia já era.

Primeiro, temos essa concepção (bem errada por sinal) porque geralmente as pessoas mais velhas tendem a usar esse tipo de peça no dia a dia. Os idosos sentem mais frio e, por isso, incorporaram o cardigã no seu visual. Mas não existe peça de adolescente, vovô ou qualquer outra faixa etária.

Mais uma vez reiteramos que se trata apenas de uma peça de roupa. Nada mais. Usa quem quer.

Pois bem, para quem não sabe o cardigã é uma peça de tricô aberta e que possui botões. A peça olhada isoladamente dá uma impressão de pouco estilo, mas a ideia principal é como combiná-la e misturá-la a outras peças, dando-lhe um visual, moderno, arrojado e bacana.

Como usar: Cardigã

Darei a seguir algumas ideias de como incorporá-lo ao visual de forma bacana e com uma série de opções.

1) O cardigã pode substituir blazers e jaquetas

Sim, é meio óbvio que o cardigã pode fazer essa substituição porque ele tem as mesmas características que essas peças. Ou seja, em um dia comum, com calça social ou jeans, o cardigã cai muito bem. Sobre uma camisa ou uma camiseta tanto faz, o visual ficará bem show.

Como usar: CARDIGÃ

2) Ele pode ser uma peça de trabalho

Sim, os exemplos dados acima já nos remetem a ideia de que podemos usá-lo no trabalho. Então que tal a combinação: cardigã, camisa e gravata.

Sim, o cardigã no lugar do paletó é referência. Referência não só de estilo, mas de conforto e também para se aquecer do frio. Quem usa alfaiataria sabe que nem sempre um paletó sozinho dá conta do frio. É bem verdade que temos que fazer uso de outras peças. Por ora, o cardigã faz essa substituição muito bem.

como usar cardiga5

3) Na composição de sobreposições

A versatilidade da peça permite muitas combinações. Vamos supor que em um dia mais frio necessitemos usar mais peças para nos aquecer. Dentro do efeito cebola em que vestimos uma série de peças, o cardigã pode entrar como várias opções.

Ele pode fazer a opção de fundo, ficando mais escondido ou aparecendo apenas um pouco, vindo embaixo de todas as demais peças. Pode fazer também a linha de meio. Tanto aberto quanto fechado. O cardigã pode ficar entre uma camisa ou camiseta e também uma jaqueta.

Por fim, ele pode fechar o look estando acima de todas as demais peças.

look-masculino-diversas-camadas

4) Botões abertos ou fechados

O cardigã pode ser usado tanto com os botões abertos ou fechados. No caso de botões abertos, ele irá substituir uma jaqueta e no caso fechado terá função de suéter. Tudo dependerá das condições climáticas, mas óbvio que os botões usados de forma aberta dão um ar mais jovial.

cardiga-aberto

5) Atenção à malha

Atenção redobrada na hora de usá-lo aberto porque o caimento conta muito.

Já comprei cardigãs que a malha era muito mole, logo quando você abria os botões o caimento ficava estanho. A elasticidade e o tipo de malha vão determinar se você irá conseguir usá-lo aberto.

Pensou em usá-lo todo fechado? Não se esqueça da regrinha do último botão aberto. Essa regrinha ajuda na hora de se locomover, bem como na hora de se sentar, pois como a peça é de malha ela fica muito justa ao corpo e pode enrugar nas ocasiões já citadas se todos os botões estiverem fechados. Daí não vai ficar muito legal, né?

cardiga-para-homens

Acredito que muitos já o usem ou já o tenham incorporado ao guarda-roupa, mas quem nunca se arriscou, já tem bons motivos para fazê-lo. Bora bora, essa é a hora!

Escrito por Diogo Rufino Machado
Ariano. Apaixonado por moda masculina e música eletrônica. Advogado. Jornalista de moda e blogueiro nas horas vagas.