joias-masculinas

Tem muita pessoa cheia da grana que quer mostrar isso para todo mundo e só falta falar “EU SOU RIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIICA”. Ok. Cada é um cada um e faz o que bem entender, mas né para quê escancarar isso? Há muitas formas de se fazer isso e de forma velada.

Nesses casos em que a pessoa só falta escrever ‘eu tenho money’, os peoples aí gastam fortunas em joias e saem botando colares em tudo quanto é lado, brinco chamativo e enchendo as mãos de anéis e o resultado nem sempre é legal. E, por isso, vamos dar aqueles conselhinhos básicos para você não fazer feio na hora de botar joias.

Como estamos falando de acessórios, sabemos que as joias podem tanto dar um up quanto matar um visual, por isso todo cuidado é necessário e a atenção deve ser redobrada ai também.

E já percebemos que o exagero não é muito legal, né! E se você quer ostentar, ostente falando várias línguas, conhecendo vários lugares, dominando vários assuntos e… Usando joias na medida certa e de forma adequada.

Comecemos com a joia masculina, por excelência.

Rolex-Yacht-Master-42

Se você é nosso leitor, você deve se lembrar que já dissemos que o relógio é considerado uma joia e joia exclusivamente masculina e para iniciar quaisquer considerações sobre joias temos que falar dele.

Ele não ganhou “status” de joia masculina do nada. Se pensarmos que a imensa maioria dos homens não usam brincos, anéis ou pulseiras ou quando usam vestem uma ou outra dessas peças, só sobraria espaço para o relógio mesmo.

Um bom relógio é o tipo de peça que é eficiente dentro do look, pois o deixa matador.

Logo, tudo começa com ele e os erros e acertos na hora de se botar as demais peças também dependem dele.

O relógio assim como as roupas devem variar de acordo com a ocasião ou o ambiente que transitam. Por isso, não tem escapatória, se você puder tenha vários. Um de aço. Outro de couro. E também borracha, tecido ou madeira.

Nada de relógio muito “pá”. Relógios cheios de detalhes, brilhantes e até em dourado (dependendo do dourado) andam sozinhos, chamando muita atenção.

Você quer chegar com a peça e não que a peça chegue com você, por favor! E, também, queremos conversar com alguém olhando nos nossos olhos e prestando atenção no que falamos e não olhando para as roupas ou peças que usamos.

Por isso, um relógio discreto e bonito já chamará atenção por si só.

E como devem ser as pulseiras?

relogio-acessorios

Sabemos que não são todos os homens que usam pulseiras. Mas, para aqueles que as usam temos que partir do pressuposto que elas devem ser seguir o mesmo padrão do relógio, ou seja, temos que partir do relógio para combinar as pulseiras.

Há alguns tipos no mercado. Com pedrarias, de couro ou de metais (prata, ouro e aço). Lisas ou com detalhes. Se você é ousado, dá para usar várias e até mesclar. Só cuidado, com excessos. Lembre-se, ninguém precisa parecer um penduricalho.

Um dos maiores erros da ostentação são os colares!

colar-de-ouro-masculino

Usar colar é bacana, desde que ele esteja em consonância com o resto do look. Colares muito grossos, chamativos e com pingentes enormes possuem um efeito reverso.

Parece aquele novo rico que quer mostrar que atingiu o ápice social, mas que não entende nada de moda, estilo e etiqueta e sai como se fosse uma árvore de natal por aí. Peças muito brilhantes, reluzentes e chamativas pegam mal né.

Modelos discretos, finos e com pingentes médios são os ideais.

Prestar a atenção na altura também é importante, viu. Nem muito longos. Nem muito curtos. Os colares devem parar na altura do peito. Há possibilidade de usar vários colares, há sim. Mas mantenha o bom senso e preste atenção se eles criam harmonia entre si.

Cuidado com o excesso de anéis.

aneis-joias

O excesso de anéis pode até incomodar você, pois os anéis podem ficar batendo um no outro ou causar desconforto na hora de realizar atividades. E também incomodar as pessoas ao seu redor porque podem fazer barulhos irritantes. Por isso, se usar mais de um anel, use um dedo sim outro não.

Se vai usar anéis, procure manter as mãos limpas, com unhas cortadas cutículas em dia. Porque as atenções estarão voltadas ali.

Procure usar peças clean e minimalistas em metais (ouro, prata e cobre). Peças com pedras preciosas muito grandes e chamativas é para quem sabe usar e também combinar. Recomenda-se saber quando se bota e em quê ocasião.

Os anéis possuem significados e já falamos nisso, por isso prestem atenção nisso também.

O ouro é mais difícil de combinar, mas nem por isso deve ser evitado, só cuidado com exageros.

E é isso pessoal. Sabemos que o Mundo das joias não é para qualquer um. Até pela questão financeira, mas estamos ai para ajudar todos, de todas as classes sociais.






Comente com o seu perfil do Facebook:

Escrito por Diogo Rufino Machado
Ariano. Apaixonado por moda masculina e música eletrônica. Advogado. Jornalista de moda e blogueiro nas horas vagas.