modelo-cabelo-platinado

Aquela onda de cabelos descoloridos saiu das batidas do carnaval, da cena eletrofunk e dos campos de futebol e foi às ruas. E faz tempo que a molecada tem investido no visual.

Pois é, se um dia essa loucura passou na sua cabeça, essa é a hora. Para aqueles que se encontram afastados do ambiente corporativo ou que o date nunca sai do virtual. Esse é o momento de não esquentar a cabeça e mudar o visual.

E como tudo tem prós e contras. É aquela coisa, se você não curtir, ok. Nem está podendo sair de casa mesmo ou sei lá, cabelo cresce, depois raspa. Se o visual te agradar você pode prolongar as novas madeixas para o pós-quarentena.

Bora causar um pouquinho então e testar o novo. Só vai. “Se solta!!”

cabelo-platinado-masculino

Ah, embora o processo seja caseiro nós não queríamos dar mancada com vocês, por isso chamamos duas irmãs que são hair stylists com formação nas melhores academias de cabelo da Europa e dos EUA, Yaskara e Indra Niero, ambas do salão Yaskara Corte Y Arte e elas vão nos dar as melhores dicas para não cagarmos no nosso cabelo, ou melhor, para não parecer que algum pombo o fez.

As irmãs prontamente nos informaram que química é coisa séria, perigosa e suscetível de erro, por isso todo cuidado é pouco. POR ISSO, ATENÇÃO MENINOS PARA DEPOIS NÃO BOTAR A CULPA EM NÓS.

Antes de quaisquer processos químicos, é interessante que você conheça o seu tipo de cabelo que você tem (seco, misto ou oleoso) porque o processo pode resseca-lo ainda mais. Se o fio está saudável e apto para qualquer procedimento. Se o cabelo já teve alguma coloração (pois você poderá medir extensão de danos) ou se tem (porque obviamente pode estraga-lo). Qual a sensibilidade do seu couro cabeludo? (porque couros cabeludos muito sensíveis podem descamar). E qual o tom de loiro você quer chegar (porque cabelos muitos escuros raramente ficam platinados na primeira vez).

Além disso, as irmãs nos pontuaram algo primordial. Aqueles que possuem quaisquer tipos de alisamentos, escovas progressivas ou processos químicos primos de escovas progressivas (como o botox capilar) é aconselhável fazer um teste de mecha antes, ou seja, pegar uma mechinha do seu cabelo e testar com o produto para não ter uma surpresinha desagradável, que é o da famosa quebra química.

Produtos utilizados no processo de descoloração caseira:

1. Pó descolorante;
2. Água oxigenada (20 ou 30 volumes);
3. Tonalizante;
4. Pote, pincel e luvas para mistura e aplicação dos produtos;
5. Xampu e máscara hidratante para o pós-química

Primeiro passo:

Deixar o cabelo oleoso, pois quando mais oleoso maior a capa de gordura formada para proteger seu couro cabeludo. Vamos aumentar a oleosidade e formar essa barreira protetora deixando o cabelo sem lavar.

Por isso, é importante conhecer seu tipo de cabelo. Quem tem cabelo seco terá de deixar a cabeça sem lavar dois ou três dias. Já quem tem cabelo oleoso pode deixar menos tempo, isso varia.

Mas putzz!!! Lavei o cabelo e queria fazer hoje. O que eu faço? Nós vamos te salvar. Com uma gaze passe óleo de coco nas pontas do cabelo em caso de cabelo oleoso ou misto e se ele for seco pode chegar até a raiz, ok?

Segundo Passo:

Não seja lerdo. Use roupas velhas para não correr o risco de estragar peças queridas ou novas.

Terceiro Passo:

Com luvas, você deve utilizar o pincel e misturar o pó descolorante com água oxigenada no pote próprio para o procedimento (exclusivo para isso, de preferência).

Quanto devo misturar do pó descolorante com a água oxigenada,? Eis a questão? Cada marca traz sua sugestão de mistura, leia o anverso do seu produto. Isso é muito importante. Mas, geralmente a proporção é de uma medida de água oxigenada para duas de pó descolorante.

Quarto passo:

Antes de passar, atente-se para o comprimento do seu cabelo. A aplicação deve ser das pontas para a raiz. Mas, atenção, auto lá, se seu cabelo tiver mais de três dedos, aplique somente nas pontas e espere a cor chegar próxima ao tom desejado para somente após aplicar na raiz.

O tempo de permanência do produto no cabelo varia muito de tipo de cabelo, saúde capilar, a cor natural dos fios e o resultado desejado, mas podemos dizer que o processo dura em média de 40 a 60 minutos.
Os cabelos mais claros e mais finos demorarão menos tempo, ao passo que os mais grossos e escuros levarão mais tempo. Natural né, na segunda opção o produto encontra mais dificuldade para agir.

Quinto passo:

No mesmo dia, use tonalizante para atingir uma coloração diferenciada porque o tonalizante fecha as cutículas do cabelo, ou seja, ele encapa os fios sem clarear ou mudar a cor já existente.

Podemos dizer que o tonalizante não altera a estrutura interna dos fios como a tinta faz, a menos que o seu cabelo já esteja sensibilizado ou pós-descolorido. Nesses casos, ele não se diferencia da tinta, e fará o mesmo que a coloração. Penetrará da mesma forma nos fios.

A colorista Indra nos deixou uma dica mega importante. Mano se você optar pelo platinado você deve entender que o tonalizante será seu grande amigo. Yes, você deverá tonalizar seu cabelo a cada 10 dias porque senão a cor dele poderá ficar horrível.

A cor desbota com o tempo e, além disso, tem a questão da raiz né pessoas, pois cabelo masculino cresce naquela velocidade incrível.

Sexto passo:

Após terminar o procedimento, lave o cabelo com um bom xampu para retirar o resto da mistura para platinar o hair, e, seguidamente, faça uma boa hidratação com uma máscara hidratante, pois os fios tendem a ressecar.

Lembramos, ainda, que é bacana hidratar os fios com máscara semanalmente.

homem-cabelo-platinado

Você ousaria no platinadão? Tem vontade e estilo? Segura a banca de mudar radicalmente o visual?

Conta para aqui para nós.






Comente com o seu perfil do Facebook:

Escrito por Diogo Rufino Machado
Ariano. Apaixonado por moda masculina e música eletrônica. Advogado. Jornalista de moda e blogueiro nas horas vagas.