O prefácio e prólogo do filme 300 é a continuação produzida por Zack Snyder e dirigida por Noam Murro.

Apesar de manter os mesmos efeitos especiais, com cenas em câmera lenta, muito sangue, frases de efeito é quase impossível não comparar o filme ao anterior: 300. 

Sullivan Stapleton é uma surpresa agradável no papel do general Temístocles, uma lenda do exercito ateniense, na história o general é responsável pela defesa das tropas gregas contra os persas, o que causou a invasão defendida pelos espartanos no primeiro filme.

Dario era o imperador no momento e seu filho Xerxes (Rodrigo Santoro), que mais uma vez tem um papel de pouca relevância, mesmo sofrendo sua transformação em Deus-Rei, perde espaço para Artemísia (Eva Green) que carrega o filme com suas tiranias em busca de vingança contra os gregos.

A diferença dos filmes é visível, a minha comparação seria que o primeiro filme são os espartanos (guerreiros sem dó e com muita coragem) e já esse novo filme é caracterizado pelos atenienses (guerreiros medianos e que acabam conseqüentemente dependendo dos espartanos).

O filme é para quem curte a graphic novel Xerxes de Frank Miller, efeitos especiais, cenas de ação, muito sangue digital e claro as estratégias navais e surpresas do exercito grego.

300: A Ascensão do Império [300 – Rise of an Empire] chega aos cinemas nesta sexta-feira (7) em todo o Brasil. O elenco conta com Eva Green, Rodrigo Santoro, Sullivan Stapleton, Mark Killeen, Jack O’Connell, Hans Matheson, Andrew Tiernan, Callan Mulvey. O filme é dirigido por Noam Murro a partir de um roteiro de Zack Snyder e Kurt Johnstad.

Trailer

Essa é nossa dica pro fim de semana, estréia hoje nos cinemas brasileiros.

#MPHIndica





Escrito por Fabio Allves
Paulistano nascido e criado, publicitário na formação, blogueiro de lifestyle e RP de vida. 30 anos de viagens, paixões, inspirações, realizações e conquistas. Podem me achar no facebook, twitter, instagram e snapchat por @fabioallves.