afrocriadores

Começou nos EUA e se espalhou ao Mundo. Já passou da hora! O episódio com George Floyd foi só o estopim. Black Lives Matter! Gente, quantos negros são mortos no Mundo em virtude da sua etnia?

No Brasil quem é vítima da violência policial é o jovem negro e pobre. Essa é a nossa triste estatística. Tudo bem a morte da Ágatha, uma garota de 8 anos que foi morta no complexo do Alemão por um tiro de polícia? Tudo bem a morte do Marcos Vinicius, de 14 anos que foi morto no Complexo da Maré no caminho à escola? Tudo bem a morte do João Pedro…? Tudo bem…

Só que não é apenas parar agora porque tivemos as mortes recentes e abraçar a causa. É não discriminar. É não fazer piada contra negros. É valorizar a cultura negra. É não criticar políticas de negros. É ser ANTIRRACISTA!

Um blog de moda não podia fazer contribuição melhor que indicar marcas, estilistas ou criadores, cujo DNA é 100 % negro. Confira alguns de destaque no mundo da moda:

Isaac Silva

isaac-silva

Não é a primeira vez que o Isaac passa por aqui. Tenho intimidade para chamar de Isaac esse cara que é meu amigo e o qual eu estive presente em muitas coleções desde a Casa de Criadores.

Alguns posts atrás já tínhamos o indicado como artista para ser apoiado dentro da moda nacional.
Baiano de origem. Carrega na veia e traz no DNA das suas coleções toda a essência baiana. Muito Axé a todos.

E apesar de fazer 10 anos que está em São Paulo jamais esqueceu suas origens, o que reflete em toda a sua coleção. São coleções essencialmente afro.

Peças alegres, com cores vivas e muito, mas muito, da cultura negra. Esse é o teu espírito. Casting de modelos predominantemente pretos e fora do padrão de beleza da moda anos 80/90. Baixos, gordos e outros totalmente além do “padrão”.

A marca homônima do Isaac trabalha com peças femininas e masculinas e já conquistou nomes de peso, como a influencer Magá Moura.

Na SPFW nº48 foi sua estreia em nível nacional e se você quer acreditar no seu axé, siga @isaacsilvabrand ou acesse o site: www.isaacsilva.com.br.

Coletivo Afro Criadores

coletivo-afro

Não se trata de uma marca ou um estilista. Agora vamos falar de um coletivo. Um coletivo de marcas independentes e estilistas negros que se uniram em 2017 com o intuito de promover a moda afro-brasileira como veículo de expressão e empoderamento.

O coletivo participa sempre de um evento, o Chega aí e ganhou um espaço físico por meio de uma loja no Shopping Ipanema Harbor, que possui 6 marcas fixas de emporamento afro, sendo elas:Andréia Brasis (@andreiabrasis), Breno Donadio (@brenodonadio), Liana D’Afrika (@lianadafrikamodas), Neri Modas (@neri_modas), O Verbo (@overboetcetal) e Santa Resistência (@santaresistencia).

Em um país, cuja maioria é negra, ter representatividade por meio de marcas e peças é essencial.
Em pouco mais de 2 anos de existência, o coletivo já recebeu diversos prêmios, entre eles: Prêmio Brasil Diverso de Criatividade para a Diversidade de Gênero e Raça da Revista Raça (2018), categoria Melhor Comunicação Digital; e o Selo Atuação da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro (2019).

Conheça, ajude e apoie o coletivo. Siga @afrocriadores ou visite a loja física no Rio.

Breno Donadio

brenodonadio

Escolhemos duas marcas bem bacanas e representativas dentro do Coletivo Afro Criadores para falar e uma delas é do Breno Donadio.

A Breno Donadio é mais uma daquelas marcas que respeita todos. Para todos o corpos, além dos padrões e fora de medidas vem a 6 anos fazendo história na moda plus size nacional.

E saca só o tanto que a marca além de ser representativa tem uma pegada slow fashion, de valorização da cultural local e da mão de obra artesanal.

Eles trabalham em parceria com outros microempreendedores como: costureiras, bordadeiras e pequenas estamparias, tudo em escala bem micro. E querem saber de onde vêm os materiais que eles usam nas coleções?

Sobras de coleções de indústrias da moda. É muito slow. É muito reaproveitamento e muito amiga do meio ambiente. Produz peças tanto para eles quanto para elas.

Conheça mais seguindo o insta: @brenodonadio.

Diego Gama

diegos

Com um trabalho bem manual e baseado na cidade de São Paulo, ele trabalha com cortes assimétricos, peças amplas, desconstrução de design e também uma pegada sem gênero, adaptada para todxs. Os materiais escolhidos são bem diferenciados (do algodão ao silicone), o que transforma as peças em peças em peças totalmente

De quebra, as peças são veganas e algumas estampas são feitas à mão.

Siga @y.diegogama.

Santa Resistência

santaresistencia

Também faz parte do coletivo dos Afro Criadores. E essa é uma marca de roupas essencialmente feminina. Haha! Em um blog totalmente masculino (em tese, no nome), mas que apoia todos os gêneros, etnias, classes sociais e a moda como um todo.

Estilo elegante, estampas impactantes e cores vibrantes são as principais características da marca que leva a assinatura SANTA RESISTÊNCIA, cuja criação se deu em 2016 pela designer Mônica Sampaio. Uma marca de moda autoral, atemporal, fluída e com produção limitada.

Conheça a marca através do seu insta: @santaresistencia.

É negro. É afro. É preto. Como queiram chamar. É resistência. É cultura. É moda. Apoiem, divulguem e comprem!






Comente com o seu perfil do Facebook:

Escrito por Diogo Rufino Machado
Ariano. Apaixonado por moda masculina e música eletrônica. Advogado. Jornalista de moda e blogueiro nas horas vagas.