Tendências Masculinas apresentadas no SPFW N56

O SPFW, a maior e mais relevante semana de moda do Brasil, aconteceu entre os dias 8 a 12 de novembro e mais um ano estivemos de perto conferindo quais serão as tendências masculinas segundo os 38 desfiles que se dividiram entre Komplexo Tempo, Shopping Iguatemi e desfiles externos.

É claro que nem todos os desfiles possuíam peças masculinas. Porém, dentre aqueles que apresentaram na passarela looks masculinos podemos extrair alguns pontos marcantes que, com certeza, já iremos presenciar nesse verão.

Brasilidades.

Tá cada vez mais bonito estampar no peito que somos brasileiros e, foi isso, que algumas coleções fizeram usando temas regionais, cores e estampas com a nossa cara. Foi muito bom ver tudo isso em campo, ou melhor, na passarela. A Foz trouxe nas estampas, nos tecidos e nos cortes, o nosso Nordeste.

Já o príncipe da moda masculina nacional, João Pimenta, manteve a alfaiataria descontruída de desfiles anteriores com casacos, saias com bordados, rendas e muito dourado, a fim de retratar nosso sincretismo religioso, misturando catolicismo e candomblé.

O jeans pode ser a peça que você quiser.

Isso tá mais que provado há muito tempo. A moda já incorporou o jeans como tecido universal. Mas foi a Sou de Algodão que fez a prova dos 9, botando na passarela peças em jeans de tudo quanto foi jeito e gosto.

Pela primeira vez desde os tempos que acompanha a SPFW vi a Levi’s colaborar com desfiles, ela entrou em cena, ou melhor, em corpos pelo desfile da Martins. E a peça jeans tava no top ou no bottom, em muitas e muitas peças.

As lavagens e os diversos modelos passaram por inúmeros desfiles como o da The Paradise e da Bold Strap.

Ficou mais provado que bolsa masculina é o acessório do momento.

Nem só de estourar a bolsa da mãe ou ter bolsa nos olhos de preocupação vive o homem brasileiro. Bolsas de todos os tipos foram apresentadas nas coleções. Mini, maxi, em formatos diferenciados e materiais inusitados. Essa é a maior prova que o homem brasileiro aderiu ao acessório, o que inclusive já havíamos falado aqui.

Tivemos bolsa de filtro de barro e bolsa de dominó em fashion show da Dendezeiro. As bolsas de João Pimenta já estavam aderidas aos cintos.

A alfaiataria do Brasil precisa ser leve e totalmente descontruída.

Alfaiataria não pode faltar em semanas de moda e desfiles. E a nossa sempre tem feito bem bonito. Calças, shorts e camisas com cortes e recortes diferenciados. Silhuetas modernas em desfiles que misturaram o clássico ao moderno, como Rafael Caetano, Handred e Mateus Cardoso.

Quanto mais curto é o que eu curto, micro shorts.

Nem só de novidades vive o homem brasileiro, shorts curto tá mais rodado que baiana no pelourinho, mas a resistência do homem brasileiro é que faz com que vira e meche eles apareçam em desfiles. E também porque é peça em alta mesmo.
Tá calor, então pernas para fora e quanto menos pano, melhor.

O que a gente viu de novidade foi a forma como ele apareceu nas passarelas, em materiais diversificados como linho, tricô, além do famoso jorts.

E me diz uma coisa? Você acompanha alguma semana de moda? E a São Paulo Fashion Week?

Crédito das fotos: Takahashi (@agfotosite)

Ariano. Apaixonado por moda masculina e música eletrônica. Advogado. Jornalista de moda e blogueiro nas horas vagas.
Post criado 843

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
7 Melhores Perfumes Árabes Masculinos 10 sobrenomes que indicam que seus ancestrais eram Egípcios CAMISA MASCULINA DE CROCHÊ ESTÁ EM ALTA 7 PERFUMES MASCULINOS PARA O VERÃO Ano Novo: As cores e seus significados