Foliculite: O que é, como evitar e dicas de tratamentos

Talvez você nunca tenho ouvido esse nome: foliculite. Mas aposto que ela já fez parte da sua vida em algum momento ou já esteve em alguma parte do seu corpo.

A foliculite nada mais é que aqueles pelinhos que encravam formando bolinhas após a raspagem, a depilação ou o barbear. Elas podem ocorrer em várias partes do corpo e são diferentes de espinhas ou alergias.

O estágio inicial da foliculite é a formação de bolinhas avermelhadas parecendo uma alergia, mas ela pode piorar, ficando sensível, dolorida e até formando pus.

Há certas regiões, que embora ela incomode, ela não fica visível. Porém, quando dá na barba o bicho pega porque esteticamente ela fica horrível.

Por isso, vamos falar justamente na foliculite na barba hoje.

Por que surge a foliculite?

Dicas para evitar a foliculite da barba

A foliculite surge, principalmente, em regiões que são raspadas ou barbeadas com lâminas de barbear porque esse instrumento faz micro cortes na pele que possibilitam a entrada micro-organismos estranhos ao nosso corpo, como fungos e bactérias.

Esses micro-organismos se proliferam na região e inflamam o local, onde há inflamação da glândula sebácea e do folículo piloso.

O que fazer para evitar a foliculite?

Tente evitar a lâmina de barbear.

Há outras formas de se retirar os pelos. Uma delas é utilizando máquina ao invés de lâmina, pois a máquina agride menos a pele. Como já dissemos a lâmina faz micro cortes na pele, permitindo a proliferação de fungos e bactérias.

Não economize na lâmina.

Quando dizemos isso é porque lâminas muito baratas perdem o corte facilmente. Aliás, a lâmina de barbear é descartável. Não se esqueça disso. Logo, você deve fazer a troca periodicamente.

Aquelas que são reutilizáveis, após o uso devem ser colocadas no sol, pois no banheiro (ambiente úmido) se tornam um prato cheio para proliferação de bactérias.

Passar a lâmina em direção do crescimento dos fios.

Essa daqui a gente sempre falou e falará. Tentar fazer a barba no sentido do crescimento dos fios para evitar lesões.

Use creme de barbear.

O creme de barbear tem uma função que é facilitar o deslizar da lâmina, por isso sabonete, creme, óleo ou qualquer outra coisa que não tenha essa função não o substitui.

Fodeu, estou com foliculite, como trato em casa?

Antes de falarmos em tratamento caseiro, salientamos que esse é o último caso. O ideal é ir até o dermatologista. Mas nessa crise, a grana tá curta, então vamos a algumas dicas que podem te ajudar.

Sabonete antisséptico.

A região está inflamada e você sabe contém bactérias e fungos. Por isso, utilizar sabonetes antissépticos podem reduzir esses micro-organismos causadores de infecção.

A lavagem deve ser feita duas vezes ao dia. No banho e ao levantar (se o banho é noturno) ou ao se deitar (se o banho é matutino).

Roupas de cama e toalhas de banho devem ser lavadas com vinagre para evitar a reinfecção.

Compressa quente de toalha.

Outra possibilidade é fazer compressa de toalha quente, que funciona mais ou menos assim, você esquenta uma bacia com água e sal. Após coloca a toalha, espera esfriar e a torce até retirar todo o excesso de água. Dai é só levar a toalha até o local da foliculite.

Gel de aloe e vera.

Aloe e vera nada mais que é babosa. Ele possui propriedades cicatrizantes, anti-inflamatórias e antissépticas. Ou você aplica o gel ou a seiva da própria da babosa, tanto faz.

Água oxigenada.

A água oxigenada que compramos em farmácia é ótima para curar feridas bem como matar micro-organismos. Por isso, com um cotonete você aplica na região que possui foliculite. Deixe secar o produto na pele. Repita esse processo diariamente até que a foliculite suma completamente.

Óleos essenciais.

Há no mercado óleos essenciais (como o da camomila, melaleuca e do eucalipto) que são antissépticos e matam os micro-organismos causadores da foliculite. Esses produtos podem ser aplicados diretamente na foliculite.

É basicamente isso. Lembrando que se o problema persistir ou a situação se agravar, corre no médico, pois só ele pode te ajudar.

Ariano. Apaixonado por moda masculina e música eletrônica. Advogado. Jornalista de moda e blogueiro nas horas vagas.
Post criado 520

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
A importância do Setembro Amarelo O Pop-Punk está voltando à moda! PEÇAS QUE AS MULHERES ODEIAM NOS HOMENS Old Money: A estética ‘Rico Vintage’ Truques de estilo para homens gordinhos