usando-vermelho

Eu lembro bem da candidata Marina Silva falando sobre o grande problema da polarização política que ela estava vendo nas disputas pela presidência. Na época eu também lembro que muitas pessoas criticavam o termo, dizendo que não existia essa tal “polarização política”.

Bom, parece que naqueles dias ela estava prevendo algo que seria bastante notável atualmente.

Queira ou não, estamos vivendo essa Polarização Política hoje.

Se você entrar em uma discussão no Facebook, você vai perceber que se você defender ideias do PT, você será chamado de “Petralha”. Assim como, se você for contra alguns problemas que o PT está apresentando atualmente, te chamarão de “Coxinha” e “Pró Aécio”.

Como se tudo fosse polarizado, ou você é Petralha ou é Tucano.

Sim, você não pode ser meio termo. Você tem que escolher um dos lados para defender.

Pô, mas eu gosto dos ideias do PT, assim como também entendo algumas ideias do PSDB. Eu não posso torcer por um novo esquema que una tudo isso?

O povo responde: NÃO.

Esse é o grande problema, a polarização transformou as manifestações em turma “BolsoMinions” (galera que usa camisa da CBF para protestar nas ruas)  vs. “Petralhas” (turma de roupa vermelha).

protestos-brasil

O grande problema disso é que agora existe o pré-conceito da camiseta vermelha. Quem usa uma camiseta vermelha é a favor do PT e merece apanhar.

Parece loucura, mas é isso que está acontecendo!

Em um dos últimos protestos à favor do impeachment, que aconteceu no Brasil inteiro, surgiram várias notícias sobre pessoas que foram hostilizadas por estarem de vermelho.

facismo

Hoje eu vejo essa notícia de que um garoto de 9 anos foi ridicularizado na escola de inglês ao usar camiseta com bandeira da Suíça. DA SUÍÇA!

noticia-garoto-camiseta-vermelha

Nessa mesma matéria (leia mais clicando aqui) aparecem outras histórias de crianças que estão sofrendo “bullying” por usarem camiseta vermelha.

QUE LOUCURA, GALERA!

Se usar uma camiseta vermelha for motivo para briga ou bullying, é melhor repensar sobre a evolução. Por isso, em tempos de polarização, eu recomendo usar essa camiseta:

voltem-que-deu-merda

Sem mais por hoje.

Escrito por Guilherme Cury
30 anos, taurino, blogueiro e músico nas horas vagas. Criou o MPH há 7 anos com o objetivo de trazer as principais novidades do universo da moda masculina para o homem que se importa com o que veste.