valentino-2021

Como tudo vem de cima para baixo. Estávamos ansiosos para ver como se comportariam as maiores semanas de moda do Mundo: Paris, Londres e Milão.

Óbvio que a crise by corona afetaria todo o sistema e traria novas formas de produzir, criar e encantar.

Coleções totalmente digitais, vídeos surpreendentes (Balenciaga), marionetes ao invés de pessoas (Moschino), modelos desfilando em locais vazios (Salvatore Ferragamo) e outras coleções presenciais. Foi a hora e o momento da abusar da criatividade e fazer a imaginação ir longe. Todos encantaram a sua maneira. Cada um do seu jeito trouxe coleções inteiras e tendências, obviamente permeadas pelo nosso estado atual e pelo corona vírus.

Listamos a seguir as principais tendências que vão refletir no seu guarda-roupa, provavelmente no final de 2020, se DEUS QUISER E ELE QUER, a pandemia já terá acabado.

Da casa para as ruas

roupa-loungewear

Não precisa ser estilista para perceber que o fenômeno loungewear trazido pelo coronga invadiu as passarelas. A moda também vem do povo e dessa vez foram as próprias pessoas que gostaram do que vestiram na quarentena e trataram de levar isso ao dia a dia.

Pijamas, moletons e a regra do momento: CONFORTO.

As coleções foram criadas e pensadas dentro desse novo panorama e prezando por roupas de se usar em casa, mas que se adaptam (ou adaptarão) ao home-office.

O over beira ao relaxo

over-fashion-week

Primeiramente, assistimos a um oversized com medidas amplas mas com costuras exatas. E dessa vez vimos tudo que a moda contraria. Era peça larga e grande, sobrando tecido mesmo. Muito pano em tudo quanto é lado, parecendo que você comprou a peça uns dois números maiores.

Isso tudo se deve a necessidade de se trazer conforto e mobilidade ao usuário.

Para ocasiões nada especiais aposte no prata

look-cinza-prata-risca

Silver é a cor para quem quer festar, comemorar ou sair brilhando por aí. Festar o quê? Comemorar quando? Ou brilhar onde? Não se sabe nem se tem ideia disso, mas esperamos que em breve.

Porém, para tirar um pouco a palidez das cores, a tristeza dos tempos e tudo mais que estamos vivendo, o prata veio para fazer as pessoas terem um pouco de alegria, se manterem firmes, felizes, alegres e com esperança no futuro.

Aquele mix que até Deus vestiria

trend-fashion-week-paris

Todos nós sabemos que a moda possui suas regras e certas estampas não casam, combinam ou andam juntas. Mas a moda tem mostrado cada vez mais que é livre, sem regras e longe de clichês.

Dessa vez as coleções foram longe e trataram de misturar estampas. patchwork. Florais, xadrez, animal prints e listras se somaram e trouxeram um questionamento sobre o certo e o errado na moda. Sabe como é né. A gente fica em casa relaxado e veste a primeira peça que vê no guarda-roupa. Está nem aí. Mistura tudo dentro de casa.

O patchwork ganhou força nessa temporada.

Ninguém liga para a parte de baixo

trend-social-despojado-fw

Quantas e quantas vezes vimos pessoas na internet postando vídeos e fotos com roupa de reunião. Oi? Só na parte de cima, né. Porque na parte de baixo era pijama, chinelo, bermuda e assim vai.

Então o foco no top (parte de cima). Peças de cima muito mais elaboradas e construídas.

Tricô e crochê

tricot-tendencia-moda-homem

Lembra do cottagecore? Então. Ele está aí e já falamos dele. Pois é, cada vez mais as pessoas decidiram costurar, fazer crochê e tricotar. Esse novo estilo de vida é decorrente da falta do que fazer. De uma nova realidade. E também do fato de as pessoas investirem mais em costurar.

A cor da esperança

balenciaga.branco

Cada cor possui um significado e transmite uma mensagem. A cor dos profissionais de saúde e a cor da esperança é o branco. Branco de muita fé e paz.

Precisávamos disso mesmo para o momento atual.

Tons de areia complementaram o restante da cartela

tons-areia-fw

A ordem foi usar tons claros predominantemente que se aproximassem do branco. Os tons de areia complementaram o restante da cartela.

Printou dos pés à cabeça

balmain-desfile-print

O full print foi outra forma de fugir e ir longe do momento que estamos vivendo. Em meio a tantas estampas e tendências, tivemos coleções que viveram totalmente de estampas dos pés à cabeça.

O fisherman foi longe e botou a própria rede no corpo

fishnet-kenzo

Parecia improvável e é até loucura, usar rede de pesca como tecido. Eis, uma grande novidade da estação. Fishnet (rede de pesca) como fonte para peça artesanal e improvisada.

E aí? O que será que realmente vem e pega por aqui? Deixem a opinião de vocês aqui.






Comente com o seu perfil do Facebook:

Escrito por Diogo Rufino Machado
Ariano. Apaixonado por moda masculina e música eletrônica. Advogado. Jornalista de moda e blogueiro nas horas vagas.