Vegetarianismo

Nosso assunto hoje é VEGETARIANISMO. Por certo uma parte dos blogueiros são adeptos a esse estilo de vida. Muitos tem curiosidade em saber e outros pensam em tornar-se.

Não irei falar nem bem, nem mal desse estilo. A questão é bem complexa, como alguns assuntos já tratados aqui, e polêmico. Irei falar do ponto de vista nutricional.

Antes alguns conceitos para não nos perdermos.
Vegetarianismo é um regime alimentar baseado fundamentalmente em alimentos de origem vegetal. Os vegetarianos excluem da sua dieta carne, bem como alimentos derivados (ex., gelatina feita com base em ossos animais). Além dos vegetarianos natos, que essencialmente ingerem só vegetais existem as exceções classificados como: Ovo-lácto-vegetarianos, aqueles que se permitem consumir também ovos e leite;
Lácto-vegetarianos, aqueles que se permitem consumir leite e lacticínios;
Os vegans excluem todos os produtos de origem animal não só da sua dieta como de tudo o que consomem, incluindo cosméticos, vestuário e calçado, entre outros produtos;

Os vegetarianos estritos excluem da sua alimentação todo e qualquer alimento de origem animal, ou com ingredientes de origem animal. O nome vegetariano não origina da base da alimentação vegetal, mas da expressão latina “vegetus”, que significa “forte”, “vigoroso”, “saudável”. A União Vegetariana Internacional define vegetarianismo como “a prática de não comer carne, aves, peixes ou seus subprodutos, com ou sem uso de laticínios e ovos.”

Do ponto de vista nutricional os adeptos da dieta do grupo vegetariano puro correm um risco real de subnutrição crônica, uma vez que alguns aminoácidos essências, são encontrados em baixo teor nos vegetais. Estudos mostram que os aminoácidos são como “pilastras” sustentadoras do tecido proteico, fundamentais para o bom funcionamento do organismo humano tanto do ponto de vista físico quanto do imunológico, indispensáveis para a defesa contra os agentes patogênicos externos (germes, vírus, substâncias tóxicas). Por isso quem segue esse estilo de vida necessita uma combinação dos vegetais entre si ou deles com fontes de origem animal.

Sem os produtos derivados do leite a pessoa fica sujeita à osteoporose, pela falta significativa de cálcio e vitamina D. Isso porque o cálcio que existe em alguns vegetais é inativo à presença dos oxalatos, dos quais os vegetais são ricos, e das fibras, abundantes nos cereais não refinados. 
Vale ressaltar também que os vegetarianos puros facilmente correm o risco de ter anemia megaloblástica, em consequência da carência de vitamina B12, presente exclusivamente nos alimentos de origem animal. Os vegetarianos que seguem a dieta radical só com vegetais muitas vezes podem necessitar de um suplemento de aminoácidos “essências”.

Excluindo os veganos e os vegetarianos puros as outras duas dietas podem ser adotadas com benefícios para a saúde. Orientando que os praticantes da dieta Ovo-lácto-vegetarianos devem ter uma alimentação bastante equilibrada.
Os benefícios de seguir essas dietas corretamente são reduções do número de diabéticos, de doentes de câncer de mama e de Cólon, de cardiopatias e de portadores de cálculos na vesícula biliar.

Mas defendemos que o melhor é aderir a uma dieta devidamente balanceada, que contém proteínas de origem animal e vegetal, carboidratos e lipídios. E procurar sempre orientação especializada em nutrição.

Post criado 26

18 comentários em “Vegetarianismo

  1. Já pensei em ser vegetariano, porém por ser um brasileiro nato (filho de Paraibano com Mineira), gosto de todos os sabores do Brasil, desde uma salada de Jiló a um Cuzcuz Paulista recheado de ovo e sardinha! Procurei um nutricionista e optei pelo melhor: balancear tudo! Tenho amigos vegans e sei muito bem como sofrem para comer, prefiro comer 50% de cada, alimentos vegetais e animais. Sendo assim, continuo saudável e feliz com meu corpo e aproveito meu paladar aguçado! Fica a dica!

  2. Vale ressaltar o efeito psicológico que o vegetarianismo causa. Pessoas que participam de grandes causas tendo em mente “defender o meio ambiente” subconscientemente acham que o fato de estarem fazendo parte tão moralmente aceito justifica outros tipos de quebras morais.

    Estudos mostram que esse tipo de pessoa é mais propenso a mentir ou roubar num jogo, por exemplo.

  3. Os aminoacidos essenciais, de acordo com meu médico, podem ser obtidos através do arroz integral + feijão.
    Sou lactovegetariano e nunca tive problema algum
    O vegetarianismo vai alem de beneficios na alimentacao. Não vou ficar falando aqui por que sei que enche o saco, mas quem quiser buscar pode descobrir os beneficios para o planeta e ate para a consciencia

  4. Virou blog especializado em nutrição? Show de senso comum.

    “
Vale ressaltar também que os vegetarianos puros facilmente correm o risco de ter anemia megaloblástica, em consequência da carência de vitamina B12”

    Quantas besteira. É só suplementar a b12 que não tem problema algum.

    E me apontem aí quais “aminoácidos essenciais” não são encontrados na dieta vegana.

    Pra ser vegano com saúde é só ter uma dieta variada e suplementar b12 (Único nutriente essencial não encontrado em vegetais).

    A iniciativa do post é interessante, o foda é espalhar desinformação por aí.

  5. a questão do leite é questionável, hoje em dia boa parte dos nutricionistas excluem o leite da dieta seja a pessoa vegetariana ou não. e outro fato curioso é que os asiáticos não possuem deficiência alguma mesmo não ingerindo leite e seus derivados em sua dieta.

  6. Ju que não sabe ler:

    “Os vegetarianos que seguem a dieta radical só com vegetais necessita de um suplemento de aminoácidos ‘essências'”

    .
    O blog sempre foi variado, com várias dicas relacionadas à alimentação. E deu informação suficiente pra quem se interessar procurar mais informações.

  7. olá, sou vegetariano a 5 anos, nao vou descrever as maravilhas que é a alimnentação vegetariana, o fato é, o ser humano deixou de necessitar de carne a partir do desenvolvimento do intestino longo, pois este ao contrario dos carnivoros, é adapitado para melhor digerir os alimentos de origem vegetal. outras evidencias tambem, está na nossa arcada dentaria, os nossos caninos diminuiram muito, e nossos molares c adaptaram para mastigar graos, alguns gurilas vegetarianos pesam mais de 100 quilos sendo que 30 por cento dos seus corpos sao musculos, e tem a composição genetica mais proxima ao ser humano.
    efim…. a nessecidade da carne para o ser humano é um mito.

  8. Gostei das informações, mas não foi imparcial! Rs.

    Eu sou ovo-lacto-vegetariano desde que nasci, ou seja, NUNCA COMI CARNE, e nunca senti falta! Pelo contrário, tenho ótima saúde.

    E com certeza, o ser humano não precisa de carne, isso é um grande mito.

  9. a verdade é que muitas pessoas acabam se tormando vegetarianas pelos maus tratos aos animais, que são mantidos em cativeiros.É ridículo a maneira com que os tratam.
    Ah, sem falar da quantidade absurda de hormônios que eles ingerem para crescerem mais depressa.A carne não é completamente saudável

  10. Sou ovo-lacto-vegetariano há 3 anos aproximadamente e pelas informações que eu tenho (já pesquisei bastante e não só na internet), não existe qualquer “aminoácido essência” na carne. Na verdade, as carnes possuem cadeias proteicas mais complexas, as quais, no entanto, pode ser obtidas pelo próprio corpo através de uma dieta bem variada de grãos e alimentos integrais. A B12 (muito importante, diga-se de passagem) realmente só é conseguida através de alimentos de origem animal, carnes, leite e ovos, mas pode ser suplementada facilmente pelos vegans.
    Quanto à dieta, todos nós sabemos que ainda existe certo preconceito com vegetarianos, muita gente ainda acha que é coisa de “veado”, apesar do crescimento das indústrias do setor e o aumento de restaurantes especializados em todo o país.
    Enfim, apesar de ser um pouco complicado, penso que o que importa é estar bem e CONSCIENTE das consequências de sua alimentação, tanto para a sua saúde quanto para o próprio meio ambiente.

  11. Léo que não sabe ler:

    E me apontem aí quais “aminoácidos essenciais” (Ou ‘essência’, como disseram) não são encontrados na dieta vegana.

    Aponta aí QUAIS são os aminoácidos, que ninguém achou, até agora.

  12. Então pessoal, bom dia, como combinado mais um sábado passando e analisando os comentários para poder responder possíveis duvidas, comentar alguns relatos e verificar alguma reclamação ou sugestão. Agradeço primeiramente a todos que acompanham as matérias e dão valor a essa parceria com o MPH. Também fico agradecido aos que elogiaram e levam a sério a saúde somando toda a informação para beneficio do seu bem estar. Como comentei no inicio da matéria esse é um daqueles assuntos polêmicos então previa-se os comentários. Costumo dizer que cada um com seu modo de ver a vida, aqueles que acham que um assunto que pode interferir diretamente na saúde dos indivíduos seja bobagem não tentarei mudar a mentalidade quanto a isso. Lembrando que alguns médicos agem correto quando incentivam comer arroz e feijão a combinação é muito importante para todos nós brasileiros, ocorre que na medicina na grade curricular eles veem a nutrição muito subjetiva, somente um (a) nutricionista tem estudo aprofundado sobre alimentos e como eles agem no organismo para assegurar sobre o assunto, agora a preocupação em alguns casos se torna menor por que o individuo não é um vegetariano “puro”, e sim segue uma dieta lactovegetariana ou Ovo-lácto-vegetariana o que lhe concede o acesso a proteína animal vindo do leite, do queijo e etc (pra quem não sabe a proteína animal não vem somente da carne), por esse motivo seus aminoácidos essenciais não são afetados quanto a oferta drasticamente. O MPH não se tornou especializado em nutrição, a prova está nas várias matérias muito bem elaboradas, com informações novas na área da moda masculina. Ocorre que talvez alguns visitem pouco o blog e não tenha percebido que eles decidiram convidar um nutricionista, assim como uma gastrônoma para publicar matérias pensando no melhor para os leitores e se mostrando um blog eclético, antenado na saúde dos seus seguidores, pois do que adianta está na moda e com a saúde debilitada? Está na moda e não ter noções do que comer, dos pratos que estão em alta ou simplesmente de como se comportar?
    Quanto aos comentários: “
Vale ressaltar também que os vegetarianos puros facilmente correm o risco de ter anemia megaloblástica, em consequência da carência de vitamina B12″
    Reafirmo a frase por que todo nutricionista evita ao máximo trabalhar com suplementação, acreditamos que através da alimentação podemos extrair o necessário para nossas funções vitais, salvo em alguns casos de pacientes com deficiência devido a algum fator genético ou enfermidade. Então se podemos ter essa vitamina ofertada na alimentação para que suplementar? Mas claro que em casos como de indivíduos que seguem essa dieta suplementamos sim, o problema é quando o mesmo é desinformado e começa a seguir dieta sem uma orientação, acreditando estar tomando a melhor posição do mundo, daí quando se atenta já encontra-se com deficiências. Em nenhum momento me coloquei contra a dieta desde que ela seja feita com consciência.

    E quanto a apontar “aminoácidos essenciais” que não são encontrados em uma dieta vegana, precisamos rever isso, por que quando se lê um assunto esperamos atenção de quem está lendo, resumindo o interessante seria RELER a matéria, por que em nenhum momento eu disse que dieta vegana não se encontra “aminoácidos essenciais” e sim que podem precisar ser suplementados, simplesmente pelo fato de que os vegetais contêm todos os aminoácidos essenciais, porém em níveis bem menores do que nos alimentos de origem animal. Isto compromete a qualidade e quantidade das proteínas ingeridas. É importante saber combinar os alimentos vegetais com maiores teores de proteínas para que não haja prejuízo nas recomendações diárias de proteínas e muitas vezes suplementar sim. Portanto aos que não entenderam bem releiam o texto, não intensifiquei o uso da carne e sim da proteína animal, que pode ser encontrada no ovo, leite entre outros. Por isso muitos que seguem a dieta ovo-lacto-vegetariano não encontram problemas, é bem claro e simples, muitas vezes citamos a carne por ser mais abrangente e de fácil entendimento. Batendo na mesma tecla excluímos sim em alguns casos leites e derivados do plano alimentar do paciente quando necessário, mas sempre orientando e inserindo alguma substituição e quanto aos asiáticos que não consomem leite é a mesma questão do que já citei aqui e está até repetitivo, eles utilizam carnes, ovos E A PROTEINA ANIMAL ENCONTRA-SE NESSES ALIMENTOS. Quanto essa história do intestino longo e dos caninos o ideal é não acreditar em assuntos relatados que não tenham embasamento cientifico. De qualquer forma novamente repito não é somente carne que nos trás proteína animal. Espero ter sido claro e qualquer duvida estou a disposição.

    Agora eu que gostaria de sanar uma duvida?! – Eu li e reli o texto e não encontrei em nenhum momento uma parte em que foi dito que seja obrigatório a utilização de carne pelo individuo e sim
    uma forma de conscientizar os benefícios do uso da PROTEINA ANIMAL. E em casos de não usar de forma alguma esse tipo de fonte, combinar da melhor maneira os alimentos corretos para suprir essa necessidade. Alguém pode me apontar?

    Um abraço a todos,

    Convido a visitarem o blog NP http://www.nutricionistadeplantao.com.br e seguirem o blog no twitter pelo @blognp_ e o meu pessoal no @ricardonutri.
    Agradecido,
    Ricardo Freire – Nutricionista
    CRN 09100424

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
COMO PASSAR CAMISA DE FORMA CORRETA DICAS PRA QUEM TEM CABELO OLEOSO Vai correr? Descubra seu tipo de pisada! COMO SE VESTIR DE ACORDO COM SEU CORPO O Mullet Masculino voltou!