usando-perfume

O que determina o preço de um perfume? Sua qualidade? Não. Seus ingredientes? Tampouco. Preço é basicamente resultado do posicionamento da marca. Se o público-alvo for adolescente, ela apostará em preços baixos para vender grandes volumes. O mesmo pode ocorrer se a fragrância for um clássico que a marca deseje manter no mercado a todo custo. Preço é mais uma decisão estratégica do que reflexo da real qualidade do perfume. Mesmo dentro do portfólio de uma grife é possível encontrar diferentes posicionamentos de preço. Quem sai ganhando é o consumidor, porém o preconceito contra fragrâncias baratas ainda é uma barreira.

Este TOP 10 foi criado por Daniel Barros, do blog Ego In Vitro, e traz perfumes bons que custam menos de 150 reais por um frasco de 50 ml. Vale a pena provar todos eles e tirar a sua própria conclusão!

Lapidus pour Homme (Lapidus, 1978).

lapidus-pour-homme

Recomendado para quem curte perfumes com vibe dos anos 80, Lapidus pour Homme é uma composição potente e animalesca que combina notas pesadas de tabaco, mel, agulhas de pinho e incenso com notas leves de bergamota, alecrim, lavanda, abacaxi, rosa e lírio-do-vale. Este choque de contrastes gera um aroma selvagem e ousado, impossível de passar despercebido. Lapidus pour Homme é um belo exemplo de como sintéticos podem ser utilizados de forma competente.

One Man Show (Jacques Bogart, 1980).

onemanshow-perfume

Muitos começaram suas coleções com este clássico de Jacques Bogart, que sobreviveu aos tempos e gerou vários flankers. Trata-se de um chipre amadeirado à moda antiga, com nota marcante de musgo de carvalho. Na saída, One Man Show é uma explosão aromática graças a um enorme acorde de bergamota, manjericão, artemísia, gálbano e cominho. O centro revela um buquê masculino que contrapõe o quente (cravo) e o gelado (gerânio). Uma rica base amadeirada e balsâmica conclui a composição.

Quorum (Antonio Puig, 1982).

quorum-perfume

Esta fragrância remete diretamente aos anos 80 devido ao seu caráter fortemente herbáceo de agulhas de pinho e musgo de carvalho. Seco e amargo, Quorum há mais de trinta anos vem conquistando homens e mulheres com seu aroma incisivo e viril. Para amenizar o aspecto pinhoso, a composição leva notas cítricas na cabeça e couro e tabaco na base. Quorum é a opção ideal àqueles que sentem falta de perfumes masculinos potentes com vibe de barbearia.

Nightflight (Joop, 1992).

nightflight-joop

Conhecida pelo infame Joop Homme, esta casa tem em seu portfólio opções bem diversas. Entre elas está o Nightflight: uma fragrância suculenta, com o abacaxi como nota principal. Também constam na fórmula notas cítricas (bergamota e limão), aromáticas (gerânio, coentro e lavanda), florais (rosa, jasmim e lírio-do-vale) e cremosas (sândalo, âmbar e fava tonka). Não é um perfume para todos, principalmente porque mantém o DNA da casa que parece ser fixação e longevidade em esteroides.

Animale Animale for Men (Animale, 1994).

animaleanimale-perfume

Perfume barato e eficiente, amado por homens e mulheres, Animale Animale pode ser resumido em três notas: mel, tabaco e abacaxi. Bastante masculino e “seduzante”, traz também lavanda, âmbar, sândalo, limão, almíscar, noz moscada e patchouli. Supere o preconceito de comprar uma fragrância barata: Animale Animale for Men exala como um animal no cio e fixa como um ursinho de pelúcia.

Blue Jeans (Versace, 1994).

bluejeans-versace

Perfumes orientais podem ser opulentos, mas não necessariamente caros. Esta criação de Versace parece ser uma das queridinhas das mulheres por ser tão sensual e masculina. Blue Jeans é uma fragrância para quem gosta do acorde fougère (lavanda e cumarina) cercado de notas cítricas (limão, laranja e bergamota), florais (rosa, jasmim e íris) e especiadas (anis e cravo). Um banho de baunilha e âmbar deixa Blue Jeans com um caráter oriental marcante.

Quartz pour Homme (Molyneux, 1995).

quartzph-perfume

Fresco e seco, Quartz pour Homme é uma fragrância amadeirada elegante. Enquanto sua saída é cítrica e amarga, seu coração consiste de uma interessante combinação de notas frutadas (cassis), florais (jasmim) e picantes (cravo-da-índia). Na base, madeiras nobres, labdanum, couro e almíscar concluem a composição com refinamento. Quartz pour Homme é um perfume único, diferente do que estamos acostumados.

Ferrari Black (Ferrari, 1999).

ferrariblack-perfume

Claramente facilitado pelo poder da marca, Ferrari Black é um dos perfumes mais vendidos no Brasil. Seu sucesso é também motivado pela sua versatilidade, já que se trata de uma composição aromática fougère picante e adocicada no ponto certo para poder ser usada tanto no escritório quanto na balada. Ferrari Black tem uma saída bem fresca e frutada, evoluindo para uma base oriental de âmbar, canela e baunilha, além de muito musk.

Laguna Homme (Salvador Dalí, 2001).

lagunahomme-salvador-dali-perfume

Exatamente dez anos depois do lançamento do translúcido floral frutado Laguna (feminino), a casa resolve trazer o conceito para o mundo masculino na forma de um oriental amadeirado com traços marinhos. Laguna Homme abarca paz e harmonia, feito para as férias, especialmente à beira do mar. Topo de cítricos, sálvia e verbena, centro de rosa e jasmim e base de fava tonka, âmbar e musk.

Blue Seduction for Men (Antonio Banderas, 2007).

blueseductionmen-ab

Para um ator é sempre um risco lançar uma linha de fragrâncias, afinal ainda existe preconceito – imagine então para um espanhol mucho macho. Blue Seduction for Men é um aquático moderno e descolado, fresco e suficientemente doce para ser sexy. O perfume abre fresco e suculento com notas de maçã, cassis, melão e menta, tornando seu lado oceânico e translúcido mais contemporâneo e menos batido.

Colaboração: Daniel Barros – Ego In Vitro.

Conheça novos caras
Escrito por Moda para Homens
O Moda Para Homens é o maior blog de moda masculina do país. O nosso objetivo é mostrar que homem também tem que ter estilo.