O medo da mudança

mudança

Você está vendo essa imagem? Isso é como funciona o pensamento coletivo. As pessoas ficam apertadas nos mesmos pensamentos e vão vivendo assim. É conveniente!  E quando um resolve pular para um ambiente melhor, com mais espaço para pensar novas coisas e onde ele possa se destacar mais, os outros ficam bravos! Sim, aqueles peixinhos apertados dariam tudo para estar lá! Mas é tão difícil dar o salto, não? Pior ainda é reconhecer aquele que teve coragem de fazê-lo.

E assim é com tudo na vida, comecem a reparar…

Mas como o assunto aqui é MODA, principalmente MASCULINA, vou usar a mudança de estilo para exemplificar isso.

Eu sou do interior e acreditem, lá, muitos pais, primos, irmãos, amigos e afins, não são tão favoráveis a um estilo moderno, descolado, etc. Você acaba sendo criado para ser como aqueles peixinhos, todos iguais e apertados… pensando a mesma coisa. E não baseio esses fundamentos só na minha experiência, mas sim na história de mil leitores do blog que mandam e-mails, comentam e/ou participam do formspring deixando esse tipo de comentário.

Um exemplo… Eu resolvi mudar o cabelo. Na verdade não mudar, mas deixei crescer o cabelo e estou usando como eu acho bacana e gosto de usar (foto do perfil). E muitas pessoas – mesmo as que acompanharam o crescimento do meu cabelo – vieram tecer o comentário que eu já falei no fim de um post: “Você virou EMO?”

emo

Quando vem essa pergunta (tanto pessoalmente, orkut, twitter, etc.) eu não sei se eu respondo ou entrego um cartão com o endereço do meu blog. Juro. A pessoa pode ser ignorante nesse assunto (ignorante no sentido certo da palavra: não querer saber sobre determinado assunto) e não ter referências (moda e comportamento de outros países), mas quem não sabe, não fala!

Esse cara na foto acima SIM é EMO. Não só pelo cabelo, pelos piercings e pintura no olho. Mas por quê ele e muitos outros, se comportam da mesma maneira e são “amiguxos” (rs). O EMO está ligado ao comportamento e não somente ao estilo. E o principal, o EMO que decidiu adotar esse estilo-comportamento, sabe que é EMO e aceita que os generalizem assim!

Portanto, eu não pinto os olhos, não tenho amigos EMOs, não tenho piercings, meu cabelo nem é tão moderno quanto os deles, etc e etc… Como eu posso ter virado EMO?

O melhor é quando esse comentário ou pergunta com intuito de ofender, vem de uma pessoa que você sente que quer mudar, está louca para pular de aquário, mas não tem coragem de ser o que acha bacana.

E daí volta na conversa que a Érica já falou há algum tempo: “Você não é o que você veste!”

Sim, esse é outro comentário que eu e milhares de outros leitores ouvem:

“Você começou a se vestir bem melhor, hein? Está todo fashion! Não vai virar gay hein?”

Amigo, toma outro cartão do meu blog e leia um pouquinho antes de conversar comigo!

E só para vocês refletirem…. Esses 2 tipos de comentários eu ouvi de miilhares de pessoas do interior e/ou afins. Mas aqui em São Paulo (terra de milhares de pessoas que já pularam e pularam e pularam de aquários) eu só ouvi primeiros comentários bons. Ex: “Oi Gui! Nossa… seu cabelo ficou sensacional!”, “Você está super fashion! Não é por menos, você é publicitário e músico!”, “Adorei o novo visual hein? A namorada que se cuide agora!”

Por quê em outros lugares/aquários ninguém pode começar uma conversa com esse tom? Tem que sempre vir um comentário – que pode parecer brincadeira, acompanhado de um sorriso – mas no fundo quer te alfinetar?

Aí está a explicação de muitas outras coisas que poderíamos discutir facilmente. Como “Ninguém quer te ver indo bem na carreira”, “É feio dizer que você está ganhando bem”, “Dá raiva em muitas pessoas ver a outra feliz”, “As pessoas adoram fofocas”, “Elogios são julgados como interesses”, “Ninguém quer mudar”.

Reflitam.

34 anos, taurino, blogueiro e músico nas horas vagas. Criou o MPH há 10 anos com o objetivo de trazer as principais novidades do universo da moda masculina para o homem que se importa com o que veste.
Post criado 2741


47 comentários em “O medo da mudança

  1. Falou tudo, tambem moro no interior e sofro muito preconceito vindo da família quando o assunto é MODA; Para o meu pai principalmente moda é uma coisa pra mulheres, e eu não concordo com isso, já tentei várias vezes abrir a cabeça dele, mas não adianta é ignorante.

  2. Moro em Sp mesmo,16 anos e ja não ligo mais pra quem acha que osu gay. Sou muito ligado na moda e ainda tenho receio de “mudar de aquario” mas aos poucos vou me adaptando sim. ÓTIMO POST !

  3. Gui

    Parece a história do velho, menino e o burro. Nunca vamos contentar a todos, o melhor é fazer o que se deseja e que nos faz bem.
    Ser descolado estar fashion é muito legal faz bem a tudo inclusive ao ego.
    Os seres humanos são muito preocupados com os outros e deixam de se ver e o que mais importante serem felizes seja com cabelo penteado todo para baixo ou para cima, isso não importa. As vezes quebrar regras é bom!
    É melhor ficar no aquário do que se arriscar, aprendemos que devemos ser o que somos e nada mais.
    Você está gostando? Deixe de lado os outros, aliás os outros deveriam ver porque estão tão incomodados.
    Abraços

  4. Muita verdade nisso tudo ai.
    Outro dia, fui experimentar fazer prancha no meu cabelo, só p/ ver como ficava, ele já é liso mas so nao fica estirado e como ele tava grande queria experimentar um corte militar dependendo de como ficasse ai logo que fiz a primeira coisa que minha tia falou: Quer ser o Serginho é? virou emo! Eu: ¬¬’
    Parabens pelo texto Cury e como eu ja comentei antes tudo está ligado ao medo de ousar, de ser diferente dos demais.

  5. Respirando fundo…uffaaaaa….
    QUE DESABAFO HEIM CARO AMIGO…
    Gostei muito das falas: Toma o cartão do meu blog hehehe.

    Bom agora entendo alguns momentos da semana passada e dessa semana. Talvez eis a mudança de comportamento e um pouco do humor tornando o brincalhão Gui um pouco sério.

    Excelente post, serviu de desabafo para muitos seguidores e para grande parte se não todos os editores, colaboradores e colunistas do MPH. Lembra o que passei essa semana por mudar? Por ousar tentar de uma forma diferente trabalhar e promover a carreira sendo que tudo não foi pensando só em mim mais em toda a categoria? Assim como você, quantos outros que nem sabemos passaram ou passam pelo mesmo, não é mesmo?

    É isso ai Cury falou tudo, alma lavada no final de semana e o negócio é seguir em frente em dar assunto aos desatualizados. Sei que as vezes incomoda um pouco mais isso é palho pra nós. Conte comigo…firmeza Man.

  6. É isso ae people.
    Fora que às vezes uma mudança de roupas e cabelo, te fazem chegar mais longe.
    Nunca fui tão bem recebido em muitas agências e clientes de moda que tenho atendido. E o melhor é receber elogios de todo mundo que já está no mesmo aquário que eu! ;)

  7. Cury,
    primeiramente, parabéns pelo post, segundo o blog deveria ter mais post desse tipo, isso ajuda mto na auto-estima e a enfrentar certas “preconceitos” seja eles de familiares, de amigos, de colegas de trabalho/faculdade. Vou pegar emprestado o “cartão do seu blog”, e espalhar para todas essas pessoas preconceituosas.

    Abraço

  8. Nossa esse é melhor post de todos @guicury^^, na verdade ate hoje eu sou visto com um pouco de preconceito por ter um estilo diferente, por gostar de moda.
    Hoje graças a deus meu pai parou com isso e vou fazer minha tão sonhada facudade de moda *__*

  9. Comigo foi o contrário, ao invés de deixar crescer eu cortei uahauha mais prefiro ele grande, deixarei crecer como o seu…ficou SHOW

    cara o povão brasileiro é muito atrasado, fora do país as pessoas são super estilosas, vc mesmo ja postou fotos. O q se tem a fazer é simplesmente IGNORAR e AHAZZAR!

  10. mui tocante; eu nem ligo muito para que os outros falam mas sei me clamufar no meu ambiente sem abrir mão do meu estilo. palavras antipáticas só vem de pessoas que não gostam ou tem inveja de você. ignore-as. alguns nasceram para se destacar entre muitos, outros nasceram pra ser os “muitos” mesmo.

  11. Eu fico indignado com esse tipo de coisa.
    E daí que queremos nos vestir bem, buscar informaçöes e referências?

    Não é por isso que apontamos a cafonice alheia.
    Ou devemos rir quando um amigo usar meia branca com sapato social? ou quando erram na proporção?

    Talvez seja hora de tratá-los como nos tratam?
    Eu não consigo, mas na raiva posso tentar…
    Ser blasè é a melhor saída, mas tudo tem limite.

    Ou então podemos distribuir cartões do blog, hahaha

  12. Boa Man! Falou e disse!!!
    Seu cabelo tá seguindo seu visual e estilo de vida… temos que ser felizes com aquilo que gostamos, não importa a opinião alheia…

    Abraços… e támo aqui se precisar de um assistente de figurino…

    Fabião

  13. Mude sempre e seja o que vc quiser ser, as pessoas falam, falam, falam…mas queriam ter a atitude que vc tem, por não ter coragem, falam mal!!

  14. puta merda!

    NINGUÉM SABE A ORIGEM DO EMOCORE?
    HARDCORE EMOTIVO?

    EMO não é personalidade. EMO é um estilo de música e SÓ.
    Inventaram ser personalidade pra ter desculpa de SAIR DO ARMÁRIO.

  15. ^ Concordo com o Romulo e é o que eu digo para as pessoas que vem me perguntar se sou emo pelo cabelo. Agora é só deixar uma franja e pronto, é emo. As pessoas não entendem que isso é um estilo de música, o visual veio depois com a modinha.
    Em sampa as pessoas estão mais acostumadas, tirando aqueles ‘manos’ que acham que estão arrasando com aquele visual fail de rapper falido (#revoltei rs), mas eu senti isso quando fui nas férias para uma cidade do interior. As pessoas chegavam a parar na rua pra falar ‘olha o emo’ ¬¬ foi bizarro!
    Mas enfim, me sinto bem assim e fico feliz em me sentir livre para “pular do aquário” quando eu quiser.

  16. É amigo pular do aquário apertadinho não é fácil. Tenho 17 anos, e morava em Guarulhos – SP. Mudei recentemente para Marília – SP (interior). E antes da mundança, resolvi que mudaria também o meu estilo, a minha forma de pensar e de agir… Por consequência encontrei o MPH ( a minha salvação, não conseguiria sozinho). Como estava cansado de tudo, deixei o meu cabelo crescer e mudei alguns pensamentos e atitudes. Ouvi as mesmas palavras que vc ouviu: Não vai virar EMO/Não vai virar gay. E nessa trajetória de pular para o aquário “limpo”, das ideias limpas, estou no meio do salto, não mergulhei no novo aquário, mas já sai do aquário apertado, de ideias sufocadas… Daqui to mergulhando em uma água LEVE.

    Ótimo post. VAMOS FAZER A REVOLUÇÃO FASHION MASCULINA!!! hehe

  17. to deixando meu cabelo crescer, mais por comodismo mesmo, e gostaria de alguma dica pro que fazer pra melhorar o visual. Sempre chego no cabeleireiro e quando ele me pergunta o que eu quero fico mudo e tentando trasmitir por pensamento aquele corte ideal dos meus sonhos!

    Como nunca dá certo eu queria alguma dica do que pedir para que usem e que façam para que eu tenha uma mudança bem apresentável e na moda.

  18. Adorei essa tua análise, sei muito bem o que é ser aquele peixinho que trocou de aquário. Moro numa cidade de interior extremamente púdica, e aqui quem é diferente é pq quer chamar atenção e vira motivo de ser queimado em fogueira em praça pública. Tão chato isso!
    E assim como tu mencionou, geralmente as pessoas vem com esse tipo de brincadeirinha de mau gosto, só pq eles não tem coragem de ousar e vivem estagnados naquela mesmice triste de ovelhinhas de rebanho.
    Eu me visto do jeito que eu me sinto melhor, e realmente tem vezes que dá muita vontade de dar um cartãozinho do blog e dizer apenas: ACESSEM! hahahhaaha

    E quanto a esses estereótipos preconceituosos que as pessoas moldam, chegam a ser tristes. No caso, se tu tivesse virado Emo de fato, qual seria o problema pra eles? Eles iam deixar de viver por isso? hahahha

    Eu sei que o teu comentário é voltado a moda masculina e tal, mas serve direitinho nos casos feminos tb. Pq preconceito é igual sempre, só muda o objeto julgado em questão.

    ;*

  19. Mandou bem cara.
    É isso ae, uso o que gosto sem me importar com os pensamentos dos outros. Comecei a ser assim depois que li a seguinte frase:
    “Se você se importa demais com o que os outros vão pensar, ninguém ai devolver sua vida quando perceber que deixou tudo para trás!”
    Pensem nisso e viva a vida!

  20. calo a boca de muita gente há un tempo to deixando meu cabelo crescer, e estou usando ele de lado, mas não sou emo, sou fashionista! e toda ez q entro na sala de aula começam a cantar y soy rebelde, ou me chamam de sergio, a beeesha do bbb

    PQP

  21. Gui,
    velho sofro isso na pele
    ser julgado, chamado de gay e emo por causa da roupa, do cabelo
    mas é bom dar risada de pessoas assim, dar risada da ignorancia delas e da mente fechada e limitada… é o que eu faço :-D
    adorei seu blog, to seguindo e vo fazer um post fazendo propaganda do seu,
    se puder me segue tb
    http://ebriedades.blogspot.com/

  22. Cara,
    Tambem passo por este mesmo problema. Moro numa cidade do interior do Rio Grande do Norte e sempre escuto umas piadinhas devido meu estilo de se vestir. Não uso nada extravagante, mas acompanho e tento usar muito do que é mostrado aqui. Só que qualquer coisa diferente do usuado aqui no interior já causa comentários pouco desagradável e nessas situações sempre faço como o fernando logo acima descreveu: rio da ignorancia e da mente fechada deles…

  23. Olá

    Concordo em gênero, grau e número em TUDO, abolutamente TUDO o que você disse…
    Muitas pessoas tem paradigmas que impedem que elas enxerguem as pessoas da maneira como são e não aquilo que aparentam ser…
    Moro no interior e vejo isso principalmente na minha família…

  24. Tenho um cabelo cumprido q dá p fazerum penteado bacana tbm.. jogar uma franja e tal..n uso pq logo uns ignorantes lhe tacham como emo. E devo dizer q antes dssa palavra aparecer eu já tinha um estilo bem punk rock, aí esse emo apareceu e acabou com meu estilo, pq n sou nem quero ser emo.. só q logo vêm pessoas e tacham. N q eu m importaria em ser um emo, s eu gostasse, eu seria. O lance é q n sou e n gosto, e pessoas q n sacam nada d moda, só sabem tachar vc como assim.

  25. Aí Gui .. vou t dizer..
    Seu cabelo tá bacana, mas acho q vc podia ousar mais.. acho q eu jogaria o cabelo pra cima, um topete, a la jon kortajarena s é q m entende.. ou então bagunçaria ele mais.. pq na sua foto do twitter, quero dizer isso com respeito.. vc tá meio caipira entende.. seu cabelo com a camisa fraga.. mas óbvio.. s vc gostou, q s dane os outros.. s quiser m chutar.. tbm.. http://twitter.com/el_comas

  26. ja vendo lendo seu blog a um tempo e acho demais os posts e esse é um dos que merece comentario (ate que fim to participando do site) Você tem toda razao, acho ainda engraçado as pessoas que querem ter algum estilo e se taxam de “emos” sem nem ao menos saber o que é isso, além de sair perguntando a todo mundo feito idiota se as pessoas tbm sao, sem deixar de falar dessa atribuição da opção sexual que eles sempre fazer, muito sem noção !(vejo muito isso por aqui) Adorei o post.

  27. Muito bom o post,tudo certo o que vc disse cara,parabens!!Tipo eu gosto de moda e etc,já tive meu cabelo mais comprido e nossa a maioria das oessoas perguntavam,’vc é emo?!’ muita gente aqui no Brasil (principalmente alguns homens eu acho) não aceitam mudanças ou não entendem tipo um homem ser fashion ou usar um cabelo mais comprido,usar franja..já dizem que vc é homossexual ou emo.Parece que gostam de ser sempre os mesmos.

  28. Eu era igual a Erica falou: “Você não é o que você veste!”, mas depois q comecei a frequentar o blog, agora nem me preocuo com o que as pessoas dizem, mas é dificil vc tentar mudar, e saber q na rua as pessoas vao estar rindo de você, por ser diferente e por ter “pulado o aquario”, mas mesmo assim nao to dando bola, qr dizer to tentando ainda!!

  29. AS pessoas querem que sejam todos iguais,aí quando vêem uma pessoa descolada,que odeia ser igual os outros,eles acham logo qu virou viado!
    isso é pensamento de gente de roça!
    uma vez eu deixei meu cabelo ficar no ombro,meu avô disse: cuidado pra ñ deichar a mão cair!

  30. Simplesmente falou tudo! Basta você se vestir diferente da maioria das pessoas, que das duas uma, ou você é de alguma tribo urbana excêntrica, ou você está virando gay o_õ. Moro no Pará, e infelizmente aqui a maioria é dos que se vestem mau, creio que por causa do clima quente e pela falta de conhecimento de estilo e moda. Sou tachado de tudo que se pode imaginar e acho incrível como gente mau vestida vem tirar com a minha cara, é o cúmulo.

  31. é sempre assim, deixei o cabelo crescer e coloquei uma franja ( porque eu gostava e sempre quis) o povo sempre falou EMO ! EMO ¬¬” isso é um saco… e se eu tivesse tudo no ” padrão ” como ia ser chamado? de normal ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
LOOKS MASCULINOS PARA FESTA JUNINA O Simbolismo do Anel em Cada Dedo O FETICHE ESTÁ EM ALTA NA MODA! Calças masculinas que estão em alta! Tamanho dos dedos e sua personalidade