vitrine-natal

A data mais importante no calendário de vendas do varejo, o Natal, já está chegando e as lojas estão à todo vapor se preparando para entregar a melhor experiência para seu cliente. E quando falamos dos preparativos de uma loja para o Natal, sem dúvida pensamos primeiro na vitrine.

A vitrine é o primeiro contato do cliente com a marca, é a partir dela que se inicia uma experiência de compra, e mais do que expor produtos em manequins, bases, cubos, prateleiras, uma vitrine deve engajar emocionalmente o cliente através da imagem que é transmitida sobre o universo da marca.

A vitrine pode ser responsável por até 80% das vendas e tem aproximadamente 3 segundos para causar um impacto emocional positivo e despertar interesse e desejo pela marca.

Em um varejo cada dia mais competitivo, a vitrine da sua loja deve ser transformada em um diferencial, ela deve ser pensada de forma estratégica e usar as técnicas e ferramentas de visual merchandising para garantir bons retornos para a loja.

Devemos pensar na vitrine como um portal que separa o dia a dia do cliente, suas preocupações e rotina, do fantástico universo da marca. Se esse “portal” parecer convidativo, oferecendo alguns minutos de fuga do mundo real, inicia-se uma experiência única e uma boa relação da marca com o cliente.

E quando falamos de Natal, lembramos sempre dos elementos tradicionais dessa data para ambientar a vitrine. Para se diferenciar e entregar uma nova proposta, pense como esses elementos tradicionais podem ser aplicados de uma forma inovadora e criativa.

Inovar pode ser simplesmente usar uma cor diferente, substituir um material tradicional por um material novo para fazer um mesmo elemento, trocar texturas ou desconstruir uma forma já existente.

Veja a seguir, alguns exemplos que separei de vitrines de moda masculina, que na minha opinião conseguiram trazer uma nova proposta sem deixar de usar os elementos que transmitem a mensagem do Natal.

Nos exemplos abaixo, a árvore de Natal está presente na ambientação da vitrine, porém ela não aprece da forma que conhecemos: verde, feita de folha (natural ou artificial) em formato de pinheiro, ela é usada com materiais e formas inusitadas, com construção mais moderna, sempre respeitando a proposta de cada marca e transmitindo a mensagem doNatal.

Exemplo 1 – Os tocos de madeira, foram empilhados no formato da árvore de Natal e e alguns foram pintados em cores que também não são tradicionais no Natal: Azul e Laranja.

vitrine-natal

Exemplo 2 – Nesses dois exemplos, a loja usou o próprio produto de venda, que é a gravata e calçados, para fazer uma árvore de Natal.

vitrine-de-natal-dica

Exemplo 3 – Uma árvore de Natal simples e moderna, uma ambientação toda vermelha, e a curadoria dos principais produtos de venda e que transmitem bem a imagem da marca.

lacoste-natal

meia-natalA tradicional história das meias na lareira, para receber presentes do papai noel, foi usada para ambientar essa vitrine e para fazer a venda do produto da marca. A tradicional história das meias na lareira, para receber presentes do papai noel, foi usada para ambientar essa vitrine e para fazer a venda do produto da marca.

Presentes reforçam a mensagem de vendas, é um apelo bem comercial, e no exemplo abaixo foi utilizado com uma proposta moderna e inovadora ao utilizar a cor azul, que não é tradição mas de forma alguma deixou de envolver o cliente na atmosfera do Natal.

 

vitrine-natal-elegante

Marcas dentro do mercado de luxo, trazem a sofisticação na ambientação de Natal, usando os tradicionais arranjos e folhas douradas, de uma forma simples, moderna e discreta.

natal-style-elegant-loja

ColaboraçãoLilian Monteiro é especialista em Visual Merchandising, graduada em Design de Moda pela Faculdade Santa Marcelina (SP) e especializada em Storytelling, CoolHunting e Jornada do Cliente (com foco em experiência de compra).






Comente com o seu perfil do Facebook:

Escrito por Moda para Homens
O Moda Para Homens é o maior blog de moda masculina do país. O nosso objetivo é mostrar que homem também tem que ter estilo.