Alguns desfiles masculinos para a primavera-verão 2012/2013, trouxeram um tema que geralmente passeia muito pelo guarda-roupa de inverno. Após a fatídica data de 11 de setembro de 2001, as mulheres também aderiram ao militarismo. É sempre à partir de um acontecimento como esse, que o rumo e o comportamento da sociedade mudam, fato decisivo também para a moda (seja no surgimento de uma nova cor, um novo padrão de estampa ou um novo tecido). Mas apesar do uso no inverno, o fato é foi para o verão que essa tendência apontou para o vestuário masculino em shapes, estampas e cores.
Comme des Garcons, Trussardi, Dries Van Note e Emporio Armani foram algumas grifes que revisitaram principalmente a estampa camuflada, deixando bem claro a referência. Mas é fato que as versões são atualizadas e adaptadas aos nosso dias.

As primeiras três imagens abaixo correspondem ao desfile da Emporio Armani, direcionado para o homem mais maduro e elegante, pela ausencia de estampas e peças com retortes mais tradicionais. O toque militar fica na cor que vai do verde musgo ao grafite, sempre em tons sólidos.

O shape militar é composto por peças estruturadas e com aparência pesada como jaquetas de ombros marcados e coletes com botões grandes, calças e bermudas com bolsos e materiais pesados (apesar de que hoje, a manipulação dos materiais já permite o uso de tecidos mais leves em peças com aparência mais pesada, aliás é verão!) e é justamente por isso que esse tema aparece bem mais no inverno. O militarismo no verão (especificamente o verão brasileiro) fica por conta, na minha opinião, das estampas. O camuflado é uma estampa óbvia, masculina e mesmo usado em bermudas e t-shirts básicas, não perde a cara de militar. Separei abaixo algumas combinações -ousadas!- de estampas presentes no desfile da Dries Van Noten.

Por aqui, Alexandre Herchcovitch talvez o único estilista que apresentou na última coleção masculina uma série de looks com referência e inspiração militar desde os mais bem óbvios (vide os macacões, camuflados e jaquetas-farda) até as versões bem mais veranis como os shorts e estampas mais coloridas. Repare que a cartela de cor é sempre em tons terrosos (cáqui, marrom, câmel, bege, etc) combinado com verde musgo e verde militar.

Inspire-se neste pequeno arquivo com imagens históricas que levaram os estilistas a recriarem o militarismo para o próximo verão:

Veja também:

Como usar a estampa camuflada






Escrito por Dhyogo Oliveira
Blogueiro e designer de moda. Também escreve no Sem Geração.