tendencia-verao-2019-vida-fluo

Nesse frio que está fazendo nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, e em pleno inverno, parece cedo pensar em verão e no próximo calendário. Mas não é.

A grande real é que no hemisfério norte as coleções de verão já até passaram despercebidas por alguns, mas não alheia aos cool hunters, admiradores da moda e outros profissionais do ramo.

E o que vem por aí? O que nos aguarda em 2019? Para ser sincero, 2019 porque estamos no inverno, mas se você viajar a algum país da Europa já pode dar de cara com as tendências a serem listadas.

Aqueles que acompanham um pouquinho os calendários de moda sabem temos uma dicotomia na cartela de cores. No inverno, cores frias. No verão, cores vivas. Não é regra, mas quase sempre vale como tal.

Logo, nós já estávamos esperando coleções mais coloridas, alegres e cheias de vida.

Nada fora do normal, até que chegassem os desfiles italianos. Uma explosão cheia de cores muito radiantes aconteceu (até então íamos falar de tendências que na real resumem-se a cartela de cores). Sim, amarelo-canário, verde-limão, vermelho-coral e azuis, verdes, rosas-marca texto.

desfile-looks-neon

Nas passarelas uma onda fluo nos pegou, mas não de surpresa. Porque ainda estamos naquele revival anos 80 e 90 e uma hora ou outra elas apareceriam com tudo.

Na alfaiataria, no estilo esportivo ou no estilo casual aparecem as cores neon. Muito tem a ver com criatividade louca de estilista (não acredito que muitas pessoas usem costumes fluorescentes). Já na seara esportiva ou nos looks casuais, é bom a gente parar e prestar bem atenção porque vai chover muita peça nessas cores sim!

Essa pegada elétrica, magnética e futurista relaciona-se com o resgate da era raver e também do estilo surfwear.

E em que pese o predomínio das cores nas peças, vez ou outra, elas ganharam o acompanhamento da estamparia. Coqueiros, florais e tie dyes completaram outfits cheio de cores e vida.

fluo-world

Vem verão 2019. Vem com carregado de uma cartela vasta de cores, eletricidade, vida e fluorescência extrema.

Escrito por Diogo Rufino Machado
Ariano. Apaixonado por moda masculina e música eletrônica. Advogado. Jornalista de moda e blogueiro nas horas vagas.