blazer-camiseta-masculina

Quando tocamos no assunto alfaiataria, parece que estamos tratando de um assunto distante, de gente rica ou de homens de grandes negócios e isso nem tem nada a ver com a nossa vida.

Alfaiataria significa roupa sob medida, feita sob os cuidados e caprichos do alfaiate. Nesse caso, o alfaiate tinha total preocupação com o biótipo do cliente e a intenção era criar a vestimenta perfeita, sem sobras de tecido. O traje era o mais alinhado possível.

Ocorre que, com o passar dos anos, a moda foi se modificando e com a criação do conceito prêt-à-porter (ready to wear), que são aquelas roupas que vieram junto com a revolução industrial e eram produzidas em massa, já prontas para usar, o conceito de alfaiataria mudou.

Hoje alfaiataria refere-se a roupas sociais, usadas em ocasiões de maior formalidade como eventos, negócios ou são típicas de algumas profissões (como advogados).

Deixemos quaisquer discussões de lado quanto à questão do trabalho do alfaiate, o caimento e a qualidade do terno construído por ele. O que a gente quer é mostrar que dá para bater tudo no liquidificador e colocar peças de alfaiataria no seu dia a dia e você já até faz isso e nem sabe.

Lembra da equação do terno? Terno = colete + paletó + calça social, vamos pegar essas peças do terno e vamos incorporá-la ao nosso look do dia a dia, de um jeito simples e descomplicado.

Colete

colete-gravata

Por incrível que pareça dá para usar o colete social em ocasiões nada formais. Óbvio que você não vai pegar um colete de casamento ou na cor prata, por exemplo. Mas um colete básico dá perfeitamente para ser jogado em um look casual.

Como você já está usando uma peça formal, aconselha-se que o restante vá para informalidade. A camisa não deve ser social. Use estampas como o xadrez ou o listrado.

O jeans e a sarja são a pedida perfeita. Para arrematar, nos pés dá para diversificar bastante com os mais variados tipos de calçados.

Paletó ou Blazer

blazer-masculino

Mais uma vez entramos aqui na questão do cuidado com o tipo de blazer. Não fica legal colocar um blazer risca de giz, por exemplo. Bege, cinza e azul marinho são os tipos de blazers mais incorporados a looks casuais.

Lembre-se uma peça de alfaitaria é o suficiente. Desse modo, ouse na outras peças. Você pode usar camisa sim, mas dê preferência as menos sociais. Troque-a por uma camiseta, por que não?

Na perna, dá para variar bastante. No jeans e na sarja. Nos pés, até um tênis branco cai muito bem.

Calça Social

calca-alfaiataria-homem

A calça de alfaiataria pode sim ser incorporada ao seu dia a dia e fica bem bacana. Lógico que não é aquela peça larga, passada com um vinco bem no meio.

Quando nos referimos à calça social tratamos de uma peça ajustada, com caimento perfeito.

Ela é a menos casual de todas as peças, mas ela tem vida longe da equação do terno.

Mais uma vez buscamos a informalidade usando uma camiseta ou camisa mais despojada e nos pés, a velha máxima do sapato social (mocassim, derby, loafer … ) ou até o famoso tênis branco.

calca-alfaiataria

Perceba que isoladamente dá para jogar cada item do terno em looks casuais, deixando-o mais sofisticado e diferente. “Se joga” então e joga essas peças no seu dia a dia.






Comente com o seu perfil do Facebook:

Escrito por Diogo Rufino Machado
Ariano. Apaixonado por moda masculina e música eletrônica. Advogado. Jornalista de moda e blogueiro nas horas vagas.