look-diogo

Hoje vamos entrevistar o nosso colaborador e membro do blog há 3 anos. Diogo Rufino Machado, também conhecido como Dioguets. Ele divide a sua vida entre diversas tarefas e uma delas é a paixão por moda masculina e por escrever.

Trabalha com moda há 9 anos e há 7 anos vem escrevendo em diversos blogs de moda masculina. Hoje divide a vida no blog com sua carreira de advogado e a administração do seu perfil pessoal no instagram @dioguets, onde realiza atividades paralelas de produção de conteúdo, parcerias e exibe um pouco de seu lifestyle, que é permeado com muita balada, festa e viagens.

Como você começou a gostar de moda?

Por ser do interior, no começo eu não entendia muito como eu poderia me aventurar no Mundo da Moda, até que eu conheci uma amiga, Aline Fritche, que na época era estilista e que me despertou toda essa paixão pela moda. Isso ocorreu há uns 9 anos e desde então não parei mais. O gosto foi só aumentando e as coisas fluindo dando tudo certo até que hoje estou nesse blog, no qual sou infinitamente grato por estar.

Quais foram seus primeiros trabalhos no meio da moda?

Eu comecei com ela ajudando em backstages de desfiles. Depois eu já comecei a participar das compras de materiais para as coleções da marca homônima dela.

 

Como foi seu começo em blogs?

Eu comecei a escrever em 2013, quando participei da seleção feita pelo blog de moda masculina Trend Coffee (que nem existe mais). No começo foi difícil porque embora entendesse de moda, eu tinha feito direito e meu linguajar era muito formal.

As primeiras matérias pareciam um TCC. Eram extensas. Como parágrafos milimétricamente iguais. Linguagem sem um erro de português. Porém, não é assim que se transmite conteúdos em blogs. Eu escrevia uma vez por mês apenas e apanhei muito no começo. O Gregory Martins que tinha pautas super massas (do meu ponto de vista) foi meu maior professor.

Você escreveu em quais blogs até chegar no Moda para Homens?

Como eu disse eu comecei essa carreira de misto de jornalista de moda com blogueiro em 2013 no Trend Coffee. Isso no começo do ano, no final do ano de 2013 eu conheci o Thallyson Perez, do blog Moda para Homens.

Por sinal, o Trend Coffee deixou de existir um pouco depois disso e eu continuei no Homens com Estilo (que também não existe mais), onde aprendi tudo sobre engajamento, publipost etc.

Durante esse tempo escrevi em outros blogs. O Pirata Style, do Tom Gomes (que também não existe mais) e para o Alexandre Taleb, no Caras Blogs.

Em 2017, pouco antes de entrar para o Moda para Homens me tornei sócio do Homens com Estilo, porém a sociedade não prosperou e o blog encerrou as atividades.

Desde então, estou no Moda para Homens (que é o maior do Brasil) e que não pretendo sair.

Que tipos de matérias você faz no blog?

O blog tem como eixo predominante a parte de moda, mas escrevo sobre cuidados pessoais, faço posts patrocinados e também trabalho com temas contemporâneos dentro da moda, como questões ambientais, de gênero e raça. Estou sempre atento a lançamentos aqui e no Mundo todo e também não deixo passar assuntos contemporâneos a nossa época e que estão se passando no nosso dia a dia. Atualmente o COVID tem sido meu grande foco.

Além do blog, você possui algum outro contato com moda?

Sim, tenho sim. Em eventos como a SPFW, Casa de Criadores, Fashion Revolution etc. Em outros eventos particulares como lançamentos de coleções, edições comemorativas e outros desfiles mais restritos.

• Você é fã de alguém na moda?

Sim, tem várias pessoas que admiro muito. Dudu Bertholini é um deles. Em todos os eventos que fui, acho que ele tem muito conhecimento e é muito didático para passar isso.

O Caio Braz é outra pessoa que me identifico muito (principalmente quando ele escrevia) por ser um cara moderno, inteligente e descontraído.

Você se inspira em alguém dentro do universo dos blogs masculinos?

O Gui é uma grande inspiração para mim por ser quem é por ter chegado onde chegou. Coloral, pelo estilo. João Freire, pela elegância e Kadu Dantas também.

Você atua em outros segmentos de moda? Feminino ou infantil?

Não, eu nem tenho tempo e acabei me especializando no masculino. Às vezes minhas amigas lançam tendências que vão ser usadas na moda feminina, mas eu sequer tenho noção daquilo ou que poderia estar na moda, pois como disse foquei tanto no masculino que deixei todo o resto de lado.

Se você pudesse falar algo aos seus leitores, o que você falaria?

Eu pediria que além de ler cada matéria, eles dessem o feedback para saber mesmo se a gente está fazendo merda ou não. Essa é a melhor forma de medir se estão gostando do que eu estou escrevendo ou não.
Ah, que eles mandem mais sugestão de conteúdo também, pois escrevo para eles.

dioguets.modaparahomens

Até o próximo MPH Entrevista!






Comente com o seu perfil do Facebook:

Escrito por Moda para Homens
O Moda Para Homens é o maior blog de moda masculina do país. O nosso objetivo é mostrar que homem também tem que ter estilo.