Categorias: camisamodaTendências

Tendência: camisa em blocos

Desde o retorno dessa peça no guarda-roupa masculino, seja entre nós jovens ou entre os mais velhos, as variações de modelos começaram a emergir aos montes. A camisa se adaptou às ruas, saiu do escritório, passou para os ambientes mais casuais e para a noite, sem falar nas tribos: as estampas ressurgiram da moda passada (lá pelos anos 60 e 70) para os dias atuais, totalmente revisitadas e modernas. Além disso, as próprias cores e padronagens que antes considerávamos tradicionais e até mesmo caretas (veja sobre as camisas listradas), tomaram outra cara através das fast fashion, principais responsáveis por dissipar e massificar a camisa e colocá-la como número um na lista de “peças que precisamos ter” atualmente.

O bloco de cores

Campanhas antigas da Riachuelo e Renner, respectivamente.

Foi em 2011, na coleção de Pedro Lourenço para a Riachuelo, que vi essa peça surgir de maneira acessível aqui no Brasil. Um tempo (e uso contínuo no streetstyle dos gringos) depois, a Renner também apostou nos recortes P&B na coleção de inverno que iam dos detalhes com tecidos diferenciados (principalmente o couro) nas golas, às mangas, mas aí já não era tão novidade. Nesse novo modelo, o tradicional fica por conta das cores (geralmente P&B) e o moderno entra através dos recortes nada óbvios beirando a um minimalismo resgatado da década de 90. Hoje não é difícil encontrar esses modelos em sites de marcas nacionais e nas próprias fast-fashions. Quem, recentemente, começou a propagar os modelos do estilista Neil Barret, que aposta bem nas camisas com recortes minimalistas, foi Justin Timberlake, clicado algumas vezes com roupas da marca, além de usar massivamente nas  apresentações e premiações da nova turnê.

Alguns modelos que usei para ilustrar este post são da Asos, que entrega no Brasil. Os modelos em P&B, mais básicos, estão sendo substituídos pelos modelos com metade estampada/metade lisa e até mesmo com mix de estampas e outras cores. A novidade também é a combinação de diferentes lavagens de jeans, como esses das imagens abaixo, de uma marca chamada Our Legacy.

Dhyogo Oliveira

Blogueiro e designer de moda. Também escreve no Sem Geração.

Deixe seu comentário:

Veja Comentários

  • Eu curto, tenho até a camisa da Pedro Lourenço que comprei em meados de 2011, gosto tanto que não uso muito pra não desgastar ^^ Vi esses dias que a Zara tem uma coleção bem parecida mas com camisetas. Fica a dica!!!

  • Olá!

    Essa foi uma das matérias que mais gostei desde que comecei a ler os posts deste site! hehe Parabéns!!!

    Se alguém puder mandar - via comentários - lojas na qual podemos encontrar essas Camisas P&B acrescentará e muito na matéria...E claro....EU....Irei correndo comprar!

    Abs

Posts recentes

Tendências de Outono/Inverno da Gringa mas que já podemos adotar!

Há uns 3 anos os desfiles estavam retirando a questão das estações e as peças…

% dias atrás

Inspiração: Lenços e Cachecóis

Lenços e cachecóis são peças fundamentais para proteção contra o frio. Mas, além disso, também…

% dias atrás

A história da Jaqueta Bomber

A jaqueta bomber, que está fazendo um tremendo sucesso nessas últimas temporadas, tem uma história…

% dias atrás

O que pensa o HOMEM BRASILEIRO sobre MODA e BELEZA

Em seu aniversário de 11 anos, a revista GQ encomendou ao Instituto Ideia uma pesquisa…

% dias atrás

O fetiche na moda masculina está em alta

O que seria fetiche para você? Um pé, um tecido, uma fantasia. A palavra fetiche…

% dias atrás

Balenciaga lança tênis que parecem ter vindo do lixão (custa R$10 mil!)

Dessa vez Demna Gvsalia foi longe demais! A grife Balenciaga acaba de lançar uma coleção…

% dias atrás