macacao-jardineira

Polêmica bem à vista: USAR ou NÃO macacão e jardineira masculina? Se fizermos uma enquete agora eu aposto que o NÃO vai, sem sombra de dúvidas, vencer disparadamente.

Além disso, 90% dos homens brasileiros não têm no seu closet uma peça assim. O item é polêmico. Não deveria, mas é. É igual saia masculina. Poucos usam. Quase ninguém tem. E quando veem outro homem usando na rua ainda torcem o nariz. Nada a ver, mas tudo bem!

Não estamos aqui para julgar ninguém, muito menos para debater gostos ou quer modificar opiniões. O importante para nós é que você entenda que a peça é como outra qualquer do vestuário masculino e que isso nada tem a ver com virilidade, além de ser muito estilosa.

Só para refrescar um pouquinho a memória de todos. O macacão masculino tem como função primordial a utilidade, funcionalidade e a praticidade.

Macacão3

Sim, olhe para o design da peça. Ela é uma peça única e com bolsos. Geralmente é a vestimenta utilizada em indústrias, ateliês, mecânicas etc., ou seja, em determinadas profissões cujo esforço laboral é maior e que requerem uma roupa bem adequada ao local. Pintores, mecânicos e operários usam macacão normalmente e daí? Mas usar na rua não pode? Enfim…

Enfim vamos aos fatos. Macacão é diferente de jardineira.

Macacão:

macacao-masculino

O macacão é totalmente fechado, sendo de manga curta ou comprida. Se for de manga curta, óbvio que será de verão e a parte debaixo será mais curta também (estilo shorts). O inverso será com calça. É um item super mega blaster em alta. Quem tem estilo está usando, todo em preto. Jeans também fica ok.

Quem é ousado bota estampa e cor também, mas é difícil até de achar no mercado algo do tipo.

Jardineira:

macacao-jeans

A jardineira é para poucos mesmo, menos que o macacão ainda. Virou item de guarda-roupa de fashionista. Quase sempre vem em jeans e pode ser combinado com peças básicas como camisetas básicas (sem erro), ou até mesmo com listrado e estampas.

Se você tem estilo e peito para tal, já pode investir em um bom macacão ou em uma jardineira, itens de puro estilo e, é claro, para poucos e bons.

Escrito por Diogo Rufino Machado
Ariano. Apaixonado por moda masculina e música eletrônica. Advogado. Jornalista de moda e blogueiro nas horas vagas.