Como fica a masculinidade de homens que usam coisas femininas?

Você conhece o Sr. Hosting e o Sr. Sonoeren? Não? E se eu te contar os primeiros nomes deles: Viktor & Rolf. Ainda não? Então você vai ter que me desculpar!

Esses caras costumam usar smoking com gravata borboleta preta, mesmo corte de cabelo e óculos com armação parecida. Parecem gêmeos, querem confundir, nos deixar em dúvida de quem é o Viktor e quem é o Rolf porque basicamente:

“Acreditamos na ambivalência e queremos celebrar o mundo dos sonhos em nossas criações” – Disse Viktor, ou terá sido Rolf?

Dentre suas habilidades notáveis, está a de fazer pessoas sonharem [em comprar o que eles fazem]. Pensa que cobram barato? Vai sonhando. Eles não são pessoas comuns, sua sensibilidade para arte é um pouco acima da média, o senso estético é bastante apurado e para não fugir a regra, são rigorosos com qualidade.

Os sonhos de V&R são tão rentáveis que o controle acionário da grife foi comprado por Renzo Rosso, comandante do grupo Only the Brave, detentor do direito comercial da Diesel, Vivienne Westwood, linha masculina de Marc Jacobs, dentre outras labels de calibre semelhante.

Ainda falando de Vicktor e Rolf, uma pena que a especialidade deles não sejam looks masculinos, de qualquer forma, se eu encontrasse algo criado por eles que servisse para um homem usar, não me preocuparia se foi uma criação direcionada para mulher.

O caríssimo leitor pode estar nesse momento perguntando para um de seus botões: “Ué!? Um homem pode usar uma peça feminina, de buenas?”

Era aí mesmo onde eu queria chegar, na genitália feminina. Conheço vários homens que compram cintos femininos, casacos ou calças e usam sem o menor preconceito.

Pergunto: Uma atitude como essa teria o poder de mudar sua masculinidade, no sentido mais amplo da questão? Claro que precisa ter uma noção de caimento, do que fica muito acinturado, evitar usar sapatilha, bolsinha, tanga, calcinha, biquini, meia calça, sandália feminina, etc. É apenas uma questão de conhecimento, de ampliar o leque de opções na hora da compra e não tem nada a ver com sexualidade.

Quanto mais escalarmos nas classes sociais, mais notaremos homens a incorporar características femininas, como a sensibilidade, subjetividade, auto-controle, maiores critérios culturais e estéticos, e quanto mais descemos na pirâmide, o contrário acontecerá, mais vamos nos deparar com estereótipos de homens hipervirilizados, coçando o saco, sujos de graxa, trabalhando nas construções, chamando de “gostosa” toda mulher que atravessa seu caminho.

O meio termo disso surgiu na década de 70 e ficou conhecido como Village People. Tá legal, a última frase foi “forró-sacana” só para quebrar o gelo. Continuando no tema, você já viu alguma imagem antiga de príncipe com calças justas, babados, cabelo de diva e parafraseou Paulo Silvino “Isso ai é uma bichona!” Já? Fez o mesmo com ícones de nosso tempo como Chiquinho Scarpa? Então vou abrir um parênteses para uns trechos retirados do livro O Metrosexual – Guia de estilo, ed. Planeta.

(Aos poucos, foi-se percebendo, por ambos os lados, homens hétero e gays, que há um certo poder e mistério na ambiguidade (lembra do V&R no começo do texto) e que confiança, segurança e senso de estilo são fatores que definem o homem moderno.

Através da história, o conceito de ideal masculino foi redefinido inúmeras vezes. Por séculos, faraós, reis e czares emperiquitaram-se com peles e jóia, enquanto as classes baixas ralavam sem chance, vestidas em trapos comidos pelas traças. Os trajes e ambientes escandalosamente enfeitados daquela minoria eleita eram símbolos de status cuidadosamente criados para demonstrar superioridade social. Mas, no início do século vinte, muitas famílias reais da Europa caíram, e a grande distância entre o ter o o não ter começou a diminuir.

No decorrer do século vinte, Hollywood despejou ideais masculinos diversos, como Rudolph Valentino, Vlark Gable, Cary Grant e Marlon Brando. Cada um deles desempenhou um papel pioneiro na definição do ideal masculino de sua era. De uma forma mais subversiva, a música pop também fez sua parte, quando Elvis, os Beatles e David Bowie assustaram os conservadores da velha-guarda, em suas respectivas eras. Homens deixaram o cabelo crescer, mulheres queimaram os sutiãs, gays saíram do armário e sapatos de plataforma ajudaram a elevar o perfil das massas. E assim continua sendo.

Os metrossexuais famosos que podemos citar são: David Beckham, Brad Pitt, Adrien Brody, Lenny Kravitz, Patrick Rafter, Sean Combs, Ewan MacGregor, Guy Ritchie, Sting, Antonio Bandeiras, Jason Sehorn e Justin Timberlake).

Espero que estas palavras tenham ajudado a ampliar seus horizontes sem interferir em sua opção sexual ou masculinidade.

Texto do Bruno Divetta.

Moda para Homens

O Moda Para Homens é o maior blog de moda masculina do país. O nosso objetivo é mostrar que homem também tem que ter estilo.

Deixe seu comentário:

Veja Comentários

  • O homem vivem em constante mudança.Os seres cosmopolitas são os que mais sofrem com isso,pois são corajosos o suficiente para quebrar barreiras do preconceito.

  • trabalho com moda a 5 anos qndo comecei numa marca nada conhecida,eu arancava as etiquetas de calças masc para vender para mulheres muito gorda ,e das calças femininas para homens muito magros rsrsr noçao d estetica sempre fiz excelentes clientes.otima materia.tenho 1,73 48kg uso calça feminina e ninguem percebe

  • rsrsrsrs mas é que a maioria dos gays nascem com uma pequena noçao de moda,com a pequena noçao d moda e sem medo do q os outros vao pensar ou falar,obvio q sempre com muito bom senso.sempre fui muito elogiado pelo estilo e bom gosto bjos fui

  • certa vez eu roubei um cinto da minha irmã... era bem bacana ele. e o mais engraçado é que todos os meus amigos, inclusive os "super-machões-que-não-estão-nem-aí-pra-moda" achavam o cinto legal e quando eu dizia que era dela (da minha irmã) eles ficavam com uma cara de "fala sério. mas ele é tão bacana" heuheheuehuhe... o importante é ter "olho" pra saber o que da pra aproveitar, se a gente garimpar o guarda-roupa feminino, a gente acha umas coisas legais e usáveis. ateh pq elas vivem fazendo isso no nosso!

  • Estar a frente do seu tempo sempre teve um preço. Ter uma sensibilidade mais aguçada, no mundo dos ogros retrosexuais também.
    A boa notícia é que a sociedade evolui como um todo, mudando conceitos e práticas, ainda que a passos lentos.

  • bem,ja comprei uma calça feminina e a usei varias vezes, ninguem percebeu que era feminina. Quanto a minha masculinidade? continuou a mesma.
    ps: para o homem consumir certos produtos ele tem que ter a sua sexualidade garantida.

  • Roupa é roupa, as peças não tem opção sexual. Sempre que vou comprar roupas, principalmente quando em lojas grandes (tipo lojas de departamento, "C&A"s e afins)sempre dou uma olhada na loja inteira, não uso vestido, mais as vezes a alguns achados na aréa feminina que server muitissimo bem em homens.

    Enfim, fiquei na duvida que to acompanhando a semana de paris e... tipow o Viktor & Rolf tem uma vertente de moda sim: http://www.gq.com/fashion-shows/complete/slideshow/F2010MEN-VRMEN

  • Concordo plenamente contigo, Gabriel! Obrigado pela referência do link, relendo o texto vejo que me expressei de forma incompleta. Quando escrevi "a especialidade deles não são looks masculinos" quis dizer que no feminino eles ousam MUITO mais, as coleções são mais conceituais e bem humoradas, já na linha masculina, lançada em 2003, seguem linhas clássicas do luxo e são muito mais contidos. Não sei se vai concorda comigo, mas o feminino é responsável pela projeção, repercussão e pelo boom da marca. Em síntese, se eu encontrasse um casado feminino surreal que servisse em homem... Abraço e tks pela participação.

  • Galera, na boa. A mulherada invade nosso guarda-roupas, mas nós não podemos pegar nada delas?! Injusto, né. Aliás, as calças femininas de hoje, por exemplo, se não me disserem que são pra elas, eu compraria e usaria de boa, de tão feias e masculinas que são rs rs rs

Posts recentes

Looks Masculinos para Viajar de Avião

Vai viajar de avião e bateu a dúvida de que roupa usar? Para decidir o…

% dias atrás

Como lavar o rosto corretamente

Parece tosco a gente parar e fazer um post só sobre isso. Mas não é!…

% dias atrás

Zara Origins: Nova coleção da Zara, Sem Gênero e Slow Fashion

A Zara acaba de lançar uma coleção que levou 2 anos pra ser criada. Batizada…

% dias atrás

Inspiração: Sandália em look casual

Quando a temperatura está alta, não há nada melhor do que usar sandálias, concorda? Se…

% dias atrás

CBD: Cosméticos à base de Cannabis são a nova tendência do mercado

Produtos à base de Cannabis já são uma realidade em todo o mundo e estão…

% dias atrás

Cortes de cabelo que devem ser evitados no mundo corporativo

Quando você está em uma reunião de negócios ou vai participar de uma entrevista ou…

% dias atrás