A semana de moda de Milão, que terminou há poucos dias, anunciou um modelo de bolsa masculina que fica difícil definir em um só nome, uma vez que os modelos podem variar com uma alça ou outra, um bolso ou botão lateral, entre outros detalhes. Alguns podem chamar de Holdall ou Carryall, outros modelos se assemelham a Duffel bag ou, simplesmente, bolsa de viagem ou bolsa esportiva com cara de casual. Algumas são redondas com caimentos maleáveis e outras, devido ao material estruturado, têm formato retangular.  Mas a relação maior de todos os modelos que vi nos nas passarelas da Fendi, Costume National, Trussadi, entre outras (e até na Hackett, na semana de Londres) foi o tamanho: todas são bolsas grandes demais para uma saída causal e pequenas talvez para uma viagem.

O modelo não é nenhum lançamento – sempre existiu no mercado, mas devido aos últimos desfiles, já se tornou uma tendência iminente e promete bombar nos próximos meses. Tenho a impressão de que o tamanho (nem pequeno, nem grande) reflete o perfil do homem que precisa carregar algumas peças e artigos para os diferentes compromissos do seu dia. Ou aquele homem que viaja, mas dispensa mala. Coincidentemente (ou não), no mês passado comprei uma bolsa nesse mesmo modelo na Lojas Renner, em estampa camuflada com alças de couro e, por experiência, a bolsa é espaçosa, ideal não só para uma viagem de final de semana, mas também pra quem faz o circuito trabalho – faculdade – e estica o final de semana na casa do amigo. O mais legal é que  agora já podemos ver nos desfiles internacionais. Sinal de que ela pode pegar pra valer!






Escrito por Dhyogo Oliveira
Blogueiro e designer de moda. Também escreve no Sem Geração.