A boa nova é que agora você nem precisa provar que sabe tocar violão para fazer bonito: só de carregar um violão suas chances de se sair bem na paquera aumentam.

Funcionou com um ator francês de 20 anos. A pedido de pesquisadores da Universidade de Paris e da Universidade de Bretagne-Sud, num sábado a tarde, o rapaz saiu pelas ruas atrás de mulheres. Ele abordou cerca de 300 jovens, de 18 a 22 anos, e lançou o mesmo papo a todas: “eu achei você realmente muito linda”. E pediu o telefone delas. Só que ele usou táticas diferentes. Em um terço das abordagens, ele estava segurando um violão. Com outras 100 mulheres, ele estava com uma bolsa esportiva na mão. E, quando abordou as outras moças, não estava carregando nada.

Como era de se esperar, elas gostaram mais da versão músico do ator: 31% passaram o número de celular quando ele carregava o violão. O esportista foi bem menos prestigiado: só 9% caíram no papo quando ele segurava a bolsa da academia. E outras 14% passaram o número mesmo quando ele estava com as mãos vazias.

Os pesquisadores não sabem ao certo por que as mulheres sentem tanta atração por músicos, mas arriscam uma explicação bem óbvia. “Tocar música pode ser associado com habilidades físicas e intelectuais, que são boas qualidades na hora de escolher um parceiro”, diz a pesquisa.

Fonte: Revista Superinteressante.






Escrito por Guilherme Cury
29 anos, taurino, blogueiro e músico nas horas vagas. Criou o MPH há 7 anos com o objetivo de trazer as principais novidades do universo da moda masculina para o homem que se importa com o que veste.