Vestidos de preto, cortinas de tecido leve sob o sol do estádio para o show de Rick Owens foi a primeira imagem gloriosa da Semana em Paris. Olhares para as botas altas até os joelhos; ênfase na cintura,  túnicas e peças drapeadas, tudo funcionou bem. Algumas camisetas com tecidos dobrados no peito ficaram lindas. O elenco gênio de modelos marchando em ritmo acelerado, ignorando completamente as explosões gigantescas de fumaça na pista. E claro, eram impenetráveis para os jatos frios de vapor, jatos que assustaram a alma de alguns editores na primeira fila.

Como era de se esperar, a coleção Primavera/Verão da Louis Vuitton foi baseada na sutileza. Os tecidos, as cores, os pequenos detalhes como fechos nas calças, a silhueta, tudo apoiado na idéia de luxo simples. Mas foi no leitmotif (tatuagens pelo artista Scott Campbell ) que a coleção se destacou. Alguns dos modelos eram realmente tatuados, incluindo jovens com logos LV no pescoço. Mas a idéia de arte tatuada apareceu por fora, sobre as bolsas de couro e nas estampas.

Dries Van Noten foi um ótimo fim ao primeiro dia de Paris. Logo na abertura o desfile (paletó combinado com shorts) resume muito bem a mensagem da marca. Talvez o peito duplo do casaco ou os bolsos dos shorts fizeram a diferença. As peças jeans fortemente branqueadas  (calças, jaquetas, coletes, camisas) e jeans desgastados com um revestimento costurado, quase ocidental e robusto. Da mesma forma os patches de couro marrom oversized e ombros assimétricos foram lúdicos, fantásticos mesmo. E o elenco não podia ser melhor. Para citar alguns: Yuri Pleskun, Johannes Linder, Clinton Weber, Jacob Coupe, Cole Mohr, Clement Chabernaud, Dan Felton e outros favoritos.

A sauna a vapor cheio de estilo norte-Africano serviu como pano de fundo para Jean Paul Gaultier. Um espetáculo muito homoerótico. As roupas, obviamente, marcadas pela influência oriental: calças harém, lace-up shirts, tecidos leves, e um balanço nas cores escuras com o azul. Perto do final, o destaque nas estampas aparece em 3D e  óculos foram entregues aos convidados. E claro, não puderam evitar a influência Avatar.






Escrito por Amanda Antunes