Gretchen

Gostava de esbanjar sensualidade! Na escola que Carla Perez cursou o técnico, ela era Diretora.

Sim, caríssimos leitores, estou falando da Gretchen! Deveras rainha do bumbum, pioneira, precursora e vanguardista no Brasil!

Infelizmente ela não é a pauta desse post, a introdução foi só para dar um alívio mental porque comecei a escrever e a melodia Conga La Conga, Conga³ não saia da cabeça. Fica até um tema para debate: A música contribuiu subliminarmente para o sucesso ou fracasso do tênis? Você leu certo: Eu disse Tênis!

Um querido leitor participativo perguntou para a equipe MPH:

“Será que o Conga volta?”

Moda é como diálogo nas redes sociais e movimento da pélvis em atos sexuais: vai e volta.

conga_do_fause_haten

Fause Haten assinou um Conga para seu desfine SPFW outono-inverno 2003, talvez pelo reflexo dos esforços de marketing da empresa em lançar ao olimpo fasion o calçado em meados de 2001 e tentar repetir o feito de vender 20.000.000 unidades em um ano, como fazia na década de 1970. Talvez se a marca tivesse continuado nesse caminho, a pergunta que desencadeou esse texto maligno, nem teria sido feita, mas já que foi feita vamos lá:

Receitinha de homem para homem: Olhe no espelho, de frente e de costas. Se aparecer alguma pergunta em looping do tipo “Quero comprar aquele produto, será que ele volta à moda?” E a pergunta martelar como o refrão Conga La Conga, Conga³, proporcione um bálsamo cerebral a seu ser divino com a pergunta: Eu quero usar um Conga?

Várias faces do seu eu podem gerar respostas bem divergentes. Não ligue para nenhuma delas. Se você quer usar, use! Mate a vontade, seja feliz! Se souber compor um look legal, vai inspirar outras pessoas, e o Conga terá chances de voltar a moda com um benefício para seu marketing pessoal: Você terá sido o “alpha user” que aderiu e voltou a usar antes de “todo mundo” e merece crédito por isso.

É um risco, como na bolsa de valores. Pode ser que ele não caia nas graças da cultura de massa e você será visto por alguns como um cara que usa o que quer, é ousado e tem atitude. Em compensação será rotulado por outros como um alienado, por fora do que está rolando na moda da cultura de massa e merece ser excluído por isso. De qualquer forma, eu adoro correr esse risco.

Respondido? Estou gostando de ver, participem mesmo!

Boa sorte, abraços e até a próxima.

Bruno Divetta






Escrito por Moda para Homens
O Moda Para Homens é o maior blog de moda masculina do país. O nosso objetivo é mostrar que homem também tem que ter estilo.