Toda vez que nos vestimos e elegemos algumas peças, certamente, conscientemente ou não estamos querendo passar uma mensagem. Afinal, o visual é o primeiro ponto de contato das outras pessoas conosco.

Eu particularmente costumo dizer que gosto de me arrumar não somente para minha satisfação, mas que antes de tudo estar bem arrumado é uma forma de respeito com os outros.

Por conta da nossa “experiência social”, algumas mulheres acabam fazendo associações instantâneas.

Aproveite o guia abaixo para decidir com o que quer parecer e o que não gostaria de forma alguma, lembrando que dá pra adaptar qualquer dos modelos abaixo dentro do seu estilo próprio.

Nos pontos altos, as boas primeiras impressões. E nos baixos, o que geralmente pensam na sequencia!

Vale ressaltar que isto é um exercício apenas. Nada aqui é regra ou lei. Mas infelizmente, muitas vezes as pessoas fazem leituras erradas do que somos por conta do que vestimos.

E aqui vão uma das leituras mais comuns:

O Playboy

Pontos altos: Teve boa educação, tem boa família, bom emprego, é auto confiante e despreocupado

Pontos baixos: Pode ser metido, mala, achar que pode tudo e pode ter amigos imbecis

O esportista

Pontos altos: animado, cuida do corpo e da saúde, possivelmente tranquilo, natureba

Pontos baixos: pode ser obcecado com o corpo e estar procurando alguém tão malhado quanto ele

O descolado

Pontos altos: deve ser inteligente, ter um emprego bacanão, ser ótima companhia para sair dançar ou jantar e ainda dar um show na cama

Pontos baixos: provavelmente tem um monte de mulheres atrás dele e ele não fica fixo com nenhuma

O executivo-premium

Pontos altos: não deve haver um problema que esse cara não resolva, ele já deve estar terminando seu doutorado enquanto salva a vida financeira de alguma empresa. É do tipo que manda flores no seu aniversário.

Pontos baixos: provavelmente deve ter hora para começar e terminar o sexo e ele não deve largar do Blackberry um minuto

O fashionista

Pontos altos: ele é o sonho de consumo de toda mulher…não fosse pelo ponto baixo

Ponto baixo: ela nunca vai ter certeza se ele é bi ou gay e se corre o risco de ser trocada por outro cara tão estiloso quanto ele

E aí, vale julgar pela aparência?

Bjbj,

@ericahans






Escrito por Erica Hans