homem passando roupa dicas de passar roupa tecidos que não amassam como

Esse fim de semana decidi fazer uma coisa que nunca tinha feito na vida. Resolvi passar todo o meu armário. E durante essa “passagem”, descobri várias coisas que não tinha notado antes.

Reparei que as roupas que eu mais uso tem várias similaridades. Por exemplo, as blusas que me deixam mais magra tem o corte bem parecido, seja no braço ou na cintura. O mesmo vale para tecidos, aqueles que não amassam e nem precisaram ser passados, tinham muito em comum.

Aos poucos, a gente vai observando o nosso estilo também. Descobri que a maioria das minhas roupas são escuras, embora eu aposte bastante em estampas e aplicações. Também notei que 80% das minhas calças são de tecido e não jeans, diferente das saias, adoro as jeans. Na próxima passada no shopping, vou me lembrar disto e apostar nos tons e tecidos diferentes para o que está faltando.

Tem a parte emocional também. Algumas peças me lembraram de momentos incríveis, outras, chegaram a me incomodar tanto a ponto de separar para dar para alguém. Por fim, valeu a pena deixar o armário impecável e em ordem, separado por cores e tecidos.

Nunca pensei que passar roupas pudesse ser um belo de um exercício para entrar em contato consigo mesmo! E além de tudo, nos ensinar sobre moda. Se você não quiser passar, no mínimo, vale rearrumar o armário e ter esta digna experiência.






Escrito por Erica Hans