Camisetas são as peças mais básicas do guarda roupas masculino, talvez por isso seja a mais controversa. Uns as vêem como uma peça que remete a desleixo, muitas vezes associada a peça que se usa em casa, outros, no entanto, as vêem como uma peça casual, capaz de criar um estilo despojado a pessoa que a usa.

Sua origem nos remete a revolução industrial, próximo ao século XVIII, época em que as novas máquinas de produção de malha começavam a fazer parte da indústria têxtil. No Brasil, somente em meados do século XIX a indústria se movimentou em direção a esta peça, quando se instalaram nos estados da Bahia, Minas Gerais e Rio de Janeiro, unidades de produção que tinham como destaque a utilização de algodão em sua confecção.

Tamanho correto

Este texto poderia ter exatamente este título “tamanho correto” ou “não compre roupas maiores ou menores que você” pois este, sem dúvidas, é o maior erro quando vejo homens na rua, seja porque estão usando camisetas onde a manga termina depois do cotovelo, camisetas que terminam quase nas coxas, ou ainda pior, quanto terminam antes da cintura… Ao menos que você seja o Mick Jagger, colocar uma camiseta que mostre a barriga nunca é agradável as pessoas ao seu redor e muito menos a você. Se adequar ao seu tamanho é o principal “segredo” para se vestir bem. Ao longo do tempo, durante a vida adulta, se adequar as mudanças ocorridas é fundamental, uma das principais certezas é que você perderá roupas porque ganhou ou perdeu massa.

Como regras gerais, as mangas sempre terminam antes dos cotovelos e a camiseta deve terminar abaixo da cintura. Às vezes é inevitável mostrar a barriga, como em pé no transporte público (que mora em São Paulo sabe que sentar no ônibus é um privilégio), mas andando é um tanto quanto desnecessário. Uma dica é colocar a camiseta e declinar a coluna ou mesmo levantar os braços.

Se você não está totalmente confiante com o seu corpo – sentimento compartilhado por muitos de nós – tentar escondê-lo usando roupas maiores é um erro. Magro de mais ou gordo de mais, em ambas as situações, roupas maiores só fazem com que evidenciem ainda mais a sua silhueta. Outra dica importante em ambas as situações é apostar em cortes retos ou tradicionais, pois ajustam melhor ao seu corpo.

Golas

Desde a gola tradicional até a gola em V, bem como suas variações, em U ou em Y, têm individualmente características distintas que podem ser exploradas, como golas em V sempre alongam o pescoço, o que pode ser explorado por homens mais baixos que desejam criar a ilusão de maior altura, ou mesmo por homens maiores que desejam criar um efeito de emagrecimento (a cor preta por si só cria esta ilusão, mas o corte é fundamental).

Por outro lado, golas tradicionais criam efeitos opostos a V, logo podem criar ilusão de maior tamanho.

Tecido

Após o tamanho, a escolha do tecido é muito importante. Hoje é possível encontrar inúmeras composições além da tradicionais camiseta de 100% algodão, como por exemplo as compostas por poliéster e algodão que não retêm calor, sendo um dos destaques o “dri-fit” produzido pela Nike, que foi uma tecnologia desenvolvida para roupas esportivas que aos poucos está sendo aplicada a peças casuais, tais como camisetas. Até mesmo o tipo de fio é um fator importante, popularmente conhecidos como “malha grassa” e “malha fina”, onde a “grossa” sempre irá reter mais calor.






Escrito por Rafael Luiz
28 anos, estudante de engenharia e apaixonado por moda masculina. Traz semanalmente as melhores dicas de moda para o dia-a-dia.