Confira todos os detalhes da inauguração da Forever 21, a mais nova queridinha dos brasileiros.

A última semana começou com burburinhos nos sites de moda, blogs e redes sociais: depois de tanta especulação, finalmente a Forever 21 desembarcou no Brasil a preços realmente baixos. Estivemos no soft opening que aconteceu dois dias antes da inauguração oficial da loja no Morumbi Shopping e pudemos ver de perto as calças jeans de R$34, as regatas de R$8,90, os vestidos de R$40 e os acessórios com preços realmente compatíveis com os dos chineses da rua 25 de março. A peça mais cara da loja chegava a R$150.

Todo mundo já sabe que a qualidade das peças não é lá essas coisas – e nem é esse o seu objetivo; as peças encolhem e têm pouca durabilidade. But who cares? A proposta da marca é encher o público com novidades e informações de moda que duram no máximo seis meses. A estratégia da Forever 21 sempre foi o comprometimento com as novidades e tendências a preços baixíssimos. Não à toa, as lojas estrategicamente localizadas nos pontos comerciais mais fortes do mundo são gigantescas, bagunçadas e algumas até abertas 24h (como no caso da loja na Times Square, Nova York) como se fosse o Mc Donald’s de moda.

Uma estratégia que deu certo

Estive presente na pré-abertura – que de pré não tinha nada. A movimentação na porta da loja mais parecia a entrada de uma boate: blogueiros produzidos, clientes Vips e alguns outros convidados que eram separados por filas que duravam alguns minutos. No interior, garçons servindo bebidas e petiscos e uma DJ tocando os principais hits deixava tudo ainda com mais cara de balada. Apesar disso, nada tirou o foco do protagonista da noite: o preço. Os convidados eram divididos em dois: o grupos de consumidoras que acumulavam peças nas sacolas sem nem mesmo experimentar e a imprensa, que fotografava vitrines, manequins, personalidades e, principalmente, as etiquetas. A loja, que ainda não tem a linha masculina, mas promete chegar em breve, é muito bem projetada para todo tipo de estilo e pensada para motivar o consumismo. Frases como “Me leve para casa”, “Pare de pensar e comece a comprar” e “você está linda hoje” são espalhadas nos dois andares de quase 1170 m² de loja. Eles, realmente, sabem o que estão fazendo.

Além do soft opening, outros eventos (e números) também marcaram a abertura da fash fashion na cidade São Paulo. Durante toda a semana, um caminhão-vitrine transitou nas principais avenidas da cidade anunciando sua abertura e, na sexta 14, um flash mob tomou conta da avenida paulista com 30 bailarinos dançando ao som de “Feel so close”. No sábado 15, dia da inauguração para o público em geral, as filas estavam tão grandes antes mesmo de abrir, que o shopping, por meio de suas redes sociais anunciou a média de espera de 5 horas só para entrar. Nas redes sociais, acompanhamos as pessoas felizes por estarem naquela fila com a pulseira distribuída pela equipe que fazia a contabilidade de clientes. O motivo, além da curiosidade e da fome que o consumidor brasileiro têm de gastar dinheiro, foi o anúncio de um presente para os 500 primeiros clientes que, segundo a assessoria, passaram dos 2 mil (só na fila de espera). A loja anunciou que no dia seguinte, domingo, abriria também às 10h.

Do Instagram: @semgeracao

Os preços estão abaixo do que esperávamos de uma marca internacional, embora saibamos que a Forever 21 é mesmo loja de roupa barata. Apesar do brasileiro tratar a loja como grife conceituada (no Rio de Janeiro, ela fica no shopping Village Mall, que também reune Prada, Burberry e Monblanc), sabemos que lá fora a fast fashion é conhecida por suas lojas de ruas e por reunir peças de péssima qualidade. Com a entrada da gigante da moda, que ainda promete abrir mais 5 lojas até o fim do ano em diferentes estados brasileiros, esperamos que as outras fast fashions abram o olho para seus preços cada vez maiores. Numa de suas últimas parcerias, a holandesa C&A colocou à venda um vestido por exatos R$799. Além de sair da realidade do público da marca, foge completamente da proposta de um fast fashion. Esperamos que as concorrentes reavaliem suas estratégias de lançamentos. Quem sai ganhando somos nós, consumidores cada vez mais famintos.

* A Forever 21 carioca será inaugurada no próximo sábado, dia 22, no shopping Village Mall. Estamos ansiosos para saber o que a marca irá trazer para o público masculino!






Escrito por Dhyogo Oliveira
Blogueiro e designer de moda. Também escreve no Sem Geração.