Está vendo essa imagem? Isso é como funciona o pensamento coletivo. As pessoas ficam apertadas nos mesmos pensamentos e vão vivendo assim, sem coragem de mudar. É conveniente!

Mas poderá existir um dia na sua vida onde você vai olhar para o outro pote, com bastante espaço para novas ideias, e vai reconhecer que é lá que você precisa estar. É lógico que é difícil ter coragem de mudar… Você vai precisar se arriscar. Pode ser que seu salto seja forte de mais ou muito fraco.

Mas são pessoas que tiveram esse minuto de coragem que hoje fazem a diferença.

Eu sempre fui um cara que busquei mudanças na minha vida. Como já contei em alguns vídeos, palestras e até em posts do MPH, eu vim do interior de SP para estudar e trabalhar com o que gostava. Essa pode “parecer” ser uma pequena mudança, mas foi o que desencadeou várias outras mudanças na minha vida.

Eu nunca imaginei que iria viver em uma cidade tão grande e tão desordenada quanto São Paulo. Eu sou um cara bem tranquilo e que gosta bastante de tranquilidade. Mas eu sabia que para a minha profissão (publicidade) ia ser bacana… Foi aí que decidi dar um primeiro passo, sair de casa e ir em busca de experiência profissional.

E foi em São Paulo que eu também mudei meu estilo e descobri a minha paixão por moda, o que antes seria bem difícil morando no interior. Se você conhece o interior (ou pequenas cidades), sabe que as pessoas são mais reservadas e conservadoras. Isso é, não aceitam muito bem que homens se importem com moda.

Acredite, ou não, mas uma vez voltei para minha cidade com umas roupas mais ousadas, o cabelo mais comprido, a barba mal feita, etc. E ouvi de alguns familiares: “Que que aconteceu com o Guilherme? Ele foi pra São Paulo e virou gay?”. Parece loucura, mas esse é o tipo de pensamento no interior (quer dizer, tem gente que ainda pensa assim mesmo morando em grandes cidades). Foi nesse dia que eu tive certeza que se não tivesse me mudado e, principalmente, mudado, eu não teria chegado onde cheguei.

E uma das maiores mudanças da minha vida foi quando, mesmo depois de estar com uma carreira consolidada, trabalhando em uma grande agência de publicidade, sendo reconhecido pelos meus trabalhos, etc. Descobri o que eu realmente amava fazer e resolvi mudar novamente. Foi quando decidi me dedicar ao MPH e investir em outros projetos de conteúdo para internet.

E lembre-se, “fazer a diferença” não quer dizer somente ganhar dinheiro, mas sim “agir diferente” e, melhor ainda, promover essa coragem em outras pessoas.

Um exemplo atual de coragem é desses 2 jovens da foto acima, Zach Ingrasci e Chris Temple, criadores do projeto “Living on One Dollar”. Os dois estudantes de economia e mais dois amigos viveram por 56 dias em uma aldeia da Guatemala para descobrir como é viver com apenas $1 dólar por dia. O projeto tem o objetivo de mostrar como vivem essas pessoas (atualmente são 1,1 bilhão vivendo com um dólar por dia, ou menos), abrindo nossos olhares para problemas tão reais e tão distantes.

Outro exemplo que já falamos por aqui é do “Homem que largou sua carreira consolidada para fazer chapéus”, lembra? Se não lembra, clique aqui.

Tenha 1 minuto de coragem. Mude. Promova a mudança.

* Esse post faz parte da campanha #1MinutoDeCoragem da Nextel.






Escrito por Moda para Homens
O Moda Para Homens é o maior blog de moda masculina do país. O nosso objetivo é mostrar que homem também tem que ter estilo.