De 09 de novembro a 17 de novembro acontece o 4º Festival da Lagosta, como falamos aqui na agenda do MPH.

E a convite da Prefeitura de Maragogi, Prefeitura de Japaratinga, AHMAJA Associação do Trade Turístico de Maragogi e Japaratinga fomos em uma press trip conhecer duas lindas cidades do litoral de Macéio e suas belezas culturais e gastrônomicas:

MARAGOGI & JAPARATINGA

A viagem começou com um voô inaugural da Avianca, sem escalas de São Paulo (GRU) para Alagoas (MCZ) com duas horas de duração, chegamos por volta das 21h no aeroporto internacional de Macéio “Zumbi dos Palmares”, pegamos uma van de translado pela empresa Costa Azul e fizemos mais uma viagem tranquila de 1h40 até nosso destino: MARAGOGI é conhecida como o “caribe” brasileiro, a cidade fica a 130 km das capitais Maceió (AL) e Recife (PE), tem 22km de praiais e é a segunda atração que mais leva turistas para o nordeste brasileiro, atrás apenas de Fernando de Noronha (PE).

Sua principal atração são os recifes de corais, que a 5 km da costa forma piscinas naturais ideias para passeis e mergulhos, uma pena que nos quatro dias que ficamos na cidade a maré estava alta e não conhecemos as piscinas, fica para próxima.

Esses recifes são protegidos como área de preservação ambiental da Costa dos Corais.

Ficamos hospedados no Salinas do Maragogi, o maior e mais antigo resort da cidade, tivemos dois dias para aproveitar as cidades:

No 1º dia após o café da manhã conhecemos o mar verde azulado do litoral, andamos de Catamarã (um barco de turismo da região), passeamos pela orla que é composta por 22km em nove praias: Praia São Bento, Praia Camacho, Praia  Burgalhau, Praia Barra Grande, Praia Antunes, Praia Xaréu, Praia Ponta do Mangue, Praia Dourado, Praia Peroba.

Nossa primeira parada após o passeio foi o Hotel Praia Dourada, um hotel com mais de 132 apartamentos, area de lazer, restaurante e um mini resort.

Restaurante Divina Gula

Em seguido pegamos o buggy e fomos ao Restaurante e Estalagem Caiuia em Japaratinga (praia de Bitingui), com direito a uma entrada de queijo coalho (acima), caipirinha de abacaxi/limão e o prato principal a “Divina Lagosta”:

Saindo do almoço fomos para o mirante de Japaratinga onde se consegue ver grande parte da orla composta por cinco praias (Pontal, Boqueirão, Bica, Barreiras do Boqueirão e Bitingui), válida a visita por volta de 16h30, horário do por do sol.

Mirante de Japaratinga

Ainda a tarde visitamos dos pontos turisticos e importantes na história de Maragogi e região, o primeiro foi a fabrica de Bolo de Goma e a produção de Bolinhos de Goma da Dona Marlene, figura conhecida na cidade por empregar grande parte das mulheres que vivem na praia de São Bento, na produção manual dos bolo de goma, patrimonio de Maragogi.

No cair da noite voltamos para o Salinas de Maragogi e fomos convidados para um jantar na Pousada Camurim Grande no Restaurante da Mara, vizinho do hotel que estavamos precisamos apenas andar um alguns metros pela praia para chegar ao destino. No jantar delicioso servido pela chef Mara Cardoso tivemos uma salada de entrada e o prato principal a “Lagosta Camurim Grande”:

2º dia de viagem tivemos alguns passeios pelo centro de Maragogi, entre eles a visita a loja Vitrine do Artesão, onde reune quatro associações de trabalhadores independentes da região em trabalhos manuais, vendem o artesanato local produzido, incluindo o Bolo de Goma.

Na praia do centro de Maragogi tivemos um bate papo com Mata Rato, pescador que trabalha a mais de 20 anos na pesca da Lagosta, ele nos contou que o trabalho consiste em 6 meses de pesca e 6 meses de descanso, o colvo (manzua) que tem de 1,00mx0,5 metros de altura fica numa profundidade de 45 metros de profundidade, com 5 horas de viagem até os locais colocados eles pescam num intervalo de 5 dias. A isca para a lagosta, normalmente é um toicinho de porco ou outro peixe.

Em Maragogi existem mais de 1.000 pescadores associados na pesca de peixes e frutos do mar, tendo uma media de 80 a 200 kilos de lagosta pescada por dia de trabalho, o preço varia de 60 reais para venda e a pesca é controlada pelo ibama. Existem dois tipos de lagosta para pesca no litoral de Maragogi: a Lagosta Vermelha (a partir de 13cm) e a Cabo Verde (a partir de 11cm).

Em seguido a aula de lagosta, fomos conhecer rapidamente a fazendo Marrecas e depois almoçamos no Restaurante Companhia da Lagosta, parte da Pousada Vila de Taipa. O Chef Iran Cavalcante nos serviu a “Lagosta Maria Bonita e Lampião”:

Em seguida fomos conhecer nosso ultimo destino, a praia de Peroba, onde fiquei mais impressionado com a beleza dos bancos de areia e pela beleza/simplicidade da Pousada Barra Velha. Apesar de acabarmos de almoçar, experimentamos o Lagostinho à Aroeira da chef Carla Maria, mais uma delicia do festival.

A Praia de Peroba é a ultima praia do litoral de Maragogi, fazendo divisa com Pernambuco, traz um visual deserto, lindo durante o dia e tive a sorte de pegar o por do sol mais bonito da vida por lá…

No fim de tarde/noite, fomos tentar aproveitar um pouco do resort que nos hospedava, utilizamos uma das tantas piscinas, ganhei uma cortesia do SPA do Salinas com uma massagem relaxante de uma hora e depois jantamos no restaurante de comidas mediterâneas do Salinas, um dos três restaurantes localizados no resort, a avaliação do serviço, quarto e comida são excelentes no sistema All Inclusive que pode aumentar um pouco a taxa de hospedagem mas traz nenhuma preocupação nos gastos extras.

A viagem foi imensamente aproveitosa, o grupo de pessoas divertidas, agradecimentos a Tais (Guanabara), Felipe (Avianca) e todos os restaurantes, pousadas e hoteis que passamos nos dois dias.

ONDE COMER & DORMIR 

Restaurante e Estalagem Caiuia (Restaurante Divina Gula)
Prato: Divina Lagosta
Nome do Chef:  Sol e Lenildo dos Santos (participação do Chef Andre Generoso Rest .Divina  Gula)
Valor do prato R$ 102,00. no festival com desconto de 30% R$ 71,00 para 2 pessoas.
Horário : abre todos os dias (durante o festival) das 12:00 as 20:00 hs (reserva somente para jantar)

Pousada Camurim Grande (Restaurante da Mara)
Prato: Lagosta Camurim Grande
Nome do Chef: Mara Cardoso
Valor do prato: R$ 140,00 desconto de 30% para o festival: R$ 98,00 (serve duas pessoas).
Horário: Atendemos diariamente a partir das 11h da manhã até às 20hs.
Telefone para contato: 3296 20443296 2388

Pousada Vila de Taipa – Restaurante Companhia da Lagosta

Prato: Lagosta Lampião e Maria Bonita
Valor:  130,00 com 40% de desconto 78,00 o preço do prato para o festival.
Horário de funcionamento :-D as 10:00 às 22:00h
Prato: Lagostinho à Aroeira
Nome do Chef: Carla Maria
Prato montado para 02 pessoas
Valor do prato sem desconto R$ 96,00 Prato com 25% de desconto R$ 72,00
Telefones: 82-3296 – 8105/ 8132 ou 81 – 8855-3388
Horário de funcionamento: 11:00 às 15:00 hs e 19:00 às 21:00 hs. Necessário fazer reservas
Endereço: Rodovia AL 101 Norte – Pousada Barra Velha – Praia de Peroba – Maragogi – Alagoas

Endereço: Rodovia Alagoas 101 Norte Km 24, s/n, Praia de Maragogi, Maragogi – AL, 57955-000 / Telefone :( 82) 3296-3030

Hotel Praia Dourada
Endereço: Rodovia AL-101 Norte, Km 130 / Telefones: 82 3296.6161 / Fax: 82 3296.6200 [email protected]

SERVIÇO

Restaurantes Confirmados:

  • Hotel Areias Belas
  • Pousada Barra Velha
  • Pousada Camurim Grande
  • Pousada Costeira da Barra
  • Bitingui Praia Hotel
  • Hotel Praia Dourada
  • Pousada Paraíso dos Coqueirais
  • Estalagem Caiuia
  • Restaurante O Lagostão
  • Restaurante Companhia da Lagosta
  • Restaurante e Receptivo Pontal do Maragogi
  • Pousada Encontro das Águas
  • Restaurante O Burgalhau
  • Restaurante Comedoria Marítima
  • O Lagostão

4º Festival  Gastronômico da Lagosta de Maragogi e Japaratinga

Data: de 9 a 17 de novembro
www.festivaldalagosta.com.br

Avianca
Vôos diarios
São Paulo (GRU) – Maceió (MCZ) 18h50-20h50
Maceió (MCZ) – São Paulo (GRU) 5h10-9h20
Aeronave modelo A318 com capacidade para 120 passageiros.
Passagens podem ser adquiridas pelo site da Avianca ou em agências de viagens.
São Paulo (GRU) – Maceió 18h50 20h50
Maceió – São Paulo (GRU) 5h10 9h20

Mirante: pagamento de R$ 2,00 por veiculo.

Translado: CostAzul





Escrito por Fabio Allves
Paulistano nascido e criado, publicitário na formação, blogueiro de lifestyle e RP de vida. 30 anos de viagens, paixões, inspirações, realizações e conquistas. Podem me achar no facebook, twitter, instagram e snapchat por @fabioallves.