mph entrevista- alex cursino (6)

O primeiro MPH Entrevista do ano é com o blogueiro, editor de moda e amigo,  Alex Cursino. Confira nossa entrevista com ele: 

MPH: O que te incentivou a criar um blog sobre moda masculina?

AC: Sempre curti estudar moda e como as tendências surgem. Nessa de querer se aprofundar mais acabei me profissionalizando e queria traduzir a moda de um jeito simples pra quem é complicado, ser aquele melhor amigo que dá dicas de moda. Como meus amigos eram quadrados no quesito moda resolvi criar o blog para ser ouvidos, achar os perdidos da moda que queriam se encontrar e mostrar moda sem muita frescura e sem cirandas que muitos inventam.

MPH: Quando você tem que montar um look, por qual peça começa?

AC: Eu sempre começo pela camisa ou camiseta e por aí vem surgindo outras peças. Opto sempre por combinações básicas porque curto muito o conforto, mas não fico acomodado nisso.

MPH: Você acha que ainda existe um preconceito em relação à moda masculina? 

AC: Existe mas diminuiu bastante. Com o acesso à internet os homens estão mudando seus conceitos e vendo que existe um mundo grande que vai além daquele circulo de amigos babacas que não sabem elogiar um ao outro e os taxam de gay, de um jeito pejorativo, e que esse mundo se importa com a aparência pois é importante pro profissional e até para se relacionar melhor com as pessoas. Lembrando que não levanto a bandeira de colocar seu estilo a frente de sua personalidade e sim uma aliança entre ambos.

MPH: Qual a tendência atualmente é a sua preferida? Por quê?

AC: A tendência que mais curto é a de misturar estilos: da alfaiataria mais jovem e a de incluir os calçados esportivos nos visuais casuais. Eu acho que a mistura tira o homem da zona de conforto e dá mais opções de combinações, looks e produções para o dia a dia.

MPH: Existe uma relação entre o blogueiro e o editor de moda? 

AC: Agora sim, antes não. Ser blogueiro me aproximou demais das pessoas que acessam o Moda Sem Censura, comecei a conhecer melhor quem consome nosso conteúdo como pessoa, com rosto, sabendo mesmo quem são, o que curtem e que não gostam tanto. Essa proximidade me dá um feedback rápido e isso é bom pro Alex editor de moda e menos trabalho na hora de fazer pesquisas de tendência e pautas. O editor é mais aquele tiozão chato e o blogueiro é mais um jovem antenado e interativo.

MPH: Como editor de moda, qual sua opinião sobre as t-shirts longline? 

AC: Acho legal, mas como toda peça que cai no gosto da massa não irá durar muito, como por exemplo os óculos gigantes espelhados, que eram febre entre os it’s e em pouco tempo acabou se tornando um item brega porque a massa começou a consumir – “regras” da moda.

MPH: Os homens estão procurando dicas de moda no YouTube? Como você vê a interação dos homens nessa plataforma?

AC: Sim, o Youtube é uma nova ferramenta que estreita ainda mais o relacionamento entre o gerador de conteúdo e quem o consome. Em pouco tempo de Youtube estou com mais de 61 mil inscritos e 98% são homens e a maioria interage em comentários, e-mails e nas outras redes sociais por conta dos vídeos do Youtube.

Os homens consomem mais informação que mulher, acho até que são mais criteriosos e críticos. As mulheres têm facilidade em colocar alguém como seu referencial, coisa que homem tem uma resistência maior, ainda mais se tratando de alguém que fala de moda.

MPH: Qual a sua aposta para a moda masculina em 2016?

AC: Homens mais básicos, peças e looks mais leves.

mph entrevista- alex cursino (4)

Deixem sugestões de quem vocês querem ver no próximo MPH Entrevista.

Escrito por Carlos Barros Filho
Tem 18 anos, mora no interior de São Paulo, sonha em ser publicitário, é apaixonado por moda e todo esse universo.