Tive a oportunidade de ficar alguns dias com o novo Audi A3 Sportback para testes.

O novo modelo traz grandes novidades e uma promessa: ser o futuro dos compactos.

Audi A3 Sportback  vem equipado com duas opções de motorização, 1.4 TFSI e 1.8 TFSI.

O motor 1.4 TFSI produz 122 cv de potência e 200 Nm de torque máximo. Com câmbio S tronic de dupla embreagem, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em apenas 9,3 segundos – com velocidade máxima de 203 km/h. Já o novo motor 1.8 TFSI a gasolina – que combina injeção direta FSI com injeção indireta multiponto; além do sistema Audi Valvelift, que varia a elevação das válvulas – produz 180 cv de potência e 250 Nm de torque. O coletor de escape está integrado à cabeça dos cilindros – uma solução semelhante a utilizada no motor 1.4. Equipado com transmissão S tronic e tração dianteira, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em apenas 7,3 segundos e tem velocidade máxima de 232 km/h.

O bacana é que o carro foi projetado para a redução do consumo de combustível e, consequentemente, emissão de CO2. Além de ter baixo consumo, existe um sistema Smart-Stop que faz o carro desligar o motor toda vez que está parado (0 km/h). O carro mantém todas as funções (ar condicionado, rádio, GPS e afins), porém fica com o motor desligado enquanto você estiver parado. Assim que você tira o pé do freio ele liga automaticamente e você já pode acelerar.

Todas essas tecnologias chegaram a um resultado sensacional para o consumo de combustível: 18,86 km/litro (1.4) e 17,85 km/litro (1.8).

O novo Audi A3 Sportback ficou um pouco mais longo do que a versão anterior. A distância entre-eixos agora mede 2.636 mm (58 mm maior), o que garante um maior espaço para os passageiros, principalmente os de trás.

Na parte da frente, o elemento de destaque é a grade single-frame com cantos angulosos, além dos faróis estreitos de xênon plus, com luzes diurnas em LED e ajuste automático de altura. O perfil elegante é definido pela linha de cintura, também conhecida por “linha Tornado”, que acompanha as janelas, e pelas superfícies curvas. Os retrovisores embutidos nas portas seguem o padrão estético e o discreto spoiler de teto sublinha o caráter esportivo do A3 Sportback.

Na traseira, luzes bipartidas, disponíveis com tecnologia LED, em combinação com os faróis de xênon, asseguram um aspecto mais dinâmico ao modelo. A luz de freio adaptativa, que pulsa em alta frequência durante uma frenagem mais intensa, é de série.

São 12 opções de cores disponíveis: branco amalfi, preto brilhante, vermelho brilhante, marrom beluga, cinza dakota, prata gelo, branco geleira, cinza molção, azul skuba, vermelho shiraz, vermelho misano e preto fantasma. Independente das cores externas, o interior das duas versões pode ser contrastado com combinações nas cores prata e preto nos assentos.

O interior do novo A3 é marcado pela concepção elegante e clean.

Os bancos dianteiros foram recentemente desenvolvidos para oferecer excelente apoio e conforto aos ocupantes. Graças ao entre-eixos maior, o carro oferece amplo espaço no assento traseiro e fácil acesso para três adultos, com mais espaço para as pernas e maior distância da cabeça ao teto do que a versão anterior (isso faz bastante diferença para quem é alto como eu).

Quatro grandes entradas de ar, com design de turbina de avião, conferem ainda mais classe e esportividade ao veículo. A forma como distribuem o ar pode variar de um jato mais forte até um fluxo mais uniforme e difuso, com vários níveis de intensidade. O ar-condicionado é de série nas duas versões, sendo que o da versão 1.8 é de duas zonas.

A unidade de comando central (MMI Navigation Plus com MMI Touch), localizada no console central, possui painel de controle táctil integrado e botão de pressão e rotativo para acesso mais intuitivo às funções disponíveis. Este sistema oferece ao motorista uma maneira inteligente de controlar as funções de navegação e do telefone, além de permitir “escrever” letras ou números com um simples toque e movimento do dedo. A tela colorida de sete polegadas, que se eleva eletricamente, apresenta todas as informações com uma nova disposição e de maneira clara.

Outros equipamentos são o Rádio MMI, que inclui Audi Music Interface para integração de leitor móvel e interface Bluetooth. As duas versões podem ser equipadas com sistema de navegação com MMI touch.

Um botão para o freio de estacionamento eletromecânico substitui a alavanca de mão – outra solução proveniente dos modelos maiores da marca. O volante, dependendo da versão, pode ter três ou quatro raios, teclas multifuncionais e shift-paddles.

O A3 vem para o Brasil equipado com câmbio S tronic de sete velocidades com dupla embreagem, extremamente rápida e com engates precisos e quase imperceptíveis. Você pode operar o câmbio S tronic por meio de alavanca ou shift-paddles no volante. Quando combinado com o Audi Drive Select (de série na versão 1.8), o veículo pode ser operado no modo Eficiência, que permite redução de consumo de combustível. Neste caso, o modo de “roda livre” da caixa S tronic também é ativado, o que significa que a embreagem é automaticamente liberada quando o condutor levanta o pé do pedal de acelerador, poupando, assim, combustível.

Segurança também é um item de destaque no novo modelo que vem equipado com 7 airbags (airbags frontais e para o joelho do condutor e airbags laterais dianteiros de cabeça).

Confira fotos de detalhes do carro:

Um excelente carro. Veloz, econômico e elegante.

Preços: Audi A3 Sportback 1.4 TFSI (R$ 94.700) e Audi A3 Sportback 1.8 TFSI (R$ 124.300).






Escrito por Guilherme Cury
29 anos, taurino, blogueiro e músico nas horas vagas. Criou o MPH há 7 anos com o objetivo de trazer as principais novidades do universo da moda masculina para o homem que se importa com o que veste.