Você é um apreciador de uísque? Sabe quais são os tipos de uísques e porque cada um tem um nome diferente?

Conheça todos e saiba diferenciá-los:

Scotch

É a denominação que se dá ao uísque feito na Escócia. Por isso, uísque feito em outro país não pode ser chamado de Scotch. A grande maioria dos scotches é de blends, ou seja, mistura de uísques feitos em várias destilarias. Um scotch padrão é composto de 60% de uísques de cereais diversos e 40% de uísque de cevada (malt) feitos em diferentes regiões da Escócia, cuja mistura dá a cada marca suas características.

Malt Whisky

Os malt whiskies são feitos com cevada em alambiques do tipo pot, que dão ao scotch o seu sabor peculiar. Alguns scotches são feitos só com a mistura de uísques de cevada, sem a adição de uísques de outros cereais, e são conhecidos por vatted malts. Um malt whisky puro, não misturado a outros malt whiskies nem a uísques de outros cereais é chamado straight ou single.

Highland Malt Whisky

Há na Escócia cerca de sessenta destilarias produtoras do tipo de highland malt, considerado de sabor mais suave. Grande parte dessa produção é destinada à mistura com outros destilados de cereais, formando os uísques do tipo blended. O restante do highland malt é engarrafado sob o nome de malt whisky ou single whisky. Um malt whisky produzido em uma única destilaria pode chegar ao mercado com vários nomes e marcas, pois o engarrafamento pode ser feito pelos próprios destiladores, por uma firma distribuidora de bebidas, ou por uma loja comercial. Os uísques do tipo highland malt mais conceituados são os das regiões de Glenlivet e Dufftown, em Speyside.

Blended Whisky

Blend, em inglês significa mistura. A maioria absoluta dos scotches bebidos no mundo são blends, ou seja misturas de uísques destilados em alambiques do tipo continuous, mais baratos e menos saborosos, com uísques destilados em alambiques do tipo pot, mais caros e encorpados.

Bourbon

O Bourbon americano é um destilado que leva pelo menos 51% de milho, embora possa ter até 60% a 80% deste cereal. O restante é de pequenas proporções de cevada e centeio. Foi no município de Bourbon, Estado de Kentucky, onde os americanos conseguiram pela primeira vez produzir um uísque de milho realmente bebível. Alguns relatos atribuem a proeza ao destilador John Ritchie, que a teria realizado em Linn’s Fort. a leste de Bardstown, em 1777. Outras versões garantem que a façanha foi do reverendo Elijah Craig, de Georgetown, em 1789. De todo modo, a história do Bourbon começa com os colonizadores escoceses e irlandeses que, ao se estabelecerem no litoral leste americano, começaram a fazer uísque como em sua terra natal: com cevada. Mas, à medida que ocuparam as terras do interior, viram que o solo era mais propício ao plantio de outros cereais, como centeio e o milho. Hoje, mais da metade das destilarias de bourbon dos EUA estão em Kentucky, enquanto na Pennsylvania estão os maiores produtores de rye – o uísque de centeio. Os dois clássicos uísques americanos – o bourbon e o rye – são feitos em alambique tipo continuous e amadurecidos em barris de carvalho branco queimado por um ano, no mínimo. Quando a mistura leva pelo menos 80% de milho é chamado Corn Whisky, ou uísque caipira, e sua maturação se dá em barris de madeira verde. O Rye americano, por sua vez, é feito com pelo menos 51% de centeio e os restantes 49% são compostos de milho e cevada

Canadian Whisky

O uísque canadense é semelhante ao americano, porém mais leve e menos encorpado. As marcas de qualidade inferior têm um sabor acentuado de centeio. Os destiladores canadenses, em geral, usam centeio fermentado e uma boa quantidade de centeio em grãos, junto com o milho e a cevada habituais. Mas o uísque é misturado a um destilado de cereais retificado até a máxima neutralidade.

Tennessee Whiskey

Uísque do tipo straigt produzido no estado de Tennessee, EUA, com pelo menos 51% de um só cereal em sua composição. Na prática, os mais famosos uísques do Tennessee são feitos no estilo do bourbon, utilizando sour mash e filtragem através de carvão vegetal.

Irish Whiskey

Para produção do Irish Whiskey, o uísque irlandês, é usado o carvão para aquecer o malte em seus alambiques, embora isso não resulte em influência sobre o sabor da bebida. Outra característica marcante do uísque irlandês é a sua tripla destilação feita em alambiques do tipo pot, maiores que os escoceses, e com formato ligeiramente diferente. O mash, pasta de ingredientes usado no uísque irlandês dá-lhe um sabor acentuado de centeio, ao contrário do scotch, que tem aroma e sabores peculiares; mas por outro lado, a tripla destilação confere ao uísque irlandês certa leveza e um sabor muito puro. A bebida é envelhecida em tonéis do mesmo tipo usado para o sherry, podendo também ser maturada em barris de carvalho novo ou do tipo usado para o rum e o Bourbon, e que, por força de lei deve ser envelhecido no mínimo cinco anos. Citam-se como exemplos o Bushmils Black Label, o Crested Tem e o JaHeson, como excelentes uísques do tipo straight (uísque puro de cevada).

Qual o seu preferido?

* Lembrando que se beber, não dirija.






Escrito por Guilherme Cury
29 anos, taurino, blogueiro e músico nas horas vagas. Criou o MPH há 7 anos com o objetivo de trazer as principais novidades do universo da moda masculina para o homem que se importa com o que veste.