algodao-organico

Uma grande tendência está invadindo o mundo: a procura pela forma orgânica dos produtos que consumimos. No ramo da nutrição já é possível ver um grande crescimento na procura de alimentos orgânicos. Infelizmente na moda esse assunto ainda é pouco falado e são pouquíssimas marcas que investem nesse tipo de material.

Eu não sei se você sabia, mas as roupas feitas com o algodão tradicional trazem diversas substâncias químicas! Segundo alguns estudos realizados com peças de algodão utilizadas por grandes marcas, foram detectadas diversas substâncias químicas, dentre elas vários agrotóxicos utilizados na lavoura.

Agora vai um dado alarmante, caso você também não saiba. O Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos do mundo! É isso mesmo, atualmente o país representa 1/5 do consumo mundial!

agrotoxico-aviao

E, pasme, o algodão é um dos itens que mais recebe esse tipo de “veneno”! Segundo dados divulgados pela Anvisa, no Brasil são usados 12 litros de agrotóxicos por hectare de soja (um dos vilões da nutrição atual), já para o algodão o número é assustador: são 28 litros por hectare (mais do que o dobro da soja).

Já pensou que você pode estar vestindo uma roupa venenosa?

De acordo com os estudos realizados, os agrotóxicos persistiram na roupa mesmo depois de 10 lavagens. Isso é, demora um bom tempo para você ter um algodão livre dos venenos utilizados na produção do tecido.

Além disso, também existe o problema do tingimento tradicional. Nas peças com algodão “não orgânico” e tingidas com produtos químicos, o problema é ainda pior.

O resultado disso é um desencadeamento de substâncias químicas que são nocivas tanto para quem veste a peça, quanto para quem trabalha para a produção do algodão (nas lavouras) e na finalização das roupas (confecção).

algodao-colorido-pecas

No mundo, o setor cotonicultor tem produzido apenas 1% de algodão livre de agrotóxicos e não-transgênicos. No Brasil esse número é ainda menor, apenas 0,1%. Cerca de 100 hectares, somando 30 toneladas na colheita anual.

A boa notícia é que muitas marcas já colocaram como “meta” utilizar o algodão orgânico como fonte principal de suas peças até 2020. Dentre elas estão as gigantes do “Fast Fashion”.

organic-cotton

Comece a pensar de forma sustentável!

Busque qualidade e não quantidade. Ao invés de pensar em ter um armário cheio de roupas e calçados, invista um pouco mais (R$) em peças que você sabe a origem e a qualidade.

O algodão orgânico, por exemplo, é mais caro! Isso porque ele, assim como outros produtos orgânicos, tem uma produção que precisa ser mais vigiada e com um tempo de cultivo maior, logo que não se usa agrotóxicos.

Além de ser uma peça de maior qualidade, ela traz o caráter de sustentabilidade para si. Isso porque traz uma fonte de renda para quem investe nesse tipo de material, para as pessoas que trabalham colhendo o algodão orgânico (e não estão se envenenando enquanto trabalham na lavoura) e, principalmente, para o planeta que fica livre de mais agrotóxicos no solo e no ar.

algodao-organico-100

Se aprofunde no assunto… Procure peças com algodão orgânico, prove e viva uma nova realidade.






Escrito por Guilherme Cury
29 anos, taurino, blogueiro e músico nas horas vagas. Criou o MPH há 7 anos com o objetivo de trazer as principais novidades do universo da moda masculina para o homem que se importa com o que veste.