Você já imaginou que alguns manequins podem estar de olho em você enquanto compra?

Até agora, segundo o site Mashable, a Benetton, nos Estados Unidos, foi uma das únicas marcas que investiram nos manequins de US$ 5 mil (mais de R$ 10 mil) da italiana Almax. Os bonecos, chamados EyeSee, têm uma câmera com software de reconhecimento facial em sua cavidade ocular. De acordo com o Bloomberg, a tecnologia permite que o manequim consiga registrar o sexo, idade e etnia dos transeuntes. Para Uche Okonkwo, diretora executiva da consultoria Luxe Corp, os bonecos poderiam ajudar a loja a compreender melhor seus clientes, sabendo como adaptar seu estoque e produtos conforme a necessidade e preferência do público.

O trabalho poderia ser feito pelas câmeras de segurança, mas segundo a Almax os bonecos fazem isso melhor por fornecerem uma visão do nível dos olhos dos clientes. Os EyeSee mostraram, por exemplo, que metade do tráfego de uma loja cliente da Almax no período da tarde era formado por crianças, o que fez com que a marca lançasse uma linha de roupas infantis. Outra rede varejista investiu em funcionários que falavam chinês após descobrir por meio dos manequins que um terço das pessoas que passavam pela loja eram asiáticas.

No entanto, a adoção dos manequins ainda é baixo. Segundo o presidente da Almax, cinco empresas compraram algumas dezenas do boneco e há mais pedidos. Porém, a organização dos varejistas dos Estados Unidos ainda discute se esse tipo de software não representaria uma invasão na privacidade dos clientes.

Fonte: Terra.






Escrito por Guilherme Cury
29 anos, taurino, blogueiro e músico nas horas vagas. Criou o MPH há 7 anos com o objetivo de trazer as principais novidades do universo da moda masculina para o homem que se importa com o que veste.