skin07-eyes

O que, você acha que Robert Pattinson nasceu com a sobrancelha bem cuidada? Mesmo indivíduos que não têm Unibrows a necessidade de manutenção é regular. E sim, você pode experimentá-lo em casa. Em Nova Iorque a especialista Maribeth Madron oferece um plano para ter um natural (não hypergroomed) que você pode fazer uma vez por semana, ou a cada 15 dias se a sua for pequena.

Regra 1: Escove as sobrancelhas em direção da linha fina com uma escova de dentes (use uma escova reservada para o efeito, obviamente). Com uma tesoura, corte todos os cabelos que são muito maior do que os outros; não retirá-los ou você vai ter uma grande mancha despelada.

Regra 2: Com sobrancelhas espessas, use uma pinça, começar em um canto e deslocar-se horizontalmente, puxando os cabelos adjacentes na direção que eles crescem até que você tenha uma linha que atravessa. Verificar no espelho antes de fazer novamente. Nota: Nunca arrancar os cabelos do alto da sua sobrancelha, é fácil atrapalhar o arco, que torna erros muito mais perceptíveis.

Se você sofre de ação unibrow (Lembre Frida Kahlo), arranca os cabelos individuais a partir do centro do espaço entre as sobrancelhas até que a área “desmatada” é a largura do seu dedo indicador.

Definir limites: Se sua sobrancelha quase conecta com suas costeletas (acontece), faça isto: Coloque uma ponta de um lápis na borda externa da narina e mantenha a outra extremidade em direção ao canto do olho. Arrancar todos os cabelos que ultrapassam a ponta do lápis.

skin08-nose

Quando você está em seus vinte anos pra cima, lidando com pêlos da orelha e nariz, é simples: Se você tem coragem como a sua namorada em depilar e passar por um pouco de dor pela beleza vamos lá… vai precisar de uma pinça para puxar os pêlos e uma tesoura pequena para aparar os que ficam rebeldes. Vale a pena, e você percebe a diferença.

Ferramentas:

Pinças: deve ser utilizado principalmente para as sobrancelhas, no nariz ou ouvidos.

Tesouras: Depois de usar o aparador ou pinça, para tirar os cabelos que ficaram rebeldes.






Escrito por Amanda Antunes