Os pés sustentam todo o nosso corpo e ter cuidados diários é extremamente importante.

Em nome da beleza, homens e mulheres cometem muitos equívocos que podem ser prejudiciais com o tempo. Saber qual tipo de pé é o seu e conhecer as limitações do seu corpo, certamente vão garantir bem-estar e aparência impecável.

Neste guia, você irá encontrar tudo o que precisa saber para manter seus pés saudáveis, secos, limpos e cheirosos.

Transpiração: Até que ponto é normal?

A transpiração é uma forma natural de controlar a temperatura corporal quando estamos em ambientes quentes, enquanto fazemos exercícios ou como resposta ao estímulo hormonal e neurológico (medo, stress, dor).

Os pés, assim como as demais superfícies corporais, possuem glândulas sudoríparas. Estas glândulas são responsáveis pela transpiração e estão distribuídas por todo o corpo humano, sendo mais abundantes nas palmas das mãos e nas plantas dos pés. Devido à grande quantidade destas glândulas nos pés, esta é considerada uma das partes do corpo que mais transpira. Para se ter uma ideia, os pés transpiram quatro vezes mais que as axilas!

Casos extremos de transpiração devem ser analisados por um médico. A hiperidrose é uma doença que faz com que a pessoa transpire mais do que o normal, independente da temperatura e estado emocional. Há diversos tratamentos que vão do uso de antitranspirantes à cirurgias. É importante destacar que o tratamento varia de pessoa para pessoa e por isso é recomendado procurar por uma orientação médica para eleger o melhor tratamento para cada caso.

Homens e mulheres apresentam várias diferenças fisiológicas e isto inclui também os pés. Em relação à transpiração, alguns estudos demonstram que homens, no geral, transpiram mais do que as mulheres. No entanto, existem outros fatores individuais (como, por exemplo, emocionais e hormonais) que podem ser determinantes para a taxa de transpiração.

E quem pratica esporte?

Os atletas precisam ficar atentos, pois quem pratica esporte pode sofrer com lesões nos pés. O impacto no chão, a fricção contra os tênis que não estão bem ajustados, os germes e fungos nos vestiários e muitos outros fatores podem resultar em doenças nos pés. O mau cheiro é um dos principais vilões dos esportistas. O mau odor está relacionado à presença de bactérias que atuam sobre o suor. Alguns sapatos podem dificultar a evaporação do suor, potencializando a proliferação de microorganismos e, consequentemente, o mau cheiro. Para manter a pele seca e combater o mau odor é o uso de desodorantes e antitranspirantes para os pés.

Dica: Deixe os sapatos ventilando por ao menos 24 horas antes de usá-los novamente. Isso significa não usar o mesmo par de sapatos dois dias seguidos. Alternando você permite que os sapatos sejam arejados entre os usos.

Pés saudáveis em quatro tempos:

Lave bem os pés, não se esquecendo de lavar entre os dedos.

Após o banho, seque bem, especialmente entre os dedos do pé: microorganismos se acumulam mais facilmente nestas áreas.

Evite calçar sapatos imediatamente após o banho, permitindo assim que seus pés sequem completamente ou tente usar um secador de cabelo para ter certeza de que estão completamente secos antes de colocar as meias.

Aplique talco/antitranspirantes, que ajudam a minimizar a umidade nos pés e combater o mau odor.

Dicas

Unhas impecáveis:

A taxa de crescimento das unhas varia de pessoa para pessoa e, como consequência, a frequência com que as unhas devem ser cortadas também. No geral, recomenda-se o corte das unhas a cada quinze dias. Unhas grandes acumulam, com maior facilidade, sujeiras e pode ser um ponto de proliferação de microorganismos.

Filtro Solar:

Os pés são tão importantes como qualquer parte do corpo e precisam ser protegidos do sol. Utilize filtro solar sempre que deixa-los expostos ao sol.

Cuidados com a cutícula:

Empurre a cutícula com uma espátula própria. O excesso de pele pode ser removido com o alicate, mas com cuidado para não correr o risco de ter uma inflamação. O ideal é deixar esta tarefa para um profissional de podologia.

Pele ressecada e rachaduras:

Para pele ressecada, recomenda-se hidratá-la diariamente com cremes e loções indicadas. Rachaduras nos pés podem ter diferentes origens e, por isso, as pessoas devem ser tratadas individualmente. Alguns casos podem ser minimizados fazendo o uso de hidratantes específicos (para os pés), no entanto, sempre é bom procurar um especialista para indicar o melhor tratamento.

Calos:

Os calos apresentam formas clínicas distintas e o tratamento depende de caso a caso. Para não errar, procure um especialista.

Meias:

As meias de algodão são mais indicadas às pessoas que têm transpiração excessiva, pois podem sim ajudar a manter os pés secos porque absorvem umidade por meio do tecido e permitem uma melhor evaporação do suor. Já as meias de nylon dificultam a evaporação do suor, aumentando a temperatura nos pés e, consequentemente, podem aumentar a transpiração.

Mitos e Verdades

Calcados feitos de materiais sintéticos podem aumentar o odor nos pés?

VERDADE

No geral, sapatos feitos de materiais sintéticos, como vinil e plástico, tendem a ocasionar um aumento da transpiração e odor por aumentar a temperatura e dificultar a evaporação do suor. Este fator faz com que a sudorese dos pés seja aumentada e proporciona um ambiente mais quente e úmido, que pode favorecer o crescimento de alguns microorganismos como fungos e bactérias.

Ficar descalço contribui para equilibrar a transpiração dos pés?

VERDADE

Sapatos geralmente aumentam a temperatura dos pés e, consequentemente, a transpiração e mau odor nesta região.  Assim, é recomendável ficar sem sapatos sempre que for possível, ou retirá-los de tempos e tempos.

Usar calçados úmidos potencializa a transpiração e o odor?

VERDADE

Usar calçados molhados pode aumentar o odor nos pés, uma vez que o ambiente úmido  quente proporcionado pelos calçados nesta situação possibilitará uma maior proliferação de microorganismos, como bactérias e fungos e algumas infecções, como frieiras. Portanto, o uso de sapatos molhados não é recomendado e deve ser evitado.

Se você tem frieira não pode usar antitranspirante para os pés?

MITO

Não há nenhuma contra-indicação de uso para pessoas que apresentem frieiras, esse tipo de produto não tem efeitos sobre os fungos, o mais indicado é procurar um especialista para ter um tratamento adequado.

Antitranspirantes não funcionam em sapato aberto?

MITO

Se aplicado topicamente nos pés você terá um efeito antitranspirante adequado, tanto no uso dos sapatos abertos quanto no uso de sapatos fechados.

Usar amido de milho, polvilho e alternativas caseiras como talco resolve para tirar o odor e controlar a transpiração?

MITO

O amido possui uma ação absorvente. No entanto, estamos falando de um produto alimentício que não possui ativos antitranspirantes e antibacterianos e, por isso, não tem eficácia adequada para controlar a transpiração e bactérias que causam o mau odor. Recomenda-se o uso de produtos desodorantes e antitranspirantes específicos.

Sapatos fechados e justos encravam unhas?

VERDADE

Sapatos fechados, principalmente quando muito justos, podem exercer pressão sobre a pele e unhas e, desta forma, contribuir com o aparecimento de unhas encravadas e o mau odor.

Fonte: Unilever (Rexona Efficient).






Escrito por Guilherme Cury
29 anos, taurino, blogueiro e músico nas horas vagas. Criou o MPH há 7 anos com o objetivo de trazer as principais novidades do universo da moda masculina para o homem que se importa com o que veste.