O título deste post deveria ser ensinado nas aulas de biologia do colégio, assim, não teríamos tantos equívocos por parte de algumas pessoas. Você pode usar saia, pode usar maquiagem, pode usar salto alto e até uma cuelcinha… não importa, vai continuar a ser homem. Duvida? Então dá uma olhadinha na sua certidão de nascimento, documento registrado em cartório que comprova o que estou falando.

Não sabe o que é uma vaginoplastia? Então dá um google, clique nas imagens e pesquise sobre. Aliás, pesquisar, estudar e tentar se informar sempre é fundamental antes de emitir qualquer opinião.

Agora que já falamos da parte fisiológica, vamos falar da questão de caráter. Quando você deixa de ser homem, com H maiúsculo? Simples, é quando você:

– mente,
– trapaceia,
– engana,
– tira proveito de uma situação,
– agride fisicamente alguém indefeso ou mais fraco do que você,
– fala mal pelas costas,
– dá a sua palavra e volta atrás,
– se esconde atrás do anonimato para agredir verbalmente…
– e acho que já deu pra você entender, né?

Eu nunca imaginei que o post sobre as cuelcinhas poderia gerar tanta revolta e até ódio por parte de alguns leitores, afinal, ele foi escrito com bom humor e eu deixei claro que nem mesmo eu usaria. Mas percebi que muitos comentaram sem nem mesmo ler o conteúdo, pois caso tivessem lido, saberiam que em momento algum ele foi escrito com a intenção de instigar alguém a usar a tal peça. E outra: cada um usa o que bem quiser, não cabe a mim ou a você decidir o que as pessoas vão vestir, ainda mais se for entre 4 paredes.

A intenção do MPH nunca foi ditar regras de moda, pelo contrário. Acreditamos que você, leitor, não seja um robô para ser programado quanto ao que deve usar ou vestir. Aqui, oferecemos apenas algumas referências de moda ou comportamento para que você mesmo crie o seu estilo pessoal.

O post é sobre topetes? Xadrez? Listras? Moicano? Dreads? Gravata borboleta? Apenas absorva as informações e as use (ou não) como bem quiser, não precisa copiar nada, o prazer da moda é justamente quando você brinca e se sente a vontade. Se não fosse assim, todos usaríamos uniformes. Mais uma vez: ser você mesmo está na moda, crie o seu estilo próprio e sinta-se a vontade na frente do espelho!

Este mundo já possui muita violência, intolerância e ignorância. Por favor, não ajude a disseminar isso por aí! Para tentar explicar de uma forma lúdica (porque parece que está difícil para algumas pessoas entenderem), imagine a seguinte cena bizarra: um leão chega na selva com um novo corte de cabelo, diferente de tudo que a bicharada já viu por aí. Revoltados e indignados, os tigres, leopardos e hienas resolvem bater nele. Mesmo alegando que agiram por instinto ou são irracionais, a história já parece absurda, né?

Estamos no ano de 2012 e o mundo já acabou, mas ainda não percebemos, pois ainda existem pessoas que julgam pela aparência e não pelo caráter.

Achou a cuelcinha ridícula? Eu concordo com você, muita gente também achou e demos risada disso tudo. Valeu apenas pela informação e pelas gargalhadas. Se o produto existe e alguns deles até estão esgostados no site de venda, é porque MUITA gente usa, então, vamos respeitá-los. Achou a matéria irrelevante? Sugira novas pautas, volte no próximo post, leia outros blogs, mas por favor, não promova a intolerância! Ao invés disso, vamos todos aprender com a imagem abaixo:

Países, culturas, vestimentas e ideais diferentes… mas unidos por apenas uma coisa: humanidade!






Escrito por Felippe Canale
Jornalista e produtor de conteúdo. Veja mais no site eaiconteudo.com.br.