Barba

Não é de hoje que as barbas ditam moda e chamam atenção por onde passam. É certo que nas décadas de 40/50 e 80/90, não eram muito bem vistas. Para alguns, aparentava desleixo e até mesmo sujeira (visão mais militarizada). Entretanto, como a moda é cíclica, nas décadas de 60/70 e, retornando agora no século XXI, a barba está com tudo. Surgiram até alguns movimentos de apoio ao cultivo da barba.

No instagram, por exemplo, existem milhões de postagens relacionadas as barbas, basta procurar por hashtags como “#beardculture , #beardsofinstagram , #facialhair ,#beardnation, etc”.

Todavia, você que decidiu aderir ao movimento, precisa tomar alguns cuidados. Afinal, a barba, assim como seu cabelo e pele, se não possuírem tratamento correto, ao invés de um atrativo, pode se tornar um repulsor.

barbas

1) Decisão

Alguns dizem que você precisa escolher o tipo certo de barba para o seu rosto. Eu discordo.
Primeiramente, barba não é um par de óculos. Barbas, assim como cortes de cabelos, são únicas. Elas remetem ao cuidado que o dono tem com ela. Assim como cada pintor tem um traço, cada barba tem suas características. Logo, cresce como quiser. Ah… Bom senso também é algo único. Uma pessoa falar que está estranho, é comum. Nem todo mundo gosta de barba. Mas, se cem pessoas disserem, é melhor correr pro espelho e ver o que está acontecendo.

2) Crescimento

Tenho a barba cheia, sem falhas, exceto por uma cicatriz abaixo do queixo que consegui aos cinco anos enquanto corria na chuva (não seria uma cicatriz se não tivessem pintado a calçada com tinta esmalte, mas…). Porém, nem todos possuem essa sorte (da barba, não da tinta esmalte). Algumas pessoas possuem “buracos” na barba, ou, a barba simplesmente não cresce. Existem algumas formas de driblar esse problema – eu aconselho que procurem um dermatologista em qualquer uma delas, afinal, sou apenas o escritor.

Uma alternativa que tem feito muito sucesso, é o implante de barba. Isso mesmo, implante. Tanto é que, em 2014 o número de implantes no Brasil, triplicou.

Já que o implante é caro, uma alternativa é o uso de medicamentos. Existem alguns estudos e aconselhamentos médicos quanto ao Minoxidil, todavia lembrem-se de que é necessário consultar um dermatologista antes de usar algo do tipo.

E… não… Se barbear constantemente não fará a sua barba nascer nessas falhas, apenas machucará a sua pele.

3) Cuidado

O cuidado com a barba é imprescindível. Deixar isso de lado pode acarretar em espinhas, escamação da pele, entre outros. Dado o aumento da oleosidade.

Logo, o cuidado começa no banho. O ideal é usar sabonete neutro todos os dias, a fim de eliminar a oleosidade da pele. E, condicionador três vezes por semana (mais do que isso, aumenta a oleosidade, também).

Após secar, antes de ir pra rua, é aconselhável usar algum tipo de óleo pra barba. Eu sei que parece paradoxal falar tanto sobre oleosidade e aconselhar o uso de óleo. Mas, o óleo é para a barba e, o mesmo tem a função de hidratar e reconstruir os fios. Os beard balms também são aconselhados. Ambos, ajudam também a diminuir o friz, que acontece muito quando a barba começa a passar de um certo comprimento.

Óleo para barba

Outro ponto é o pentear. Barba, assim como cabelo, não pode ter medo de pente. O pentear diário, dá formato aos fios e, elimina sujeiras que podem vir com o vento. O aconselhável, é o uso de pentes de madeira (que podem ser comprados em qualquer perfumaria), posto que ao contrário dos pentes de plástico, estes não criam energia estática e, não ‘frizam’ a barba.

Pente de madeira

4) Gandalf

Sim, você pode ter a barba do Gandalf, o que não significa que ela não deve ser aparada.

Gandalf

Aparar não significa manter a barba curta, mas manter a barba no corte correto.

Mesmo o Gandalf possui uma linha que limita o fim da pele e o início da magnífica barba. Logo, é necessário limitá-la. Não existe homem neste mundo que a tenha naturalmente.

A melhor ferramenta para tal, é a boa e velha navalha. Barbeadores são difíceis de manusear e não fazem um trabalho muito bom. Caso não consiga fazer sozinho, peça ajuda ou vá à um barbeiro.

Pronto. Você já está pronto para desfilar com sua magnífica barba pela rua. Porém lembre-se, não é porque você tem barba que é homem. Como diz uma das piadas das redes sociais: “O que te faz um homem de verdade é o seu caráter. A barba é simplesmente o ponto de exclamação.”

Escrito por Abiezer Lopes. Do mercado publicitário, vendedor por essência, escritor por pressão, apaixonado por brechós, sebos e gente bem vestida!






Escrito por Moda para Homens
O Moda Para Homens é o maior blog de moda masculina do país. O nosso objetivo é mostrar que homem também tem que ter estilo.