Com a chegada de Dezembro, este blog oferece dicas para ninguém se equivocar na festa de final de ano da empresa. Para celebrar, presentear, ou dar um mata-leão naquela gata, o MPH dá o toque:

1. Festa da “firma” não é churras na laje, nem festa de debutante.

Traduzindo: se for numa balada, não vá de Bermuda ou tênis furado. Mas também não precisa ir de smoking num pub da Vila Madalena. Uma camiseta mais bacana ou uma camisa dão conta de você se divertir, fazendo uma boa presença. Pense no traje para um almoço com a namorada e os sogros. Pode ser relax, mas não dá pra desencanar 100%.

2. Amigo Secreto: todo mundo diz o que quer ganhar de um jeito ou de outro.

Você teve que entrar na pataquada do amigo secreto? Nessa hora é recomendável fazer “tudo pelo social mesmo… Ajuda na carreira. Chefe é responsável por integrar a equipe e quem não quer participar, vira problema pra ele. Por isso, arrume paciência e sorria se quiser crescer na empresa em 2011.

Mas não responda ainda: a roubada pode aumentar após o sorteio! Você pode ter que presentear alguém mudo ou sem graça. Se isso ocorrer, não se desespere. Siga os seguintes passos:

a) Se ele(a) falar, dê uma bisbilhotada no papo durante o café. Sempre rola uma dica.

b) Se ele(a) for “mudo”, espione a mesa do cara. Pode ter um livro esquecido. Se o marcador estiver no final, que tal um título do mesmo autor?

c) Busque na sua memória. Exemplo se ele atormentou cantando “Vai buscar Dalila?” no último carnaval, compre o DVD da Ivete no Madison Square Garden.  Se for seu amigo nas redes sociais, veja os gostos no perfil.

d) Por último e não menos importante: faça como os publicitários e trace perfis. Se seu amigo secreto usa xadrez há tempos e reservou o ingresso pro SWU antes do Eduardo Fischer, existe grande chance dele curtir um DVD do Kings of Leon.

e)   Compre seu presente ontem! Você paga mais barato, tem mais opção de escolha, e não sofre com a entrega das lojas online.

3. O mata-leão ou Mata-Leoa

Então você está “trabalhando” para pegar aquela gata da “firma”. A festa de fim-de-ano parece uma boa oportunidade “fora” do ambiente corporativo.

a) Repare que a palavra “fora” está entre parênteses. Chefes e diretores estarão lá. Seja esperto: reflita e esclareça para ela o que você pensa em fazer depois daquela noite. Especialmente se você pretende voltar pro “Bom dia corporativo” sem envolvimentos. Evita barraco ou stress no trabalho no dia seguinte. Já vi muita gente envolver chefe nessas histórias. Bizarro, não?

b) Especialmente se ela for tímida, não faça da festa a atração principal da noite. Se ela der bola, após fazerem uma moral com a diretoria, faça um convite sacaninha no ouvido pra sairem para um lugar mais discreto. A mágica rola muito mais fácil lá fora. Se ela já estiver no papo, convide diretamente pro motel. Se estiver te analisando ainda, faça um pit stop numa padaria 24hs e “trabalhe” mais um pouco.

4. Sim, existe bebida alcóolica fora da festa da empresa

Curta muito, confraternize, mas não precisa beber como se não houvesse amanhã. Juro que no máximo no Natal do ano que vem você bebe whiskey bom de novo! Bêbado acaba cantando quem não deve, falando o que não deve, vomitando ou embaçando festa de quem te leva pra tomar glicose. Nem todo mundo acha isso bacana. Especialmente diretores que estão cogitando te dar mais responsabilidade. Pra mim o segredo é contar a bebida. Se você começou a perder a conta dos drinks ou o raciocínio, suspenda a bebida já e volte pra casa de taxi! Toque de brother! Parece papo de pai, mas pode salvar sua vida e seu emprego.

Curtam muito o final de ano. Esses toques ajudam na social corporativa de 2010, que pode contribuir para um 2011 bem melhor.






Escrito por Daniel Blum