Na semana passada, buscando o presente do Dia dos Pais, comprovei um fenômeno curioso: você de 20 anos, seu pai de 40 e seu chefe, de 30, podem se vestir iguaizinhos.

Pausa jornalística: há alguns anos esse fenômeno foi identificado pelo jornalista Adam Stembergh da New York Magazine como o surgimento de nova tribo:

os GRUPs (contração de grow up = adulto). Homens e mulheres de 30 ou 40 anos que aderem a tudo o que a cultura jovem lança de bacana, apesar de assumirem sua idade. Em contrapartida, tratam e educam as crianças como um mini-adulto (dão camiseta dos Ramones e Ipods para bebês, por exemplo).

Ontem no entanto, me atualizei e aprofundei no assunto, assistindo a um video do Justin Bieber (irmão mais novo da Débora Secco) com o Usher. Sim, as palvras Justin Bieber e aprofundar estão na mesma frase! Não seja primata e veja o video abaixo. É só assistir. Não precisa deixar a franja crescer!

A Conclusão: hoje todo mundo é meio Fábio Junior, só quer saber dos seus 20 e poucos anos.

No RG o Justin Bieber tem 16 anos e o Usher 31, mas na maneira de se vestir e se comportar, são muito similares. Sim, sabemos que o JB está tentando ganhar um público maior mostrando ser mais velho, mas precisamos notar que o Usher aos 31 anos está tentando parecer com ele. Meio jovem demais para um complexo de Peter Pan tão explícito? Não mais.

Vale lembrar que o penúltimo CD do Usher (“Here I Stand”, de 2008), que falava de fidelidade, maturidade e paternidade teve a vendagem MUITO inferior aos anteriores, que só falavam de ir pra balada e pegar a mulherada. Dois anos depois o cara se separou e lançou outro CD (Raymond vs Raymond, 2010). E do que ele está falando de novo? Hein? Hein? Balada e mulherada, meu amigo. As músicas poderiam trazer reflexões sobre o Tibet, a faixa de Gaza, o governo Obama, mas não foi BEM o caso.

É curiosa essa sensação de que todo mundo tem 20 anos. Vejam as fotos de 3 personalidades brasileiras atuais:

Kayky Brito, de 21 anos, Daniel de Oliveira de 33 anos e Marcelo Rosenbaum de 41. A maneira de se vestirem é muito semelhante.

Este assunto é super extenso, mas os extremos chamam a atenção pela esquisitice:

– Os moleques de 16 como o Justin Bieber, com um estilo cool, moderno, mas over produzidos para a idade.
– E os quarentões que usam camisetas com piadinhas de Centro Acadêmico de Faculdade.

Moral da história: é bacana ser um adulto antenado ou um garoto precoce, mas não dá pra perder o RG de vista. Você acha mesmo que o Justin Bieber saberia o que fazer com uma Beyonce na mão? (ele vive alardeando uma tara por ela…) Nem com manual, rapá! Ao mesmo tempo, você acha que o Usher tá curtindo a vida de balada tanto assim, depois de fazer belas canções sobre o filho, o amor eterno, a esposa?

Tudo no seu tempo, mesmo fora dos 20 e poucos anos.

Daniel Blum – escreve semanalmente no modaparahomens na sua coluna D-Vision.






Escrito por Daniel Blum